Clayson afirma que dificuldade em clássico não pode interferir no estilo de jogo do Corinthians

Clayson afirma que dificuldade em clássico não pode interferir no estilo de jogo do Corinthians

Por Meu Timão

Considerado reserva, Clayson segue com chances na equipe de Carille

Considerado reserva, Clayson segue com chances na equipe de Carille

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians já deu início à semana de treinamentos tendo em vista o clássico diante do Santos, que acontece no próximo domingo. O atacante Clayson, presente nos três jogos disputados pelo Timão no segundo turno do Brasileiro, concedeu entrevista à reportagem da rádio Jovem Pam e, ressaltando a dificuldade que a equipe alvinegra deve encontrar frente ao time do litoral paulista, afirmou que o Corinthians não deve abrir mão de seu estilo tradicional de jogo.

"É o máximo de importância para nós. Vai ser um jogo dificílimo, na casa do adversário. Então a gente tem que estar preparado para o que eles vão oferecer, mas acho que não pode interferir no nosso estilo de jogo. A gente tem que ir lá, fazer o mesmo trabalho que estamos fazendo desde o primeiro turno, manter o nosso ritmo de jogo que eu tenho certeza que se a gente estiver numa noite inspirada vamos fazer um bom jogo e sair com a vitória", explicou.

Leia também:
Cristian é apresentado no Grêmio, 'foge' do Corinthians e projeta disputa pelo Brasileirão
Por ocasião especial, Celso Unzelte assume posto de guia do tour da Arena Corinthians
Representante do Racing vai à Arena Corinthians; carga de ingressos compatível aos clássicos

Ainda que o Timão ocupe a parte mais alta da tabela de classificação do nacional, com 50 pontos ganhos, o Santos, somando 38 pontos, figura a terceira colocação - atrás apenas do vice-líder Grêmio, com 43 pontos. Diante de tal cenário, Clayson não desconversou e concordou que um empate com o time da Vila Belmiro não deve ser encarado como mau resultado.

"Com certeza. Jogar fora de casa, não deixando o adversário progredir... É claro que a gente vai para vencer, mas diante das dificuldades que encontrarmos, se conseguirmos somar um ponto, vai ser importante para a nossa trajetória".

O atacante, titular nas duas derrotas do Corinthians nesta segunda etapa do Brasileiro - a primeira sofrida para o Vitória, por 1 a 0, e segunda, pelo mesmo placar, diante do Atlético-GO -, avaliou os tropeços do grupo do Parque São Jorge e assegurou que o trabalho é o caminho efetivo para as futuras vitórias.

"Isso é do futebol. Procuramos fazer o nosso trabalho, fizemos, jogamos muito bem. Pelo menos no meu ponto de vista, os jogos que perdemos tivemos um volume de jogo muito bom. Infelizmente não estávamos num dia inspirado, mas é continuar trabalhando, fazendo esse volume de jogo que a gente vem fazendo que eu tenho certeza que a bola vai voltar a entrar e a gente vai voltar a vencer", finalizou.

Vale ressaltar que o camisa 25 também presenciou o êxito do coletivo alvinegro por 1 a 0 sobre a Chapecoense, na Arena Condá, quando deixou o banco de reservas e assumiu o lugar de Marquinhos Gabriel, em partida atrasada válida pela 20ª rodada do Brasileirão.

Corinthians e Santos medem força no próximo domingo, às 16h, na Vila Belmiro, em confronto que sela a 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Veja mais em: Clayson e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Na Série B do Brasileirão pelo Internacional, Leandro Damião entrou na mira do Timão

    Corinthians inicia sondagem sobre centroavante do Internacional

    ver detalhes
  • Timão monitorava situação de Roger, em fim de contrato no Botafogo

    Alvo do Corinthians, centroavante Roger fecha com clube gaúcho

    ver detalhes
  • Vilson só deve retornar aos treinos em fevereiro do ano que vem

    Vilson passa por nova cirurgia no joelho e deve perder pré-temporada do Corinthians; veja foto

    ver detalhes
  • Assim como no Paulistão, Cássio será o escolhido para levantar a taça do Brasileiro

    Carille define qual jogador do Corinthians vai levantar a taça do Campeonato Brasileiro de 2017

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes