Gabriel diz que vencer no Corinthians é melhor que no Palmeiras: 'Maloqueiro do bando de loucos'

74 mil visualizações 82 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Gabriel, ao centro, concedeu entrevista épica ao fim do jogo

Gabriel, ao centro, concedeu entrevista épica ao fim do jogo

Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

"Aqui é Corinthians, sou maloqueiro do bando de loucos, quando vesti essa camisa já sabia a história que esse clube tem. Hoje merecemos comemorar muito isso."

A declaração acima foi dada pelo volante Gabriel, poucos minutos após a confirmação do heptacampeonato brasileiro do Corinthians, conquistado na noite dessa quarta-feira, na Arena, em Itaquera, após a vitória sobre o Fluminense por 3 a 1.

Torna-se ainda mais especial a fala de Gabriel se lembrada a carreira do volante: no ano passado, foi campeão também do Brasileirão com a camisa do arquirrival Palmeiras. Ao ser questionado qual das duas taças tem significado mais especial...

"(Título pelo Corinthians) Pode ser sim o mais especial (...) Foram dois títulos brasileiros especiais, claro. Mas vi o Corinthians campeão na arquibancada em 99 e hoje estou em campo. É especial", afirmou o camisa 5, que assumiu em 2017 ser corinthiano de coração.

Leia também:
Carille leva nota 9.8 da torcida, mas é outro corinthiano o eleito craque do jogo do título
Planeta preto e branco: Corinthians se torna assunto mais comentado em rede social
Dois Brasileiros em três anos! Atual elenco do Corinthians possui doze remanescentes

Ao contrário dos dois anos (2015 e 2016) nos quais estava no Palmeiras, Gabriel viveu uma temporada linear: assumiu a titularidade logo que chegou ao clube, em janeiro, e não sofreu com lesões em nenhum momento da temporada. As poucas ausências em campo foram apenas por suspensão. Não à toa, o volante se emocionou:

"Esse ano não tive lesão, foi maravilhoso isso, agradeço a parte física do Corinthians, consegui estar em campo todas as vezes, agora é comemorar porque esse título veio de forma especial, calamos muita gente que não acreditava na gente", disse.

"Arrepia, eu chorei contra o Avaí, eu perdi a concentração no fim do jogo, foi diferente, me emocionei contra o Avaí, não tem preço ser campeão pelo Corinthians, ver a taça...", finalizou.

Veja mais em: Heptacampeonato brasileiro, Campeonato Brasileiro e Gabriel.

Veja Mais:

  • Corinthians leva a virada e perde para o Cruzeiro por 2 a 1 em Itaquera; Carille foi expulso no segundo tempo

    Corinthians não consegue afastar crise e perde de virada para o Cruzeiro pelo Brasileirão

    ver detalhes
  • Com apenas 5,6, o volante Ralf foi eleito o melhor em campo pela Fiel

    Torcida do Corinthians poupa Ralf em noite de médias extremamente baixas; reserva é o pior em campo

    ver detalhes
  • Em meio a crise, Fábio Carille seguirá no comando do Corinthians

    Diretor do Corinthians garante permanência de Fábio Carille

    ver detalhes
  • Carille foi alvo de críticas da Fiel após a derrota para o Cruzeiro

    Fim da paciência com Carille, erros de arbitragem e Corinthians 'em queda'; veja repercussão da Fiel

    ver detalhes
  • Corinthians perdeu de virada para o Cruzeiro na noite deste sábado

    Com nova derrota, Corinthians pode terminar rodada fora do G6 do Brasileirão; veja tabela

    ver detalhes
  • Fábio Carille foi expulso por conta de reclamação para o árbitro e irá perder o próximo jogo do Corinthians

    Corinthians sofre com pendurados e expulsão de Carille e terá desfalque triplo diante do Santos

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: