Gustavinho explica estratégia por quarta vitória seguida e valoriza Fiel: 'Diferencial absurdo'

Gustavinho explica estratégia por quarta vitória seguida e valoriza Fiel: 'Diferencial absurdo'

Por Andrew Sousa e Thaina Barros

1.1 mil visualizações 15 comentários Comunicar erro

Camisa 10 foi principal pontuador e decidiu a partida para o Timão

Camisa 10 foi principal pontuador e decidiu a partida para o Timão

Thaina Barros/Meu Timão

Neste sábado, o Ginásio Wlamir Marques recebeu um confronto de invictos. Apesar do excelente aproveitamento até aqui, deu Corinthians contra o Blumenau. Por 74 a 66, o Timão bateu os catarinenses em jogo extremamente equilibrado - veja tudo da partida aqui. Gustavinho, armador da equipe, explicou a estratégia adotada pelo time alvinegro durante o confronto.

"É difícil abrir logo no começo, então fomos minando ele desde o início, marcando quadro inteira. Eles rodam bem a bola, mas conseguimos desgastá-los bastante e abrir vantagem no terceiro quarto. Acho que a principal característica que o Bruno (Savignani, técnico da equipe) escolheu para nosso time é que podemos rodar bastante. Então, tivemos mais trocas e acho que por isso conseguimos abrir uma vantagem legal", afirmou o jogador na saída da quadra.

Leia também:
Corinthians Steamrollers amassa segundo rival seguido e já lidera Paulista de futebol americano
Em jogo eletrizante, Corinthians vence Blumenau e mantém invencibilidade na Liga Ouro
Já classificado aos playoffs, Corinthians/Guarulhos perde na penúltima rodada da Superliga

Com 20 pontos, o camisa 10 foi o grande cestinha da partida, tendo desempenho decisivo para nova vitória corinthiana. Apesar do desempenho espetacular, o armador preferiu valorizar outro "jogador": a Fiel. Em seu segundo jogo em casa, o Timão novamente viu muito apoio vindo das arquibancadas. Para o atleta, isso pode pesar muito no decorrer das competições.

"Jogar ao lado da torcida é um diferencial absurdo. Nosso sexto homem faz a diferença também. O calor deles enorme. É difícil ter uma torcida com essa pegada no Brasil. O time acabou de voltar, mas já temos essa energia aqui no Wlamir Marques", valorizou.

"Hoje eu pude ser o cestinha, mas minha função é organizar o jogo e achar o que ele está propondo. Não tenho vaidade nenhuma, o importante é sair com a vitória mesmo", completou.

Invicto na Liga Ouro, o Corinthians está empatado com o São José na primeira posição da Liga Ouro com oito pontos somados. A equipe encerra a sequência inicial de duelos no Parque São Jorge no próximo dia 13, terça-feira, contra o Londrina. O confronto acontece às 20h (de Brasília), com entrada franca para a Fiel.

Veja mais em: Basquete.

Veja Mais:

  • Clayson, Luan, Sornoza, Marciel e Matheus Matias: confira o vaivém no Corinthians neste fim de 2018

    Corinthians no mercado da bola: veja quem chega e quem sai do clube para 2019

    ver detalhes
  • Sergio Díaz é bem cotado no Corinthians para 2019

    Corinthians confia em boom de Sergio Díaz e já projeta mantê-lo; veja operação financeira

    ver detalhes
  • Corinthians pode perder Romero de graça para o Internacional em 2019

    Ainda sem acordo por renovação no Timão, Romero negocia pré-contrato com o Internacional

    ver detalhes
  • Ramiro possui contrato com Grêmio até 2021; Timão contatou pai do atleta

    Corinthians consulta pai de Ramiro, do Grêmio, e mostra interesse no meia

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes