Roger comenta peso diferente de atuar no seu time de coração: 'Sente um pouco mais'

Roger comenta peso diferente de atuar no seu time de coração: 'Sente um pouco mais'

Por Meu Timão

2.6 mil visualizações 42 comentários Comunicar erro

Roger marca e vai pra galera na Arena Corinthians, na partida contra o Santos, pelo Brasileirão

Roger marca e vai pra galera na Arena Corinthians, na partida contra o Santos, pelo Brasileirão

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Desde que chegou ao Corinthians, Roger não esconde a felicidade por defender o clube que cresceu torcendo. O fato de atuar pelo time do coração, no entanto, não tem só vantagens. Os resultados negativos agora ganham peso duplicado para o camisa 9.

"É diferente torcer pelo Corinthians e jogar no Corinthians. A gente sente um pouco mais quando não ganha. Você tem os dois lados, o de atleta, que quer pontuar para ser campeão, e o de torcedor, que vai para casa com um pouco de indignação após um empate que acabou justo", contou, ao GloboEsporte.com.

Leia também:
Roger explica comemoração e projeta novos abraços na Fiel: 'Em clássicos vou fazer de novo'
Roger aponta resultado 'justo' contra Santos, mas ressalta pênalti não marcado para Corinthians

Apesar do empate por 1 a 1 contra o Santos, Roger teve um momento extremamente positivo nesta quarta-feira. Após marcar seu segundo gol com a camisa alvinegra, o centroavante foi para a Fiel. A comemoração que lhe rendeu cartão amarelo já estava prevista e não há arrependimentos, muito pelo contrário.

"Eu queria fazer isso, falei até para a minha esposa que no dia em que fizesse o primeiro gol em casa eu ia extrapolar um pouquinho, ia na massa (risos). Eu queria abraçar a torcida. Sempre que encontro torcedores, eles têm me dado moral, falado bem, acreditado no meu trabalho. Queria dar um abraço neles até para manifestar minha gratidão", pontuou, antes de resumir o sentimento de defender a camisa que fez parte da sua vida.

"Todo jogador tem um time, pode ter certeza. Difícil assumir porque você cria um grande problema, mas hoje posso falar. É bom estar aqui", concluiu.

Veja mais em: Roger.

Veja Mais:

  • Marcelo Aparecido de Souza foi pressionado por jogadores e torcedores no Allianz Parque

    STJD aceita pedido e vai julgar em outra sessão mérito que pode melar título paulista do Corinthians

    ver detalhes
  • Dupla voltou de Chapecó com problemas físicos e pode se tornar baixa

    Dupla será reavaliada e pode se juntar a Cássio como desfalque para Corinthians no sábado

    ver detalhes
  • Guilherme Castellani assinou com o Timão até o fim de 2020

    Goleiro da equipe Sub-20 assina primeiro contrato profissional com o Corinthians

    ver detalhes
  • Henrique quer Corinthians bem no Brasileirão até o embate pela Libertadores

    Em desembarque, Henrique fala em 'virar a chave' para se aproximar dos líderes no Brasileirão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes