Relembre: corinthiano recusou ir à final da Champions para manter ingresso da final de 77

2.4 mil visualizações 24 comentários Comunicar erro

Geraldo contando sua história em evento organizado pelo NECO, no Parque São Jorge

Geraldo contando sua história em evento organizado pelo NECO, no Parque São Jorge

Rafaela de Oliveira/Meu Timão

Nesta sexta-feira, completa-se quatro décadas desde que Basílio marcou o gol que tirou o Corinthians de uma fila sem títulos que já durava 23 anos. O aniversário da conquista do Campeonato Paulista de 1977, conseguido sobre a Ponte Preta, traz à tona recordações e sentimentos diversos. Como no caso de Geraldo de Almeida, corinthiano que recusou um par de ingressos da final da Champions League para não ter de abrir mão do bilhete da lendária final estadual, presente que ganhou do pai, já falecido.

Em julho deste ano, Geraldo, de 49 anos, que é professor de história, recebeu uma proposta intrigante feita pela marca de refrigerantes norte-americana Pepsi, durante a gravação de uma campanha intitulada "Troca de Memórias". Patrocinadora oficial da UEFA Champions League, a oferta foi a seguinte: entregar o ingresso mais valioso de sua vida e, com isso, receber entradas para assistir ao confronto entre Real Madrid e Juventus, no País de Gales.

O torcedor, mesmo surpreso com o convite, negou a investida, alegando que o valor de sua lembrança era inestimável. Acontece que, ao fim da conversa, Geraldo precisou assinar alguns papéis e, então, se deparou com a recompensa. Justamente por ter sido fiel ao seu objeto de recordação, foi contemplado com os ingressos para a final entre os times europeus.

Confira o momento em que Geraldo é surpreendido com a convocação

Corinthianos foram à final da Champions por se manterem fiéis às suas recordações alvinegras

Geraldo e Danta acompanharam a final entre Real Madrid e Juventus, em Cardiff, vencida pelo time espanhol

Geraldo e Dante acompanharam a final entre Real Madrid e Juventus, em Cardiff, vencida pelo time espanhol

Arquivo Pessoal

Mesmo não tendo marcado presença na finalíssima entre Corinthians e Ponte Preta, por ser muito novo à época, Geraldo foi consolado pelo pai, que saindo de casa rumo ao Morumbi e prometeu lhe trazer uma lembrança. E assim o fez. De volta ao lar, entregou ao pequeno um punhado da grama do campo do estádio - que se perdeu com o tempo - e, claro, as lendárias entradas para o confronto.

"Ser uma testemunha da presença do pai nesse jogo, que pode ser considerado o mais importante da história do Corinthians, é uma loucura. Saber que meu pai fez parte daquele momento histórico", comentou à reportagem do Meu Timão.

Geraldo José confessa, ainda, verificar diversos documentos da ocasião para tentar encontrar uma imagem de seu progenitor, que também levava o mesmo nome, apoiando o Timão. O som, emitido pelo local quando Basílio encontra as redes, também recebe atenção especial do professor.

"Hoje, com a internet, como o Youtube, fico olhando para ver se encontro-o, se tenho uma imagem dele, porque ele estava lá. É histórico saber que, quando o Basílio faz o gol, o grito dele está nesses sons que saem pelo rádio, pelo computador... Saber que milhões ouviram o grito dele", completou.

Geraldo, que participou da invasão corinthiana, em 1976, perdeu o pai pouco depois do título de 77. Segundo suas próprias palavras, parece que este só estava esperando o Corinthians ser campeão para partir. Mesmo com o luto, o torcedor continuou seguindo o time do Parque São Jorge que, para ele, é a base de sua vida.

"Ser corinthiano é amar e viver intensamente. É, por incrível que pareça, ter prazer nos dois sentidos: no amor e no sofrimento. Essa é a base da minha vida; espiritual, sentimental, psicológica, filosófica, dada pelo Corinthians. Se alguém me perguntar o que é vida, o que é viver, eu vou citar a palavra Corinthians em todos os momentos", finalizou.

Confira imagens do ingresso para Corinthians e Ponte Preta, na final do Paulista de 1977

Ingresso da final do Paulista que tirou o Corinthians de uma fila de 23 anos sem títulos

Ingresso da final do Paulista que tirou o Corinthians da fila sem títulos que durava 23 anos

Arquivo Pessoal

Geraldo mantém a recordação guardada há 40 anos

Geraldo mantém com zelo a recordação que recebeu de seu pai há 40 anos

Arquivo Pessoal

Veja mais em: Torcida do Corinthians.

Veja Mais:

  • Cássio, Manoel e Gil não ficam à disposição de Fábio Carille contra o Cruzeiro

    Com três desfalques, Corinthians divulga relacionados para duelo com Cruzeiro; veja provável time

    ver detalhes
  • Fábio Carille reclamou de dores no joelho esquerdo recentemente

    Carille vai passar por procedimento no joelho e vira 'desfalque' para o Corinthians

    ver detalhes
  • Escudo revelado nesta sexta-feira apareceu em livro de 2011 (canto inferior esquerdo)

    Escudo do Corinthians 'descoberto' nesta sexta-feira apareceu em livro de 2011; entenda

    ver detalhes
  • Urso apareceu em campo pela primeira vez desde que lesionou a coxa direita

    Júnior Urso volta a treinar em campo e se aproxima de retorno ao Corinthians

    ver detalhes
  • Fagner pode ganhar até quatro companheiros de posição no Corinthians em 2020

    Corinthians pode ter até cinco opções para lateral direita em 2020

    ver detalhes
  • Atacante agradou e fica para a Copinha

    Corinthians prorroga empréstimo de atacante paraguaio do time Sub-20

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: