Jô nega pressão, fala em 'campanha brilhante' e aponta Corinthians privilegiado com liderança

Jô nega pressão, fala em 'campanha brilhante' e aponta Corinthians privilegiado com liderança

Por Meu Timão

2.1 mil visualizações 63 comentários Comunicar erro

Jô não vê elenco do Corinthians pressionado

Jô não vê elenco do Corinthians pressionado

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians caiu de rendimento no segundo turno do Campeonato Brasileiro e isso não é novidade para ninguém. E engana-se quem pensa que a sequência de maus resultados deixa os jogadores alvinegros pressionados. Ao menos é isso que garantiu Jô.

Em entrevista coletiva concedida no início de noite desta quarta-feira no CT Joaquim Grava, o camisa 7 do Timão negou que o elenco esteja preocupado com a aproximação dos rivais na classificação do Campeonato Brasileiro - seis pontos separam o líder Corinthians de Palmeiras e Santos restando oito rodadas para o término da competição.

Leia também:
Corinthians antecipa concentração do elenco para jogo contra Ponte Preta; presidente explica
Andrade e Jô discursam em apoio à ida de torcedores ao CT do Corinthians: 'Tem de parabenizar'

"Agora não tem que baixar a guarda, é levantar a cabeça. Eles deixaram claro que em qualquer situação eles vão apoiar. O verdadeiro torcedor do Corinthians é assim, eu fui torcedor. Eles falaram que em qualquer situação vão apoiar, não tem limite. Eles estão com a gente, o grupo não se sente pressionado", declarou, se referindo também à reunião de torcedores com os jogadores realizada nesta quarta, mais cedo, no CT.

"Estamos fazendo uma campanha brilhante. Quantos não queriam estar seis pontos na frente? Temos esse privilégio. Tem que tratar com naturalidade, faz parte de qualquer profissão ter oscilação. A pressão também é natural", completou.

Ainda que não se sinta pressionado e que também enalteça a vantagem de seis pontos do Corinthians na liderança, Jô admite que o rendimento da equipe caiu. No segundo turno, o aproveitamento é de apenas 36%, contra os incríveis 82,5% da primeira metade do Brasileirão.

"Fábio (Carille) é um treinador que tem essa capacidade. Ele sempre prezou por rendimento, não tem como a gente esconder. Só que agora é reta final. Nosso primeiro turno foi muito bom e a gente não se iludiu, o segundo não, mas ainda não acabou. Temos de ter a consciência de que tem que melhorar, é óbvio. Mas no primeiro turno já prezávamos por isso", argumentou.

Mas e aí, Jô? O que fazer para melhorar o rendimento do Timão?

"É com conversa, treinamento... Às vezes o psicológico é mais trabalhado, de forma mais direta. A parte de campo é uma coisa que a gente já vem fazendo. Acho que não temos que fazer coisas diferentes, astronômicas. São detalhes que temos que tomar cuidado em campo, estar atentos para não deixar escapar a oportunidade", opinou.

"Eu tenho meus erros também, tenho que melhorar. Algumas coisas do atacante ficam ocultas por fazer gols. Eu tenho que melhorar com a equipe. Ser humano tem essa oscilação. Fizemos um primeiro turno excelente, alguns jogadores não estão aparecendo tanto agora, mas sabem onde têm de melhorar", finalizou.

Veja mais em: , Elenco do Corinthians e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Vôlei alvinegro começa sua caminhada na Superliga nesta semana

    Brasileirão, estreia na Superliga e final no feminino: a semana de compromissos do Corinthians

    ver detalhes
  • Atacante já marcou dez gols na atual edição da Serie B e deve chegar ao Timão

    Torcida do Corinthians repercute possível acerto com André Luis para 2019; veja tuítes

    ver detalhes
  • Pedrinho garantiu foco total no Corinthians

    Com cabeça no Corinthians, Pedrinho pede tranquilidade para seu empresário

    ver detalhes
  • Roger marcou o segundo gol corinthiano no duelo deste domingo

    Corinthians vira nos acréscimos, mas ainda leva gol de empate e tropeça no Vitória

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes