Adaptado na Rússia, Léo Jabá relembra quebra de sequência e saída às pressas do Corinthians

Adaptado na Rússia, Léo Jabá relembra quebra de sequência e saída às pressas do Corinthians

Por Meu Timão

Jabá foi negociado às pressas com o Akhmat Grozny

Jabá foi negociado às pressas com o Akhmat Grozny

Foto: Reprodução/Instagram

Desde que figurava nas categorias da base, Léo Jabá era um dos atletas mais queridos pela torcida do Corinthians. Depois de muito pedir, a Fiel viu o garoto ganhar oportunidades, mas durou pouco. Com apenas 19 jogos pelo clube, o atacante foi negociado ao futebol russo. Com 19 anos, ele relembra a dificuldade e as movimentações às pressas para acertar com o Akhmat Grozny.

"Foi muito difícil, né? Não só pelo fato de estar saindo do Corinthians, mas também por estar saindo de perto dos meus pais, dos meus familiares, dos meus amigos. E também já era uma rotina minha. Eu ainda quero voltar um dia. E eu queria me despedir deles (jogadores) pessoalmente, mas foi tudo de última hora e eu tive que viajar porque já estava para fechar a janela e eu tinha que fazer exames", relembrou o jogador, em entrevista à Rádio Jovem Pan.

"Foi (uma saída) bem emocionante, porque eu me identifico com o Corinthians e também com o carinho da torcida. Desde a base a torcida me pedia. Mas cheguei em um momento que sentei com meus pais quando recebi a proposta e com meus empresários. Eles me mostraram o projeto da Rússia. Era um projeto bom, não pensando só no lado financeiro, mas também no profissionalismo. Eu iria amadurecer, é uma nova cultura e estou aprendendo muito", completou.

Leia também:
Citadini descreve política de contratações para 2018 e dá razão a Andrade sobre Carille
Rodriguinho diz entender críticas ao Corinthians e quer retomada do 'melhor ano da carreira'
Como está o lateral emprestado pelo Corinthians que pode substituir Arana em 2018

Se no momento em que acertou sua saída Léo Jabá pouco entrava em campo, antes disso ele chegou a se destacar. Com boas partidas e o primeiro gol marcado como profissional, o atacante parecia pronto para despontar, mas perdeu espaço. O prata da casa não esconde a decepção por não ganhar as oportunidades que esperava nesse período.

"A verdade é que eu fiz o meu primeiro gol como profissional (contra o Linense na primeira fase do Paulista) e fiquei empolgado. Eu falei ‘agora é o meu momento, agora que vou ter sequência’. Eu sempre trabalhei firme, sempre no pós treino eu estava fazendo complemento, finalização, mas aí eu comecei a não entrar mais. Pensei ‘tudo bem, paciência, sou menino da base’. Então tive a proposta (do Akhmat Grozny) antes do jogo contra o Atlético-GO (pela terceira rodada do Brasileirão). Aí o Fábio (Carille) falou que eu não ia ser relacionado para me prevenir, porque eu já estava em negociação", concluiu.

Se no Corinthians ele não engrenou, na Rússia as coisas parecem ter se acertado logo. Com uma função mais ofensiva dentro de campo, Jabá tem poucas obrigações na defesa e é peça importante da equipe. Das 11 partidas da temporada até aqui, atuou em dez e marcou dois gols.

Veja mais em: Léo Jabá, Ex-jogadores do Corinthians e Base do Corinthians.

Veja Mais:

  • Paulo Roberto e Danilo treinaram com bola nesta terça e estão à disposição para pegar Grêmio

    Volta de Paulo Roberto, susto de Pedrinho e possível escalação: o treino do Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians/Audax fez nova vítima da Libertadores feminina: Santa Fe

    Corinthians/Audax vence 'bicho papão' e se classifica com melhor campanha da Libertadores feminina

    ver detalhes
  • Em reedição da final de 2016, Corinthians e Sorocaba se enfrentam pelo título da LPF

    De virada, Corinthians/Unip vence Sorocaba e sai na frente na final da Liga Paulista

    ver detalhes
  • Gabriel está de volta ao Corinthians após cumprir suspensão

    Trio volta, e Corinthians relaciona 24 jogadores para enfrentar Grêmio; veja lista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes