Gabriel minimiza pressão e vê Corinthians rumo ao hepta: 'O líder está com sangue nos olhos'

7.4 mil visualizações 96 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Gabriel falou em nome do Corinthians na chegada a São Paulo

Gabriel falou em nome do Corinthians na chegada a São Paulo

Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

O Corinthians desembarcou em São Paulo na tarde desta terça-feira após a derrota da última segunda por 2 a 1 para o Botafogo. E logo na chegada à capital paulista, o volante Gabriel foi escalado pela assessoria de imprensa do clube para falar em nome do Timão. Num bate-papo franco com os jornalistas presentes no aeroporto, o camisa 5 minimizou a "pressão".

Leia também: Corinthians chega a São Paulo após réves para o Botafogo; Gabriel fala

"Pressão existe só de vestir a camisa do Corinthians. Isso é normal, a gente sabe disso. Entramos sempre com a cobrança de ganhar e de ser campeão. Os outros adversários têm se cuidar com eles e conosco. Nós dependemos só da gente. Os gols que tomamos davam pra evitar. Mas a equipe está bem concentrada para o jogo contra a Ponte Preta", disse.

A cobrança e a própria situação de pressão explicadas por Gabriel dizem respeito à aproximação de Palmeiras e Santos na classificação do Campeonato Brasileiro. A vantagem do líder Corinthians, que outrora foi de 12 pontos, agora está em apenas seis. Há ainda, vale destacar, um confronto direto com o Palmeiras daqui duas rodadas.

"A aproximação é normal. Vamos entrar em campo sempre para distanciar do segundo e encurtar o campeonato. O Corinthians é líder de forma indiscutível. Sabemos da oscilação, mas isso pode e deve ser revertido. Estamos nos cobrando muito internamente. Domingo temos mais uma oportunidade de mostrar que o líder está com sangue nos olhos para ser campeão", afirmou Gabriel.

O volante aproveitou para alegar que, internamente, nada mudou nos últimos meses em comparação ao que era vivenciado no primeiro turno do Brasileirão. Os resultados, por outro lado... O Timão tem apenas 36% de aproveitamento na segunda metade do campeonato - número bem diferente dos 82,5% que marcaram a incrível arrancada alvinegra.

Leia também: Casagrande vê Corinthians 'assustador' e projeta arquirrival campeão

"A nossa cobrança interna sempre existiu. Durante os 34 jogos de invencibilidade tinha cobrança também e agora continua. A cobrança aqui é diária. E os jogadores que estão aqui estão preparados para cobrança e para ser campeão. Essa semana vai passar mais lenta pra nós. É difícil digerir uma derrota dessa (para o Botafogo)", discorreu Gabriel.

Vale lembrar que o Corinthians volta a campo na tarde do próximo domingo, às 17h, contra a Ponte Preta, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. No domingo seguinte, na Arena, em Itaquera, há clássico marcado diante do Palmeiras, também pelo Brasileirão.

Veja mais em: Gabriel e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Cássio, Manoel e Gil não ficam à disposição de Fábio Carille contra o Cruzeiro

    Com três desfalques, Corinthians divulga relacionados para duelo com Cruzeiro; veja provável time

    ver detalhes
  • Fábio Carille reclamou de dores no joelho esquerdo recentemente

    Carille vai passar por procedimento no joelho e vira 'desfalque' para o Corinthians

    ver detalhes
  • Escudo revelado nesta sexta-feira apareceu em livro de 2011 (canto inferior esquerdo)

    Escudo do Corinthians 'descoberto' nesta sexta-feira apareceu em livro de 2011; entenda

    ver detalhes
  • Urso apareceu em campo pela primeira vez desde que lesionou a coxa direita

    Júnior Urso volta a treinar em campo e se aproxima de retorno ao Corinthians

    ver detalhes
  • Fagner pode ganhar até quatro companheiros de posição no Corinthians em 2020

    Corinthians pode ter até cinco opções para lateral direita em 2020

    ver detalhes
  • Atacante agradou e fica para a Copinha

    Corinthians prorroga empréstimo de atacante paraguaio do time Sub-20

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: