Fagner classifica hepta como histórico, analisa temporada e afirma que Seleção é 'plano B'

3.4 mil visualizações 26 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Fagner foi o capitão durante o primeiro tempo no jogo que selou o hepta

Fagner foi o capitão durante o primeiro tempo no jogo que selou o hepta

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Recém-campeão brasileiro, o lateral-direito Fagner concedeu entrevista na tarde desta quinta-feira e assuntos não faltaram. Tendo faturado o heptacampeonato na noite desta quarta-feira, frente ao Fluminense, na Arena de Itaquera, o corinthiano compartilhou o seu sentimento a respeito da conquista, assegurada com três rodadas de antecedência. Os gols do triunfo foram marcados por Jô, duas vezes, e Jadson.

"Cara, esse título foi histórico. Por tudo que envolveu o primeiro turno, irretocável. Depois um segundo turno diferente de como tava, mas ao mesmo tempo com precisou mostrar sua força conseguiu desempenhar um bom futebol. Foi um campeonato de fazer história", classificou, em conversa feita no programa Bate-Bola Debate, da ESPN. .

O defensor, capitão do Timão diante dos cariocas - ao menos até a entrada do meia Danilo -, repercutiu a temporada junto à equipe alvinegra, em que passou ileso de afastamentos por lesões. A convocação feita pelo técnico Tite para as eliminatórias Sul-Americana da Copa do Mundo de 2018 também foi mencionada.

Leia também:
Foco no G4? Inter na Série B? Lenço de porco? Corinthians 'mita' na provocação nas redes sociais
Novo vídeo mostra Egídio começando confusão com Clayson; atacante do Corinthians assume erro
Jogo do hepta volta a bater recorde de audiência na TV; três maiores do ano são do Corinthians

"A oportunidade de jogar em um jogo oficial com a Seleção Brasileira, nas Eliminatórias, no estadio que to acostumado. Um ano sem lesão, muito bom, que terminou sendo coroado com o título brasileiro. Foi um ano excepcional que quero repetir, e como sou exigente repetir. Estou pensando em me cuidar mais para fazer isso mais vezes".

Por fim, Fagner não pôde evitar de se aprofundar no assunto Seleção Brasileira e, sem rodeios, afirmou que tem, sim, a expectativa de ser convocado para o Mundial da Rússia. Entretanto, apontou o time canarinho como plano B, colocando o Corinthians como prioridade.

"A gente tem a expectativa, não vou mentir. Mas é um plano B, quero estar bem no em um clube, continuar voltar aos trabalho, pesando em estar bem no clube. Se não fosse o Corinthians eu não teria nada disso. Penso na possibilidade de voltar para a Seleção e disputar a Copa do Mundo, mas meu foco é estar bem no clube", finalizou.

Veja mais em: Fagner, Heptacampeonato brasileiro e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Corinthians e Cruzeiro se enfrentam neste sábado, na Arena

    Corinthians recebe Cruzeiro para tentar reencontrar caminho das vitórias no Brasileirão; saiba tudo

    ver detalhes
  • Eduardo Tanque ao lado de André Santos no Corinthians

    Promessa de 17 anos acerta com o Corinthians e já treina no CT; jovem é agenciado por André Santos

    ver detalhes
  • Cássio, Manoel e Gil não ficam à disposição de Fábio Carille contra o Cruzeiro

    Com três desfalques, Corinthians divulga relacionados para duelo com Cruzeiro; veja provável time

    ver detalhes
  • Fábio Carille reclamou de dores no joelho esquerdo recentemente

    Carille vai passar por procedimento no joelho e vira 'desfalque' para o Corinthians

    ver detalhes
  • Escudo revelado nesta sexta-feira apareceu em livro de 2011 (canto inferior esquerdo)

    Escudo do Corinthians 'descoberto' nesta sexta-feira apareceu em livro de 2011; entenda

    ver detalhes
  • Urso apareceu em campo pela primeira vez desde que lesionou a coxa direita

    Júnior Urso volta a treinar em campo e se aproxima de retorno ao Corinthians

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: