Corinthians se prepara para 'guerra' na Argentina; Cássio fala em estudar pênaltis

Corinthians se prepara para 'guerra' na Argentina; Cássio fala em estudar pênaltis

Cássio no vestiário da Arena antes do jogo contra o Vasco

Cássio no vestiário da Arena antes do jogo contra o Vasco

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

No clube desde janeiro de 2012, Cássio é um dos jogadores mais experientes do Corinthians. E também um dos que mais disputaram partidas sul-americanas. O camisa 12 sabe bem as dificuldades que um duelo por competições do continente traz.

Após a vitória sobre o Vasco, o goleiro falou do confronto com o Racing, nesta quarta-feira, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana - primeiro jogo terminou empatado por 1 a 1. E foi sincero.

"Será difícil, a gente sabe da tradição do Racing, temos de ir preparados, será uma guerra. Tivemos noção do quanto será difícil pelo que foi o primeiro jogo. Eles têm uma equipe bastante organizada, vamos tentar buscar a classificação", afirmou.

Leia também:
Reserva com mais chances de iniciar na Argentina, Marquinhos garante estar bem
Filho de Eurico faz barraco na Arena e acusa seguranças de defenderem Corinthians
Carille minimiza responsabilidade de Jô e coloca 'dúvida' sobre gol irregular

O camisa 12 garantiu que, apesar de a possibilidade de pênaltis estar condicionada apenas ao placar de 1 a 1 no El Cilindro, vai estudar as batidas dos jogadores argentinos.

"Tem de estudar, né? Tem a possibilidade de ter pênaltis, tem de estudar mesmo. O Mauri (preparador de goleiros) sempre ajuda, faz uma colinha no banco (dos batedores). Espero que a gente possa conseguir a classificação no tempo normal", lembrou.

Por fim, Cássio falou da semana complicada que a equipe terá pela frente. Após o duelo com o Racing, o Corinthians enfrentará o São Paulo, pelo Brasileiro - clássico marcado para domingo, às 11h.

"Dois jogos grandes, a equipe pensa por etapas. Teremos esse jogo complicado, depois pensaremos no jogo de domingo, vamos ver como será a recuperação de todo mundo, não sei o que o Fábio (Carille) vai fazer", finalizou o camisa 12, lembrando a possibilidade de alguns jogadores permanecerem no Brasil.

Veja mais em: Cássio e Copa Sul-Americana.

Veja Mais:

  • Zé Rafael, de 24 anos, tem contrato com o Bahia até 2020

    Corinthians reforça interesse em Zé Rafael, mas tem de esperar até 9 de dezembro; entenda

    ver detalhes
  • Carille quer contar com seu reserva imediato em 2018

    Permanência de Walter é desejo de Carille, mas técnico já tem plano B em caso de saída

    ver detalhes
  • Na Série B do Brasileirão pelo Internacional, Leandro Damião entrou na mira do Timão

    Corinthians inicia sondagem sobre centroavante do Internacional

    ver detalhes
  • Timão monitorava situação de Roger, em fim de contrato no Botafogo

    Alvo do Corinthians, centroavante Roger fecha com clube gaúcho

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes