Há 35 anos, Corinthians aplicava a maior goleada da história do Brasileirão

Há 35 anos, Corinthians aplicava a maior goleada da história do Brasileirão

Por Meu Timão

7.9 mil visualizações 36 comentários Comunicar erro

Sócrates foi o destaque da partida histórica, com quatro gols marcados

Sócrates foi o destaque da partida histórica, com quatro gols marcados

Foto: Divulgação/Corinthians

Responsável pela Democracia Corinthiana, o time alvinegro de 1983 não se destacava apenas pelas questões extracampo. Dentro das quatro linhas sobrava futebol à equipe de Sócrates e companhia. No dia 9 de fevereiro daquele ano, a equipe colocou seu nome na história do Brasileirão. A vitória de 10 a 1, contra o Tiradentes, do Piauí, é até hoje a maior goleada em todas as edições do torneio.

O comandante do Timão no duelo histórico era Mario Travaglini, que escalou o time com Solito; Alfinete, Mauro, Daniel Gonzales e Wladimir; Paulinho, Sócrates e Zenon; Biro-Biro, Ataliba e Paulo Egídio. Eduardo e Vidotti entraram no decorrer da partida.

Frente a mais de 18 mil torcedores, o Corinthians saiu perdendo no Canindé, logo no início do primeiro tempo. A esperança dos visitantes, no entanto, durou pouco. Vivendo grande momento, a equipe alvinegra se impôs e empatou seis minutos depois, com gol de Sócrates, de pênalti. Sete minutos mais tarde, o camisa 8 novamente foi às redes e virou a partida.

Leia também:
Esquenta pré-Carnaval: líder Corinthians 'cai na avenida' contra o Santo André; saiba tudo do jogo
Equipes de futsal e basquete do Corinthians interagem em desafio no Parque São Jorge
Corinthians fica com ouro em premiação da Federação Paulista; confira valor do bônus

Antes mesmo do intervalo, o chocolate já estava consolidado. Isso porque Biro-Biro, Paulo Egídio e Sócrates, completando o hat-trick, colocaram um sonoro 5 a 1 no placar. A volta dos vestiários trazia a expectativa de um jogo mais cadenciado por parte do Timão, mas isso passou longe de acontecer.

Logo no quarto minuto da segunda etapa, Ataliba ampliou. Pouco depois, Wladimir deixou o seu - o mais bonito da sua carreira, de bicicleta. Antes do apito final, Paulo Egídio, Vidotti e Sócrates, que marcou o seu quarto gol no jogo, fecharam o placar em 10 a 1.

Veja mais em: Jogos Históricos, Ídolos do Corinthians e História do Corinthians.

Veja Mais:

  • Bruno Savignani comanda equipe de basquete masculino do Corinthians

    Corinthians estreia no NBB nesta terça-feira com entrada gratuita no Parque São Jorge

    ver detalhes
  • Goleiro Cássio pegou duas cobranças de pênaltis na final do Paulistão-18 contra o Palmeiras

    Cássio tenta manter incrível sequência de nunca ter perdido uma decisão pelo Corinthians

    ver detalhes
  • Renda da finalíssima da Copa do Brasil, nesta quarta-feira, deve ultrapassar os 5 milhões de reais

    Corinthians terá a maior renda de sua história na final contra o Cruzeiro; saiba o valor projetado

    ver detalhes
  • Destaques para final e treino aberto na Arena - Giro de notícias do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes