Juiz do Dérbi reforça fatos relatados na súmula e explica participação de quinto árbitro

Juiz do Dérbi reforça fatos relatados na súmula e explica participação de quinto árbitro

Por Meu Timão

4.6 mil visualizações 42 comentários Comunicar erro

Juiz deu entrevista explicando ainda mais os ocorridos no Dérbi

Juiz deu entrevista explicando ainda mais os ocorridos no Dérbi

Foto: Divulgação

O título do Corinthians segue gerando reclamações da torcida do Palmeiras. Na manhã desta segunda-feira, os alviverdes voltaram a falar em interferência externa, compartilhando um vídeo em que o quinto árbitro passa algum recado ao quarto árbitro. Diante das afirmações, Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza, juiz da partida, fez questão de explicar ainda mais o ocorrido.

"O que menos estava sofrendo a pressão dos jogadores era o quinto árbitro, que conseguia ouvir com mais clareza. Depois que eu marquei o pênalti, eu ouvi canto. Mas fui buscar quem foi e ele (quarto árbitro) também já não me ouvia. Muita gente falando ao mesmo ao tempo, fica complicado", explicou, em entrevista à ESPN.

"Na cabeça do quarto árbitro, eu tinha ouvido ele. Mas eu queria saber de quem veio essa informação. É aí que o quinto árbitro manda eu falar com o quarto, porque ele estava me chamando", completou.

Leia também:
Andrés Sanchez responde declarações de presidente do Palmeiras: 'Está chorando. Aí é duro!'
Árbitro do Dérbi explica pênalti anulado, e ganha respaldo da FPF: 'Decisão correta'

Além de explicar o fato novo, o responsável pela grande final voltou a relatar os fatos descritos na súmula. No documento, o juiz informa que Anderson José de Moraes Coelho, quarto árbitro, relatou o toque de Ralf na bola. A Federação, inclusive, definiu a decisão como acertada.

"A gente tem o rádio, o Adriano passou a informação do escanteio. Eu não consigo ouvir. Nesse momento ele já é pressionado pelos jogadores do aquecimento, que viram ele falando e cobram que ele venha me avisar", descreveu.

"Ele tinha uma visão lateral, fizemos um trabalho para ele acompanhar e ver de outro ângulo.O importante é acertar. Nós acertamos. Houve o equívoco no procedimento? Houve. Mas tomamos a decisão correta. Depois, até pelo ângulo de trás, dá para ver que ele toca na bola. Se tivesse árbitro de vídeo, teria mostrado que toca na bola realmente", concluiu.

Veja mais em: Arbitragem, Campeonato Paulista e Dérbi.

Veja Mais:

  • Corinthians de Jonathas não conseguiu vencer o Cruzeiro nesta quarta-feira

    VAR tem noite terrível, Corinthians é derrotado na Arena e perde título da Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Emerson Sheik foi eleito pela Fiel o melhor em campo na derrota do Corinthians para o Cruzeiro

    Mais velho e mais novo do Corinthians são eleitos os melhores da final da Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians deu show à parte na finalíssima da Copa do Brasil

    Torcida do Corinthians dá novo show e 'se salva' em vice da Copa do Brasil; veja repercussão

    ver detalhes
  • Corinthians levou R$ 20 milhões pelo segundo lugar na Copa do Brasil

    Revés para o Cruzeiro na final da Copa do Brasil faz Corinthians perder quase R$ 40 milhões

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes