Mesmo longe da Arena, dívida impede que Corinthians lucre com ingressos no Pacaembu

Mesmo longe da Arena, dívida impede que Corinthians lucre com ingressos no Pacaembu

Por Meu Timão

3.1 mil visualizações 54 comentários Comunicar erro

Fundo para pagamento da Arena arrecada até com partidas longe do estádio

Fundo para pagamento da Arena arrecada até com partidas longe do estádio

Foto: Bruno Teixeira Rolo

Por conta da troca de gramado da Arena, o Corinthians faz os primeiros jogos da temporada no Pacaembu. Apesar das partidas longe de casa, a renda angariada nas bilheterias seguirá sem ir para os cofres alvinegros, assim como acontece em Itaquera. Por contrato, todo o valor arrecadado terá como destino o fundo de financiamento do estádio.

A definição deste repasse aconteceu recentemente, quando a dívida alvinegra pela construção da Arena foi reanalisada. Sendo assim, o montante líquido de bilheteria em qualquer jogo do clube como mandante, até mesmo em outros estádios, tem de ir para o pagamento das parcelas ainda restantes. A informação é do UOL Esporte.

Leia também:
Corinthians promete facilitar saída de jogadores não inscritos no Paulista
Em busca do bi, Corinthians estreia no Campeonato Paulista nesta quarta-feira

Vale destacar que o Corinthians voltou a pagar o financiamento com a Caixa no final de 2017, depois de quase 20 meses sem quitar suas obrigações com o banco. Com o auxílio da renda das partidas, espera-se que o clube pague o empréstimo do BNDES, de R$ 400 milhões, até o final de 2028. Atualmente, cerca de R$ 2,5 milhões são repassados mensalmente ao banco estatal.

Ciente da importância das rendas como mandante para quitar essa dívida, o presidente Roberto de Andrade refutou, em novembro do ano passado, uma mudança no preço de ingressos para partidas na Arena. Com os valores atuais, o Timão arrecada, em média, R$ 1,7 milhão por jogo no estádio.

Orçada inicialmente em R$ 820 milhões, a Arena Corinthians teve seu valor aumentado em 2014, quando chegou a R$ 985 milhões. Hoje, a dívida do estádio é de aproximadamente 1,79 bilhões. Desse valor, mais de R$ 631 milhões são de repasses a Caixa, R$ 39 milhões de garantias a Odeberecht, além de outros R$ 346 milhões diretos à construtora.

Veja mais em: Arena Corinthians e Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Balbuena segue sem estender vínculo com o Corinthians

    Corinthians aciona Vampeta para tentar ajudar na renovação de Balbuena; clube se pronuncia

    ver detalhes
  • Emerson Sheik participou do jogo-treino desta terça após atuar no segundo tempo do dia anterior

    Vital marca em jogo-treino, mas Corinthians faz repeteco e volta a empatar com Red Bull

    ver detalhes
  • Ralf foi apresentado pelo Corinthians no início da tarde desta terça-feira, no CT

    Apresentado, Ralf fala em 'momento de Gabriel', mas avisa: 'Vou buscar meu espaço'

    ver detalhes
  • Matheus Vidotto segue treinando separado do grupo do Corinthians

    Corinthians e agente de Vidotto costuram acordo; objetivo é evitar um 'novo Danilo Fernandes'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes