Romero pede Corinthians frio em decisão e se cobra: 'Tranquilidade é fundamental'

Romero pede Corinthians frio em decisão e se cobra: 'Tranquilidade é fundamental'

Por Meu Timão

2.5 mil visualizações 59 comentários Comunicar erro

Romero comemora gol corinthiano diante do Red Bull Brasil; atacante deve ser titular domingo

Romero comemora gol corinthiano diante do Red Bull Brasil; atacante deve ser titular domingo

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians precisará vencer por dois gols de diferença o clássico contra o Palmeiras deste domingo, no Allianz Parque, para ser campeão paulista de 2018. Uma missão para lá de complicada, mas possível de ser cumprida pela equipe de Fábio Carille. Ángel Romero, remanescente das conquistas de 2017 e provável titular na finalíssima, parece saber o melhor caminho para atingir tal objetivo.

Em entrevista coletiva concedida no início da noite desta quinta-feira, no CT Joaquim Grava, o atacante corinthiano pediu um Timão frio no domingo. Na visão do camisa 11, o Corinthians não pode “cair na pilha” do rival, o que ocorreu no Dérbi de ida, vencido pelos palmeirenses pelo placar de 1 a 0.

“A gente sabia que tinha dois jogos. Perdemos a primeira batalha em casa, onde não podíamos perder, em casa, com nossa torcida. Temos de esquecer porque de nada adianta a gente lembrar e não fazer um grande jogo domingo. Precisamos de dois gols para sermos campeões, mas também sabemos que uma vitória simples vamos pros pênaltis. Como falei no começo, tranquilidade é fundamental. Nosso time tem jogadores de muita experiência. Vai ser fundamental ficar tranquilo e jogar nosso futebol”, disse Romero.

De fato, o Corinthians deu margem ao nervosismo e viu o Palmeiras ser superior no clássico do último sábado, marcado por uma confusão generalizada antes do fim do primeiro tempo – Clayson e Felipe Melo, cale lembrar, foram expulsos e estão fora da final do Estadual.

De acordo com Romero, sua equipe precisa se ater ao plano tático programado por Carille e esquecer o Palmeiras no que diz respeito a possíveis (e esperadas) provocações no Allianz Parque. “A gente tem de ficar tranquilo nesse aspecto. É fundamental a gente jogar futebol, não entrar em confusões. Eles têm a vantagem do 1 a 0, mas fazendo nosso trabalho... Já aconteceu ano passado de ganhar na casa deles. É fundamental ficar tranquilo, não entrar em confusões e fazer o que a gente vem fazendo: ficar com a bola, triangular e finalizar mais, que está faltando para nosso time”, opinou.

Romero, inclusive, se cobrou durante o bate-papo com os jornalistas no CT. O paraguaio revelou que também tem trabalhado para evitar confrontos e bate-bocas com adversários ao longo dos jogos, sobretudo em clássicos.

“Não, sempre fui assim (pilhado)”, admitiu, bem-humorado. “Nesse sentido, tenho que ficar mais tranquilo, entrei porque queria vencer, como nosso time, e estava ansioso para entrar no jogo, estávamos perdendo na nossa casa. Infelizmente não conseguimos empatar. Mas já passou, a gente já esqueceu esse jogo, agora a gente treinou para melhorar nossos erros para domingo dar tudo certo”.

Questionado sobre qual postura espera do Palmeiras, que possui a vantagem do empate para ser campeão, Ángel é franco. “A vantagem é pouca, mínima. Eles vão propor o jogo também. Vai ser um jogo aberto, diferente do que foi na nossa Arena. Eles vão sair pra jogar e nós também. Precisamos da vitória, mas com muita tranquilidade. Eles demonstraram aqui na nossa Arena que, se ficam com espaço, são perigosos. Temos que atacar e ser organizados”, completou.

Romero soma 177 partidas e 27 gols com a camisa do Corinthians.

Veja mais em: Romero, Dérbi e Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Corinthians foi da água ao vinho: campeão em 2017 e candidato ao rebaixamento em 2018

    Corinthians luta contra reviravolta jamais vista no Brasil e raríssima no futebol mundial

    ver detalhes
  • Jadson é o artilheiro do elenco em 2018, com 15 gols; é o que mais fez com Jair Ventura

    Jadson se torna artilheiro da era Jair Ventura; meia participou de 12 dos últimos 20 gols do Timão

    ver detalhes
  • Roger entrou aos 13 minutos do segundo tempo e conseguiu fazer um dos gols do Timão em Salvador

    Roger é o atacante do Corinthians que precisa de menos tempo em campo para fazer um gol

    ver detalhes
  • Duelo ganhou ares dramáticos com prorrogação, mas terminou em alívio e comemoração dos corinthianos

    Em jogo dramático, pivô faz três, Corinthians segura empate na prorrogação e vai às quartas da LNF

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes