Próximo de estreia na Libertadores, Corinthians homenageia ídolo e relembra ligação com Colômbia

Próximo de estreia na Libertadores, Corinthians homenageia ídolo e relembra ligação com Colômbia

Por Meu Timão

2.3 mil visualizações 37 comentários Comunicar erro

O colombiano Freddy Rincón foi campeão mundial pelo Corinthians em 2000

O colombiano Freddy Rincón foi campeão mundial pelo Corinthians em 2000

Foto: Divulgação / Corinthians

O Corinthians estreia na Libertadores de 2018 nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), diante do Millonarios, na Colômbia. Diante disso, o clube relembrou uma ligação especial que mantém com o país sul-americano: o ídolo Freddy Rincón. O ex-jogador colombiano foi homenageado em um texto publicado pelo Timão, que relembrou suas duas passagem no time do Parque São Jorge.

Por meio de suas redes sociais, o Corinthians compartilhou a história que mantém com o ex-jogador, que faz a "ponte" entre o clube alvinegro e a Colômbia. Ao longo dos seus 107 anos de história, o Timão disputou 19 partidas no país vizinho. A equipe só teve outro conterrâneo de Rincón em seu elenco desde então, o atacante Stiven Mendoza - que acabou vendido ao Amiens, da França, nesta temporada.

Leia também:
Arsenal de olho: corinthiano Maycon é 'dissecado' por jornal inglês e comparado a craque galês
Metade dos inscritos pelo Corinthians nunca entrou em campo na Libertadores; veja lista
Goleiro recém-promovido do Corinthians é hospitalizado com pedra nos rins

Hoje aos 50 anos, Rincón chegou ao Corinthians já com um nome marcado no futebol mundial. O atleta somava passagens pelo Napoli, da Itália, e pelo Real Madrid, da Espanha, antes de desembarcar no Parque São Jorge em 1997. Além disso, contava com duas Copas do Mundo em sua conta, em 1990 e 1994, e outros diversos títulos de prestígio.

No Timão, o ex-jogador viveu grande momento de sua carreira. Foram 11 gols marcados em 158 partidas pelo clube. Foi na equipe alvinegra, inclusive, que Rincón acabou recuado para a posição de volante e “redescobriu” seu futebol, após anos atuando como meia ofensivo. A mudança foi benéfica e gerou uma convocação para a sua terceira Copa do Mundo, em 1998.

Rincón foi peça chave no Corinthians nas conquistas do Campeonato Brasileiro de 1998 e 1999, Campeonato Paulista de 1999 e do Mundial de Clubes em 2000. A despedida do Timão veio logo após o título mundial, e o ex-jogador passou por outros times de pouca expressão no futebol brasileiro desde então. Retornou ao Parque São Jorge em 2004, porém sem o mesmo rendimento. Já aposentado, o colombiano segue em busca seu espaço como treinador.

Para ler o texto na íntegra, clique aqui.

Veja mais em: Ídolos do Corinthians, História do Corinthians e Libertadores da América.

Veja Mais:

  • Romero marcou o único gol da partida de ida; Timão tem vantagem mínima por vaga nas semifinais

    Corinthians tenta afastar crise e se classificar às semifinais da Copa do Brasil; saiba tudo

    ver detalhes
  • Pedrinho (à frente) será titular nesta quarta-feira; Jonathas, opção no banco

    Loss define escalação do Corinthians para decisão contra Chapecoense, mas pode ter baixa

    ver detalhes
  • Ricardo Fischer foi o cestinha da partida com 29 pontos anotados

    Corinthians se impõe no Parque São Jorge e vence a primeira no Paulista de basquete

    ver detalhes
  • Daniel Marcos assinou seu primeiro contrato profissional com o Corinthians

    Ex-Palmeiras, lateral-direito de 16 anos assina contrato profissional com o Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes