Carille nega pressão, mas revela dificuldades na hora de cobrar elenco do Corinthians

Carille nega pressão, mas revela dificuldades na hora de cobrar elenco do Corinthians

Por Meu Timão

Carille revelou ter dificuldades com método de cobrança no Corinthians

Carille revelou ter dificuldades com método de cobrança no Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Queda de rendimento, cobranças nas redes e reunião com torcedores. Mesmo com seis pontos de vantagem na liderança do Campeonato Brasileiro, o Corinthians vive momento bastante delicado na temporada. Mesmo diante de tudo isso, comissão técnica e elenco parecem tranquilos e focados em trabalhar para reverter essa situação. O comandante Fábio Carille, porta voz do grupo, negou qualquer tipo de pressão sobre sua equipe.

"Não estou me sentindo pressionado. Sou muito consciente de tudo. Todas as coisas ruins que aconteceram, eu trabalhei. É 50% responsabilidade do técnico e 50% do jogador. Todas as situações eu trabalhei. Dos cinco últimos gols levados, três foram de bola parada, algo que trabalho muito. Por isso trabalhei ontem e hoje, e amanhã vamos para a parte ofensiva", afirmou, em coletiva concedida após o treino desta sexta.

Leia também:
Alessandro confirma que Corinthians monitora situação de lateral rival; Carille faz elogios
Carille 'esquece' pendurados e torce por boa arbitragem no jogo contra a Ponte Preta

Em seu primeiro ano como técnico de uma equipe profissional, Carille admitiu que ainda aprende diariamente com certas situações. No momento, por exemplo, ele tem enfrentado dificuldades na hora de cobrar seu grupo, justamente por não saber qual será a reação dos jogadores.

"Pegar a bola rápido no fundo do gol (contra o Botafogo) me chamou a atenção, Jô correndo. É a questão da ansiedade. Tenho dificuldade em como cobrar: será que se eu pilhar mais é bom ou ruim? Na dúvida, mantenho minha forma de cobrança", afirmou.

Apesar das dúvidas comportamentais, o comandante alvinegro sabe o caminho para retomar as vitórias e o bom futebol. A receita é simples.

"Fazer por merecer. A gente tem que fazer por merecer a cada jogo, ganhamos muitos jogos no detalhes, estamos perdendo nos detalhes. Parar de tomar gol, melhorar nossa média de gols. É fazer por merecer. Todos entenderam que podemos fazer mais. Principalmente em questões que decidem jogo, bola parada. No Rio se decidiu assim", concluiu.

Veja mais em: Fábio Carille e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • No último mês de janeiro, Timão foi decacampeão da Copinha

    128 equipes, 32 grupos, um campeão: Corinthians conhece sede e adversários da Copinha 2018

    ver detalhes
  • Fagner é titular absoluto da lateral direita no Corinthians

    Fagner anuncia renovação com Corinthians: 'Não estou na idade de ficar arriscando'

    ver detalhes
  • Romero e Danilo participaram do treino desta quarta-feira no CT Joaquim Grava

    Curinga suspenso, pacotão de baixas e escalações alternativas: a reapresentação do Corinthians

    ver detalhes
  • Sub-17 do Corinthians vai a campo nesta quarta-feira, pela final da Copa do Brasil

    Na Arena, Corinthians recebe Palmeiras em primeiro jogo da final da Copa do Brasil Sub-17

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes