Walter fala sobre primeira chance no Corinthians em 2017 e mira título

4.6 mil visualizações 58 comentários

Por Meu Timão

Walter estará no gol do Corinthians diante do Atlético-PR

Walter estará no gol do Corinthians diante do Atlético-PR

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Walter disputará nesta quarta-feira, dia 8 de novembro, contra o Atlético-PR, a primeira partida oficial pelo Corinthians em 2017. Reserva imediato de Cássio, que se apresentou à Seleção Brasileira após o Dérbi e deve perder os próximos três jogos do Brasileirão, o arqueiro tem consciência da chance que estará em suas luvas. Nada que o deixe receoso, ele garante.

De acordo com Walter, embora se trate de sua estreia na temporada, a preparação dele para o duelo em Curitiba é semelhante à adotada para outros compromissos da equipe líder do Campeonato Brasileiro, nos quais esteve, em sua maioria, no banco de reservas ao longo dos 90 minutos.

“A gente tem que encarar como se fosse uma final, jogo a jogo, como a gente está encarando todos os jogos da temporada desde o Paulistão. Para mim não vai ser diferente. Eu tenho que entrar, fazer bem o meu papel, ajudar a equipe de qualquer forma para conseguirmos o resultado positivo e nos aproximar ainda mais do título, que é o que almejamos no Campeonato Brasileiro. É encarar com naturalidade, com muita disposição, vontade, raça, como o torcedor gosta. Sempre que precisar, a gente tenta fazer o melhor. Graças a Deus eu vou ter essa oportunidade, é tentar encarar com maior tranquilidade para conseguir os objetivos”, afirmou o goleiro Walter.

Duas situações impediram que o goleiro pudesse estar em campo no ano antes do confronto na Arena da Baixada. Walter, ainda na pré-temporada, sofreu lesão na região do tórax e sequer acompanhou a delegação alvinegra na Florida Cup, competição amistosa realizada em janeiro, nos Estados Unidos.

Além disso, o camisa 27 viu o principal concorrente retomar o alto nível e voltar à condição de titular absoluto do Corinthians, sendo, inclusive, convocado para a Seleção com frequência. Para Walter, o momento requer tranquilidade e concentração.

“Da mesma forma. Eu trabalho o ano inteiro esperando uma oportunidade, a gente gosta do que a gente faz, estou feliz, em uma grande equipe que me proporcionou tudo o que eu tenho hoje. Mesmo já sabendo antes do jogo, a minha dedicação sempre foi a mesma, eu me dedico ao máximo todos os dias. Para mim não está sendo nada diferente. A gente só mantém o nível de trabalho, muda o jogo, a concentração em uma partida, já que ao invés de ser reserva você vai jogar, então a concentração muda. Mas no dia a dia, o trabalho e o foco são os mesmos”, justificou o goleiro, que pediu pegada ao Timão na reta final da Série A.

“Tem que entrar forte. Da mesma forma que a gente entrou contra o Palmeiras, tem que entrar contra o Atlético-PR, contra o Avaí, contra o Fluminense, e assim sucessivamente. Sabemos que os três pontos que valeram pelo Palmeiras valem diante do Atlético-PR. Então, a gente tem que encarar com muita tranquilidade, humildade, um ajudando o outro, como foi nesse jogo no primeiro turno”, explicou.

Leia também:
CBF escala arbitragem carioca para jogo entre Corinthians e Atlético-PR
Cássio é baixa, jovem se machuca... Corinthians se reapresenta após vitória no Dérbi

Pelas duas razões citadas acima, Walter se acostumou a ocupar o banco de suplentes durante as partidas do clube. Até por isso, passou a ajudar como podia os companheiros de elenco, como ele conta:

Nossa, vibro demais mesmo! Até porque fico de fora, o nervosismo bate muito mais. Não é fácil ficar no banco de reservas porque viramos torcedor, quando o torcedor passa nervoso, a gente também passa, não tem jeito. O momento do gol é a hora de extravasar. O Cássio várias vezes vem correndo para abraçar, isso não tem dinheiro que pague porque sabe da nossa contribuição no dia a dia. Se um sai ganhando, todos saem ganhando. A família que se criou e está se fortalecendo é demais, tem que levar para a história”.

Questionado sobre a possibilidade de ser campeão brasileiro pelo Corinthians mais uma vez, haja visto que integrou o plantel hexacampeão nacional, em 2015, Walter sonha:

Se acontecer (o título), nem nos meus melhores sonhos eu poderia imaginar isso. Cheguei, fui campeão da Recopa, brasileiro, paulista e agora estamos nessa reta final do Campeonato Brasileiro. Se Deus permitir que nós sejamos campeões, chegar nesse título, vai ser maravilhoso! Não tenho nem o que pedir a mais. Estamos trabalhando forte, a semana de trabalho para o jogo do Palmeiras foi ótima. Eu tenho certeza que vai ser assim para esses próximos jogos”, concluiu.

O Corinthians enfrenta o Atlético-PR nesta quarta, às 21h, na Arena da Baixada, pela 33ª rodada do Brasileirão. A seis rodadas do fim da competição, o time possui 62 pontos, seis de diferença para o vice Santos.

Números do Corinthians com Walter debaixo das traves

  • Jogos: 55
  • Aproveitamento: 57.5%
  • Vitórias: 27
  • Empates: 14
  • Derrotas: 14
  • Gols pró: 70 (média de 1.27)
  • Gols contra: 48 (média de 0.87)
  • Cartões amarelos para Walter: 1

Veja mais em: Walter, Cássio e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Corinthians fez treino diferente nesta quinta-feira

    Corinthians treina em praia de Fortaleza antes de voltar para a capital paulista

    ver detalhes
  • Timãozinho foi superado pelo São Paulo

    Corinthians é superado pelo São Paulo fora de casa e perde liderança do Brasileiro Sub-20

    ver detalhes
  • Thalisson renova vínculo com o Corinthians até 2022

    Corinthians prorroga contrato de atacante do Sub-20 por uma temporada

    ver detalhes
  • Corinthians se classificou para a semifinal da LNF

    Corinthians supera Carlos Barbosa e garante vaga na semifinal da Liga Nacional de Futsal

    ver detalhes
  • Empate com o Fortaleza brecou mais uma chance de vitórias seguidas no Corinthians

    Corinthians não engata série de duas vitórias desde o Campeonato Paulista

    ver detalhes
  • Cássio tira a bola dos pés de adversário na partida contra o Fortaleza

    Fiel elege Cássio e Jô como os melhores do Corinthians contra o Fortaleza; meia é o pior

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: