'Tenho convicção de que a eleição foi prejudicada por fatores extras', desabafa Romeu Tuma Jr.

'Tenho convicção de que a eleição foi prejudicada por fatores extras', desabafa Romeu Tuma Jr.

1.3 mil visualizações 40 comentários Comunicar erro

Romeu Tuma Jr. viu fatores extras para o resultado da eleição no último dia 3

Romeu Tuma Jr. viu fatores extras para o resultado da eleição no último dia 3

Foto: Meu Timão/Larissa Lima

Derrotado na eleição presidencial do Corinthians do último dia 3, Romeu Tuma Jr. analisou o resultado do pleito a pedido do Meu Timão. Último colocado nas urnas, o candidato enumerou alguns fatores extras para a votação ter terminado com Andrés Sanchez de volta à cadeira presidencial.

Leia também:
Paulo Garcia: "Comissão eleitoral fez um trabalho confuso, fui à Justiça por isso"
"Uma campanha sangrenta tirou minhas chances", lamenta Citadini
Preferência da opinião pública e manutenção do DNA: Ezabella comemora

"Tenho convicção que a eleição foi muito prejudicada por fatores extras, como a compra de votos, as disputas judiciais e a teimosia de alguns candidatos em permanecer num pleito que sabiam que não poderiam assumir em claro favorecimento à situação, além do 'esquema da anistia' de sócios que beneficiou os barões do futebol", afirmou Romeu Tuma Jr., que completou:

"Depois que o episódio da compra de votos terminou em impunidade, a eleição perdeu o equilíbrio e a legitimidade. Os três candidatos diretamente envolvidos lideraram as eleições e as três chapinhas comprovadamente favorecidas se elegeram. Virou um jogo de cartas marcadas", desabafou.

Leia também:
Citadini lamenta sobre eleição no Corinthians: 'Uma campanha sangrenta me tirou as chances'
Preferência da opinião pública e manutenção do DNA da chapa: Ezabella comemora primeira eleição

Apesar de ter sido o candidato menos votado, Romeu Tuma Jr. acredita que sua chapa deixou uma semente plantada para futuras eleições. Na sua visão, as propostas que foram divulgadas nas semanas que antecederam ao pleito é um legado.

"Ainda assim, tivemos um bom desempenho diante dos ataques que sofremos de candidatos e suas bocas de aluguel. Fomos a única chapa que apresentou um projeto completo e registrado em cartório. Acho que saímos vitoriosos ao nos manter na disputa pregando o debate de ideias e sempre provando que era a única oposição verdadeira e a única possibilidade de mudança real no modelo de gestão do clube", afirmou o candidato, que completou:

"Com todos os acordos que estamos assistindo na escolha de diretores e dos candidatos ao Conselho, prova-se que tínhamos razão. Nosso projeto não morreu, ao contrário, saiu fortalecido porque mostrou que não é mais do mesmo", finalizou.

Resultado da eleição no Corinthians

Andrés Sanches - 1235 votos (33,9%)
Paulo Garcia - 834 votos (22,9%)
Antônio Roque Citadini - 803 votos (22%)
Felipe Ezabella - 461 votos (12,6%)
Romeu Tuma Júnior - 278 votos (7,6%)
Brancos e nulos - 31 votos (0,8%)
Total - 3642

Veja mais em: Eleições no Corinthians.

Veja Mais:

  • Em baixa na Alemanha, Jonathas volta à pauta do Corinthians, que busca empréstimo

    Corinthians volta a ter interesse no centroavante Jonathas

    ver detalhes
  • Gabriel e Guilherme conversaram com o Meu Timão no Parque São Jorge

    Mãe vira-casaca, sonho inglês e até 10 a 0 na Croácia: conheça os gêmeos do Sub-17 do Corinthians

    ver detalhes
  • Rio, Maceió e até Califórnia: jogadores do Corinthians curtem 'férias forçadas'; veja destinos

    Rio, Maceió e até Califórnia: jogadores do Corinthians curtem 'férias forçadas'; veja destinos

    ver detalhes
  • Lateral do Corinthians, Fagner será titular contra a Costa Rica

    Fagner ganha chance e será titular da Seleção Brasileira contra a Costa Rica

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes