Carille explica troca de farpas com torcedor crítico de Marquinhos Gabriel em jogo do Corinthians

Carille explica troca de farpas com torcedor crítico de Marquinhos Gabriel em jogo do Corinthians

Por Lucas Faraldo e Rodrigo Vessoni, na Arena Corinthians

53 mil visualizações 268 comentários Comunicar erro

Carille não gostou de atitude de torcedor do Corinthians

Carille não gostou de atitude de torcedor do Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Uma cena fora das quatro linhas chamou atenção de jornalistas, torcedores e demais pessoas presentes no entorno do banco de reservas do Corinthians no jogo deste domingo contra o Ceará: o técnico Fábio Carille trocou farpas com um torcedor localizado no Setor Oeste Inferior da Arena durante o primeiro tempo da partida, válida pelo Campeonato Brasileiro.

Leia também:
'É só acertar a m... do gol', lamenta Roger após estreia 'participativa' pelo Corinthians
Corinthians tem pênaltis não marcados, empata com Ceará e chega a quatro jogos sem vencer

Das arquibancadas, o corinthiano reclamava com veemência sobre a atuação de Marquinhos Gabriel, afirmando que o Timão ficaria com dez jogadores em campo caso Carille mantivesse o meia-atacante na equipe. Após uma das muitas "cornetadas", o treinador então se dirigiu ao torcedor falando que já ouvira o recado e pedindo para ele dar um tempo na chiadeira.

"Tinha um torcedor que falou ali por mais de dez minutos. Esse não é torcedor. Torcedor é aquele que vem para apoiar", reclamou Carille, em entrevista coletiva concedida pouco após o término da partida.

Na continuação da resposta, o treinador justificou a falta de efetividade do ataque lembrando as muitas mudanças da equipe titular - os reservas Marquinhos Gabriel, Danilo, Pedrinho e Roger iniciaram o jogo (Danilo deu lugar a Jadson ainda no primeiro tempo).

"O Danilo saiu por lesão, sentiu a panturrilha. Ele pediu para sair e eu troquei, por isso a substituição aos 25 minutos. Sabia que ia faltar entrosamento, faz parte. Fiz muitas substituições ali na frente", explicou Carille, antes de minimizar o tropeço em casa:

"Não estava tão preocupado lá na frente, mas com o que tínhamos mostrado. Não faltou empenho, não faltou luta. Muitos jogadores com falta de ritmo, mas não faltou vontade. Agora temos a Copa do Brasil", finalizou.

O Corinthians volta a campo na quinta-feira, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, contra o Vitória, novamente na Arena. Como empatou o jogo de ida, o Timão tem de vencer para avançar às quartas de final no tempo regulamentar - nova igualdade leva a decisão para os pênaltis.

Veja mais em: Fábio Carille, Marquinhos Gabriel, Torcida do Corinthians, Campeonato Brasileiro e Arena Corinthians.

Veja Mais:

  • Em baixa na Alemanha, Jonathas volta à pauta do Corinthians, que busca empréstimo

    Corinthians volta a ter interesse no centroavante Jonathas

    ver detalhes
  • Gabriel e Guilherme conversaram com o Meu Timão no Parque São Jorge

    Mãe vira-casaca, sonho inglês e até 10 a 0 na Croácia: conheça os gêmeos do Sub-17 do Corinthians

    ver detalhes
  • Jorge Luis Pinto é torcedor do Corinthians em solo brasileiro

    Técnico sensação da Copa-2014 pela Costa Rica fala em sonho de treinar Corinthians

    ver detalhes
  • Rio, Maceió e até Califórnia: jogadores do Corinthians curtem 'férias forçadas'; veja destinos

    Rio, Maceió e até Califórnia: jogadores do Corinthians curtem 'férias forçadas'; veja destinos

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes