Corinthians alinha últimos detalhes para anunciar novo acordo por patrocínio máster

136 mil visualizações 343 comentários

Caixa pode voltar ao espaço nobre da camisa do Corinthians

Caixa pode voltar ao espaço nobre da camisa do Corinthians

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O uniforme do Corinthians pode ter um novo patrocinador máster nos próximos dias. Na verdade, um velho novo patrocinador. O Meu Timão apurou que o departamento de marketing do clube aproveitou as tratativas com a Caixa Econômica Federal em relação ao pagamento da Arena Corinthians para reativar a possibilidade de o banco voltar a ocupar o espaço nobre da camisa.

O valor pode ficar, segundo duas pessoas ligadas ao presidente Andrés Sanchez ouvidas pelo Meu Timão, entre R$ 22 milhões e R$ 25 milhões. Um dos detalhes que ainda está sendo conversado é o tempo do acordo, que poderá ser de um ano (setembro de 2018 a setembro de 2019) ou até mesmo de alguns meses a mais, finalizando apenas no fim da próxima temporada.

Leia também:
Osmar Loss tem segundo pior aproveitamento entre os técnicos nesta década
Fagner cobra Corinthians mais equilibrado nos dois tempos das próximas partidas
Em live no Instagram, Jonathas pede paciência e faz autocrítica: 'Estou irreconhecível'

Conselheiros mais próximos à diretoria demonstram otimismo para um desfecho positivo das negociações. A ideia seria a de aproveitar o 108º aniversário do clube, no dia 1º de setembro, para anunciar a volta da instituição financeira que foi parceria de novembro de 2012 a abril de 2017.

Neste momento, o uniforme do Timão estampa sete marcas além da fornecedora de material esportivo (Nike). São eles: PES 2019 (barra frontal), Positivo Notebooks (costas), Foxlux (barra das costas), Universidade Brasil (ombros), Ultra (calção), Agibank (barra da manga) e Minds (barra da manga). De acordo com o diretor de marketing, Luis Paulo Rosenberg, esses acordos juntos já somam R$ 22 milhões no uniforme oficial.

Dirigentes do Corinthians também conversaram recentemente com outra instituição financeira, cujo o nome nunca foi divulgado. Não se tem notícias do estágio das tratativas entre o clube e a empresa. O acordo com a antiga parceira, nesse momento, é visto com bem mais possível.

Acordo pela Arena Corinthians

Corinthians e Caixa Econômica Federal finalizam os últimos detalhes também para novos valores de pagamento mensal do empréstimo que a instituição financeira é avalista junto ao BNDES. Neste momento, além do valor de manutenção, o Timão paga cerca de R$ 5,5 milhões do empréstimo. A ideia é diminuir esse valor para, no máximo, R$ 3 milhões.

Em relação à manutenção do estádio, o custo mensal é de R$ 2,3 milhões. Esse valor contempla funcionários, equipes de segurança e limpeza em vários turnos, consertos de equipamentos de forma geral, seguros patrimoniais, entre outros segmentos.

Veja mais em: Ações de marketing, Arena Corinthians, Diretoria do Corinthians e Patrocinador do Corinthians.

Veja Mais:

  • Corinthians viajou em voo fretado durante a Sul-Americana de 2019 e repetirá a logística durante o Brasileirão 2020

    Corinthians opta por fretar avião para viagens do Campeonato Brasileiro; veja os motivos

    ver detalhes
  • Primeiros meses de Tiago Nunes no Corinthians foram intensos

    Agora é Brasileirão! Como foi a temporada do Corinthians até antes da estreia no torneio nacional

    ver detalhes
  • Torcida não poupou críticas a Luan após o vice do Paulistão

    Torcedores do Corinthians cobram Luan com faixa em frente ao CT: 'Tem que ter raça'

    ver detalhes
  • [Mayara Munhoz] Neto, Luan e uma faixa de protesto no Corinthians

    ver detalhes
  • Tiago Nunes comandou os reservas em atividade com bola

    Corinthians se reapresenta ao CT e inicia preparação para disputa do Brasileiro; veja provável time

    ver detalhes
  • Corinthians: time bom, mas elenco fraco

    [Marco Bello] Corinthians: time bom, mas elenco fraco

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: