Estudo aponta que Fiel aceitaria mudança na Arena Corinthians após venda de naming rights

Estudo aponta que Fiel aceitaria mudança na Arena Corinthians após venda de naming rights

Por Meu Timão

100 mil visualizações 123 comentários Comunicar erro

Estudo mostra que a Fiel adotaria um novo nome da Arena com venda de naming rights

Estudo mostra que a Fiel adotaria um novo nome da Arena com venda de naming rights

Divulgação/Corinthians

A venda do naming rights (em português, direitos de nome) da Arena Corinthians já está em pauta desde a fundação do estádio, em maio 2014. O clube não tem tido sucesso nas negociações, em parte pelo medo de investidores de que a torcida não iria adotar o novo nome da casa do Timão. Contudo, a diretoria alvinegra tem posse de dados que mostram o contrário. Segundo estudo realizado pelo próprio time, cerca de 91,3% dos corinthianos aceitariam a mudança de nome positivamente.

De acordo com o jornal O Estado de São Paulo, a pesquisa corinthiana, organizada pela Aramatore, mostrou a alta aceitação da Fiel sobre um eventual naming right adotado na Arena em Itaquera. O estudo foi realizado com várias perguntas a torcedores, que tiveram suas respostas cruzadas para um resultado final.

A pesquisa apontou que: 67,9% dos torcedores do Corinthians apresentação uma alta aceitação pelo atual nome da Arena em Itaquera, e outros 23,4% com média alta. Com isso, a recepção positiva na Fiel atingiu os 91,3%.

Leia também:
Em enquete expressiva, torcida do Corinthians se posiciona sobre venda de Jô e faz alerta
Após sondagem do Corinthians, Fred acerta com outro clube da Série A para 2018
Renê Júnior revela data para assinatura de contrato e já projeta temporada do Corinthians

O Corinthians busca, com a chegada nos novos dados, ter mais artifícios nas tratativas pela venda do nome de seu estádio. Algumas marcas já haviam denotado que o fato da Arena em Itaquera existir há três anos e ter um nome adotado pelos torcedores dificultariam a mudança.

Como projetado pela diretoria do Timão, uma transação que levaria o nome de uma marca ao letreiro da Arena Corinthians poderia render entre R$ 350 milhões e R$ 400 milhões ao longo de duas décadas (de 17,5 mi a 20 mi por temporada). Tal receita já foi considerada como fundamental para o clube quitar a dívida do estádio, superior a R$ 985 milhões.

A crise politico-financeira do país e a forma como parte da imprensa se refere ao estádio também foram apontadas como principais justificativas para o atraso na venda. O refinanciamento da dívida com a Caixa, pela construção da Arena, também foi apontado como um complicador na condução de eventuais negociações. Com a volta do pagamento, sinalizada no início do mês de dezembro, a expectativa é que o imbróglio se desfaça.

Veja mais em: Arena Corinthians, Naming Rights, Diretoria do Corinthians e Torcida do Corinthians.

Veja Mais:

  • Parte da torcida quer permanência do atacante, enquanto outros preferem concretizar o adeus

    Torcida do Corinthians se divide em petições por permanência ou saída de Romero; entenda

    ver detalhes
  • Corinthians superou o Foz Cataratas na semifinal

    Corinthians enfrenta Carlos Barbosa na final da Copa do Mundo de Futsal Sub-20

    ver detalhes
  • Arena Corinthians passará por apagão em ação de marketing neste domingo

    Arena Corinthians sofrerá 'apagão' no Majestoso deste domingo; entenda

    ver detalhes
  • Alexandre Pato contra o Grêmio na noite da cavadinha que quase acabou em agressão

    Rival no domingo, Pato quase apanhou no vestiário do Corinthians; dois do atual elenco estavam lá

    ver detalhes

Comente a notícia: