Carille comemora vitória em Ribeirão Preto e a reafirmação da solidez defensiva da equipe

Carille comemora vitória em Ribeirão Preto e a reafirmação da solidez defensiva da equipe

4.1 mil visualizações 39 comentários Comunicar erro

Carille gostou da equipe em Ribeirão Preto

Carille gostou da equipe em Ribeirão Preto

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Após a vitória sobre o Botafogo, por 2 a 0, o técnico Fábio Carille lembrou os desafios que se apresentaram ao Corinthians em Ribeirão Preto. O comandante ressaltou a temporada, condição ruim do gramado do Estádio Santa Cruz e, de quebra, ainda lembrou da necessidade de colocar os reservas.

"Quando você faz muitas substituições, os jogadores que entram eu tenho certeza que saberão o que fazer. Vai faltar a parte de entrosamento, normal. Mas sabem o que fazer com e sem bola. Hoje o jogo foi difícil pela temperatura, não lembro de ter feito um jogo assim esse ano, também com mudanças, com um campo em que a bola não rolou legal, quicou demais, e a gente perde o controle, perde a posse e não consegue ficar no campo adversário", afirmou o treinador do Timão, que voltou a enaltecer o sistema defensivo da equipe.

"De modo geral, somos um time que sabe sofrer. Nos últimos cinco jogos, tomamos só um gol, contra o Santos. E jogos difíceis, contra Palmeiras e Millonarios. É a marca do Corinthians, ter uma defesa sólida. Mas temos de procurar melhorar a cada dia", lembrou.

Leia também:
Isolados no Paulistão, Corinthians e Palmeiras só voltam a se enfrentar em eventual final
Gabriel fala do golaço em Ribeirão Preto, e aproveita para elogiar companheiro em baixa
Mistão do Corinthians acorda na etapa final e vence Botafogo-SP com gols de defensores

Para Carille, o forte calor na cidade de Ribeirão Preto foi o causador de um futebol abaixo da crítica na primeira etapa. O treinador lembrou que não foi coincidência a melhora do futebol das duas equipes na etapa final.

"A gente fica muito feliz. O primeiro tempo foi de intensidade muito baixa pelo calor. No aquecimento eu já percebi que o primeiro tempo seria assim para os dois lados. O segundo tempo a temperatura abaixou e o jogo ficou mais intenso. Depois da parada do primeiro tempo, fiz uma modificação. Trouxe o Mateus para fazer o 4-1-4-1. E liberei mais o Emerson. A gente melhorou, teve mais volume e oportunidades. O segundo tempo foi diferente, a gente esteve mais aceso, com intensidade maior", lembrou.

Na próxima fase (quartas de final), o Corinthians enfrentará o Bragantino. O primeiro jogo será realizado em Bragança Paulista. Já a volta, na Arena Corinthians. As datas serão anunciadas pela Federação Paulista de Futebol na manhã de terça.

Veja mais em: Campeonato Paulista e Fábio Carille.

Veja Mais:

  • 'Quase herói' contra Cruzeiro, Pedrinho pode ganhar chance como titular diante do Vitória

    Corinthians se reapresenta com reservas e pode ter três mudanças para jogo contra Vitória

    ver detalhes
  • Will Dantas (à dir.) ao lado de Pedrinho, jogador do Corinthians

    Agente volta atrás e nega divergência com Corinthians sobre Pedrinho

    ver detalhes
  • Corinthians terá nove 'finais' no Brasileiro para terminar temporada de forma digna

    Análise: Corinthians demonstra limitações e é vice na Copa do Brasil; equipe liga sinal de alerta

    ver detalhes
  • Corinthians vem de derrota para o Santos no Brasileirão

    Em seu pior turno na história, Corinthians mira nove finais para evitar tragédia no Brasileiro

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes