Citadini descreve política de contratações para 2018 e dá razão a Andrade sobre Carille

47 mil visualizações 87 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Citadini é candidato de oposição à presidência do Corinthians

Citadini é candidato de oposição à presidência do Corinthians

Reprodução/TV

Embora o próximo presidente do Corinthians saiba que terá de lidar com uma série de problemas inerentes à Arena e ao clube social, não há como negar que o carro-chefe da futura gestão será o departamento de futebol. Ex-vice-presidente do Timão e candidato ao posto de Roberto de Andrade no início de 2018, Antonio Roque Citadini assegurou que a montagem de um elenco profissional competitivo está entre suas prioridades.

Em entrevista ao programa Timão Universitário, da Web Rádio Coringão, Citadini lembrou que o Corinthians lidera o Campeonato Brasileiro mesmo sem contratações de destaque – reforços como Pablo, Gabriel e Jô, titulares absolutos sob o comando de Fábio Carille, não demandaram investimentos em direitos econômicos por parte do clube. Se eleito, o político promete formar um time de “primeira linha”.

“Esse ano, o Corinthians não tinha dinheiro. Disse ‘não vou contratar’ e mesmo assim estamos liderando com uma folga boa o Brasileirão. Então, acho que o clube precisa pensar. O Corinthians não pode ter um time não competitivo, temos de ter uma equipe de primeira linha. Como fazer ou como não fazer, vai depender da nossa capacidade”, afirmou Roque Citadini.

Mandatário do Corinthians de 2001 a 2004, Citadini avisou que o cargo de gerente de futebol, desempenhado atualmente por Alessandro Nunes, será destinado também a um ex-atleta, descartando a possibilidade de a função ser exercida por um conselheiro sem experiência de campo.

“Eu acho, por exemplo, que a atual direção de futebol, comandada pelo Alessandro, vamos esclarecer bem, o Corinthians é um clube profissional e tem feito contratações boas. Não vou contratar nenhum desses ‘papa’ aí que aparecem, que são diretores. O cargo será ocupado por um ex-jogador. Isso, claramente, é melhor para o clube. Tem que ser um profissional assim, não um do mercado, que uma hora está de um lado e depois está no outro”, justificou.

Leia também:
Naming rights da Arena Corinthians não ilude candidato à presidência: 'Não vende'
Romeu Tuma Jr. cita 'desvio de recurso' no Corinthians e revela plano anti-corrupção

Citadini, por fim, elogiou a decisão de Roberto de Andrade em estender o contrato de Fábio Carille por mais dois anos, até dezembro de 2019. Para ele, o trabalho conduzido pelo ex-auxiliar é acima do esperado, o que lhe credencia a permanecer à frente do comando técnico do Corinthians.

“Não tem nada do presidente falar ‘vai ter eleição, então vou esperar’. Não, o presidente está lá para resolver da melhor maneira para o clube. O Carille está fazendo um ótimo trabalho e não tem por que mudar. Eu gosto do estilo dele. Da forma de jogar futebol”, resumiu, antes de fazer leve crítica a parte da imprensa especializada.

“Porque o clube, sempre que jogou nesse esquema 4-4-2 – que a imprensa inventa 4-4-1-1 e essas besteiras, é tudo invenção de jornalista que quer ser criativo... Eu gosto dessas duas linhas de quatro e dois marcando na frente. Sempre que o Corinthians faz assim, dá certo. Fez assim com Tite, Mano (Menezes), Parreira, Luxemburgo. Luxemburgo inventava um pouco, mas todos jogavam iguais”, concluiu.

Veja mais em: Eleições no Corinthians, Elenco do Corinthians, Mercado da bola, Contratações do Corinthians, Roberto de Andrade e Alessandro.

Veja Mais:

  • Cássio, Manoel e Gil não ficam à disposição de Fábio Carille contra o Cruzeiro

    Com três desfalques, Corinthians divulga relacionados para duelo com Cruzeiro; veja provável time

    ver detalhes
  • Fábio Carille reclamou de dores no joelho esquerdo recentemente

    Carille vai passar por procedimento no joelho e vira 'desfalque' para o Corinthians

    ver detalhes
  • Escudo revelado nesta sexta-feira apareceu em livro de 2011 (canto inferior esquerdo)

    Escudo do Corinthians 'descoberto' nesta sexta-feira apareceu em livro de 2011; entenda

    ver detalhes
  • Urso apareceu em campo pela primeira vez desde que lesionou a coxa direita

    Júnior Urso volta a treinar em campo e se aproxima de retorno ao Corinthians

    ver detalhes
  • Fagner pode ganhar até quatro companheiros de posição no Corinthians em 2020

    Corinthians pode ter até cinco opções para lateral direita em 2020

    ver detalhes
  • Atacante agradou e fica para a Copinha

    Corinthians prorroga empréstimo de atacante paraguaio do time Sub-20

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: