Corinthians 'reserva' grana da venda de Malcom para pagar clube empresa de Fernando Garcia

5.8 mil visualizações 80 comentários

Por Meu Timão

Malcom foi revelado pelo Corinthians, conquistou Brasileirão-15 e acabou vendido

Malcom foi revelado pelo Corinthians, conquistou Brasileirão-15 e acabou vendido

Agência Corinthians

Se a fase dentro de campo não é das melhores, o mesmo não pode ser dito fora das quatro linhas. O Corinthians, afinal de contas, enfim costurou um acordo para pagar as dívidas que tem junto ao clube empresa SEV Hortolândia, do empresário Fernando Garcia.

De acordo com reportagem publicada nesta terça-feira pelo portal da ESPN, a diretoria do Corinthians se comprometeu a utilizar dinheiro da venda dos 15% de direitos econômicos de Malcom, agenciado também por Garcia (relembre abaixo).

Cerca de R$ 3 milhões teriam sido prometidos pelo Corinthians ao SEV Hortolândia em acordo firmado semana passada. Dessa quantia, R$ 500 mil seriam provenientes da venda de Malcom - e serão pagos quando o Bordeaux realizar o depósito, em duas parcelas, previstas para o primeiro semestre de 2018.

O restante da dívida já vem sendo pago pelo Corinthians, em partes, com dinheiro da venda de Matheus Pereira ao Empoli, da Itália. O SEV Hortolândia entrou na Justiça contra o Timão justamente por causa do calote sofrido na ocasião da transferência do jovem meia.

O SEV Hortolândia tinha 35% dos direitos econômicos de Matheus Pereira, mas alegou na Justiça não ter recebido tal percentual relativo à venda do jogador. O Timão, por sua vez, não pagou pois havia levado calote do Empoli - problema em vias de ser resolvido após o clube do Parque São Jorge entrar com procedimento de cobrança junto à Fifa.

Outro percentual da dívida pago pelo Corinthians diz respeito aos 25% dos direitos econômicos de Petros cedidos recentemente ao SEV Hortolândia. Agora, o clube empresa de Fernando Garcia divide o volante com o São Paulo em fatias iguais.

Caso Malcom

No mês passado, o Bordeaux, da França, desembolsou 4,5 milhões de euros (R$ 16 milhões) para comprar os 15% restantes de Malcom, conforme revelado pelo Meu Timão. Em 2016, os franceses haviam pagado 5,5 milhões (R$ 22 milhões na época) pela transferência do atacante então recém hexacampeão brasileiro.

Veja mais em: Mercado da bola e Diretoria do Corinthians.

Veja Mais:

  • Corinthians e Palmeiras abrem 2021 com clássico no dia 6 de janeiro

    Corinthians conhece detalhes de Dérbi que abre 2021 e de outros três jogos do Brasileirão

    ver detalhes
  • Cássio tira a bola dos pés de adversário na partida contra o Fortaleza

    Fiel elege Cássio e Jô como os melhores do Corinthians contra o Fortaleza; meia é o pior

    ver detalhes
  • Corinthians tenta manter liderança do Brasileirão Sub-20 em duelo com São Paulo

    Corinthians visita São Paulo para manter liderança no Brasileirão Sub-20; saiba tudo

    ver detalhes
  • Fagner em ação na partida contra o Fortaleza, no Castelão

    Corinthians encontra problemas na criação e fica apenas no empate com o Fortaleza

    ver detalhes
  • Mario Boselli continua treinando no CT Joaquim Grava

    Mancini explica ausência de Boselli e deixa no ar possibilidade de ainda utilizá-lo no Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians segue em busca de se consolidar na parte de cima do Brasileirão

    Corinthians ganha posição e se distancia da zona de rebaixamento do Brasileirão; veja tabela

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: