Estudo aponta que Fiel aceitaria mudança na Arena Corinthians após venda de naming rights

101 mil visualizações 105 comentários

Por Meu Timão

Estudo mostra que a Fiel adotaria um novo nome da Arena com venda de naming rights

Estudo mostra que a Fiel adotaria um novo nome da Arena com venda de naming rights

Divulgação/Corinthians

A venda do naming rights (em português, direitos de nome) da Arena Corinthians já está em pauta desde a fundação do estádio, em maio 2014. O clube não tem tido sucesso nas negociações, em parte pelo medo de investidores de que a torcida não iria adotar o novo nome da casa do Timão. Contudo, a diretoria alvinegra tem posse de dados que mostram o contrário. Segundo estudo realizado pelo próprio time, cerca de 91,3% dos corinthianos aceitariam a mudança de nome positivamente.

De acordo com o jornal O Estado de São Paulo, a pesquisa corinthiana, organizada pela Aramatore, mostrou a alta aceitação da Fiel sobre um eventual naming right adotado na Arena em Itaquera. O estudo foi realizado com várias perguntas a torcedores, que tiveram suas respostas cruzadas para um resultado final.

A pesquisa apontou que: 67,9% dos torcedores do Corinthians apresentação uma alta aceitação pelo atual nome da Arena em Itaquera, e outros 23,4% com média alta. Com isso, a recepção positiva na Fiel atingiu os 91,3%.

Leia também:
Em enquete expressiva, torcida do Corinthians se posiciona sobre venda de Jô e faz alerta
Após sondagem do Corinthians, Fred acerta com outro clube da Série A para 2018
Renê Júnior revela data para assinatura de contrato e já projeta temporada do Corinthians

O Corinthians busca, com a chegada nos novos dados, ter mais artifícios nas tratativas pela venda do nome de seu estádio. Algumas marcas já haviam denotado que o fato da Arena em Itaquera existir há três anos e ter um nome adotado pelos torcedores dificultariam a mudança.

Como projetado pela diretoria do Timão, uma transação que levaria o nome de uma marca ao letreiro da Arena Corinthians poderia render entre R$ 350 milhões e R$ 400 milhões ao longo de duas décadas (de 17,5 mi a 20 mi por temporada). Tal receita já foi considerada como fundamental para o clube quitar a dívida do estádio, superior a R$ 985 milhões.

A crise politico-financeira do país e a forma como parte da imprensa se refere ao estádio também foram apontadas como principais justificativas para o atraso na venda. O refinanciamento da dívida com a Caixa, pela construção da Arena, também foi apontado como um complicador na condução de eventuais negociações. Com a volta do pagamento, sinalizada no início do mês de dezembro, a expectativa é que o imbróglio se desfaça.

Veja mais em: Arena Corinthians, Naming Rights, Diretoria do Corinthians e Torcida do Corinthians.

Veja Mais:

  • Victor Cantillo não consegue engatar boa sequência pelo Corinthians

    Corinthians sofre menos, faz mais gols e vê aproveitamento melhorar sem Cantillo

    ver detalhes
  • Cazares pode ser jogador do Corinthians no Brasileirão; negociação avançou nas últimas horas

    Corinthians avança na contratação de Cazares, e aguarda Atletico-MG

    ver detalhes
  • Dyego Coelho comandou treino tático neste domingo no CT Joaquim Grava

    Corinthians faz treino tático e segue preparação para enfrentar o Sport; veja possível escalação

    ver detalhes
  • Nathan ficará no futebol europeu por uma temporada. Depois, retorna para o Parque São Jorge.

    Corinthiano Nathan é anunciado como reforço do Racing Ferrol, clube da terceira divisão da Espanha

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians não assiste à uma partida em Itaquera desde fevereiro

    Maioria da torcida apoia a decisão do Corinthians em não jogar o Brasileirão; veja enquete

    ver detalhes
  • Uma informação assustadora sobre Coelho no Corinthians (assustadora para os rivais)

    VÍDEO: Uma informação assustadora sobre Coelho no Corinthians (assustadora para os rivais)

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: