Decisão? Duelo com Vasco ganha nova importância no Corinthians

Decisão? Duelo com Vasco ganha nova importância no Corinthians

Pressionado, Timão tem oportunidade para voltar a vencer já neste domingo

Pressionado, Timão tem oportunidade para voltar a vencer já neste domingo

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Se antes o Corinthians encarava a partida contra o Vasco como mais um duelo a disputar na campanha rumo ao heptacampeonato nacional, agora a situação mudou. Com uma vitória, um empate e três derrotas nos últimos cinco jogos, o Timão vê o confronto diante do rival carioca como chance, principalmente, de retomar a confiança adquirida ao longo do primeiro turno. Bom desempenho é aguardado pela Fiel, mas um triunfo em Itaquera se tornou imprescindível.

“Gera dúvidas em qualquer ser humano se você faz um primeiro turno como fez, até vocês da imprensa ainda colocam algo em dúvida, porque fizemos um turno fantástico. O torcedor fica naquelas de ‘será que vai dar?’. Mas aqui dentro sabemos o quanto estamos trabalhando e o quanto é importante o próximo jogo”, afirmou Jô em entrevista coletiva após o treino de quinta-feira, no CT Joaquim Grava.

“Voltar a ganhar, independente do resultado, é o mais importante. A vitória te dá confiança. Quase 100% da torcida está confiando na gente, temos um ano maravilhoso e que tem tudo para acabar bem. É um momento de instabilidade, mas que ainda vai voltar a ser o que era”, atestou o centroavante.

Leia também:
Com Arana, Corinthians inicia preparação para jogo contra Vasco; veja quem pode ganhar chance
Corinthians tem retorno de Marquinhos contra o Vasco e aguarda evolução de dupla

Líder isolado do Brasileirão desde a quinta rodada, o Corinthians venceu pela última vez no dia 23 de agosto, quando superou a Chapecoense na Arena Condá por 1 a 0. A partir dali, a equipe de Fábio Carille acabou derrotada por Atlético-GO (0 a 1) e Santos (2 a 0), além de ter empatado com o Racing (1 a 1).

Para Jô, mais do que crescer tecnicamente o Corinthians precisa se ater à tranquilidade, uma de suas principais aliadas na primeira parte da Série A.

“Não acredito em sorte, acredito sempre em trabalho. Se perdemos jogos, não foi porque o adversário teve sorte. Mas sim porque foi competente. Se tivemos uma sequência boa, foi porque trabalhamos. Na maioria dos jogos tivemos o placar à frente, e você joga com maior tranquilidade. Quando estamos atrás, tem de ter a calma que sempre tivemos”, declarou o camisa 7, que lembrou a proximidade do fim da temporada.

“É tudo aprendizado. Ainda pode corrigir. Mas, se deixar passar, não vamos poder lamentar no fim do ano. Ainda tem o jogo da Sul-Americana, somos capazes de conseguir a classificação. É ter a cabeça no lugar ainda, tem muitos jogos, mas o objetivo está cada vez mais perto”, finalizou.

Corinthians e Vasco se enfrentam neste domingo, na Arena Corinthians, às 16h (de Brasília), pela 24ª rodada do Brasileirão. Em seguida, o Timão vai a Buenos Aires, onde decide a classificação às quartas de final da Copa Sul-Americana diante do Racing, quarta-feira, no El Cilindro.

Veja mais em: e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • No último mês de janeiro, Timão foi decacampeão da Copinha

    128 equipes, 32 grupos, um campeão: Corinthians conhece sede e adversários da Copinha 2018

    ver detalhes
  • Fagner é titular absoluto da lateral direita no Corinthians

    Fagner anuncia renovação com Corinthians: 'Não estou na idade de ficar arriscando'

    ver detalhes
  • Romero e Danilo participaram do treino desta quarta-feira no CT Joaquim Grava

    Curinga suspenso, pacotão de baixas e escalações alternativas: a reapresentação do Corinthians

    ver detalhes
  • Sub-17 do Corinthians vai a campo nesta quarta-feira, pela final da Copa do Brasil

    Na Arena, Corinthians recebe Palmeiras em primeiro jogo da final da Copa do Brasil Sub-17

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes