Ex-vice do Timão recebeu R$ 1 milhão de construtora para campanha de Andrés em 2014, diz portal

4.1 mil visualizações 122 comentários

Por Meu Timão

André Negão seria intermediário de pagamentos de caixa 2 para campanha de Sanchez

André Negão seria intermediário de pagamentos de caixa 2 para campanha de Sanchez

Divulgação

Presidente do Corinthians desde o início deste ano, Andrés Sanchez voltou a ter seu nome relacionado em polêmica no ambiente político, onde ocupa o cargo de deputado federal. De acordo com o Estadão, o ex-vice de futebol do clube, André Luís de Oliveira (conhecido como André Negão), teria recebido verba da construtora Odebrecht, em 2014. O destino do dinheiro era a campanha do mandatário alvinegro.

Conforme publicado pelo portal, registros de uma transportadora de valores relatam a entrega de R$ 1 milhão na casa de André. A empresa, vale destacar, teve sua relação comprovada com a entrega de propina e dinheiro de caixa 2 da construtora, envolvida em inúmeros casos de corrupção nos últimos anos.

Segundo delatores da Odebrecht, o montante para a campanha de Andrés Sanchez chegou aos R$ 3 milhões, divididos em quatros transações: duas de R$ 1 milhão e outras duas de R$ 500 mil. André Negão aparece como intermediário em todas elas.

Embora não ocupe mais o cargo de vice-presidente, que desempenhou na gestão de Roberto de Andrade, André Negão voltou à direção alvinegra após a eleição de Sanchez. Dessa vez, ele está a frente da diretoria administrativa do Corinthians, que cuida da sede social do clube.

Leia também:
Gabriel exalta treino aberto na Arena Corinthians antes de decisão contra Flamengo
Elenco do Corinthians curte churrasco no CT nesta quarta-feira
Lateral-direito admite arrependimento por não ter fechado com o Corinthians no meio do ano

Nos registros da companhia, cabe ressaltar, as transações aparecem com o codinome "Timão". Ainda de acordo com estes documentos, quem providenciou os repasses foi Antonio Roberto Gavioli, diretor de contratos na Odebrecht e envolvido na obra da Arena Corinthians. Os registros, vale frisar, também relacionam as quantias repassadas à construção do estádio.

O advogado do presidente do Corinthians também teve seu posicionamento publicado pelo Estadão. Segundo o profissional, os agentes responsáveis pelos repasses não reconheceram André Negão durante depoimento prestado para a Polícia Federal.

“É lamentável que uma prova de conhecimento negativa seja obnubilada por uma tentativa, uma tentativa de fixar um endereço. Eu já fi tudo no direito, só não vi elefante voar, mas agora estou vendo elefante voar. Agora o elefante voou. O André Luís, a foto foi exibida e disseram: ‘Não, não foi para esse cara não'”, afirmou ao portal.

Veja mais em: Andrés Sanchez.

Veja Mais:

  • Corinthians perde para Palmeiras por 1 a 0, no Allianz Parque, e não conquista tetracampeonato do Paulistão

    Jô marca no último lance, mas Corinthians é superado nas penalidades e perde título do Paulistão

    ver detalhes
  • Jô comemora com Everaldo seu gol no duelo com o Palmeiras, pela final do Paulistão

    Fiel distribui notas baixas, mas 'poupa' Cássio e Jô após revés do Corinthians; reserva beira o zero

    ver detalhes
  • Cássio volta a salvar Corinthians com boas defesas durante Dérbi

    Torcida do Corinthians exalta Cássio e Jô, mas lamenta pênaltis desperdiçados; veja repercussão

    ver detalhes
  • Tiago Nunes explicou as escolhas por Michel, Avelar, Cantillo, Sidcley e Jô na cobranças de pênaltis

    Tiago Nunes justifica escolha por batedores na decisão por pênaltis e exalta maturidade dos atletas

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez não demora para se pronunciar após vice-campeonato do Corinthians

    Andrés Sanchez parabeniza Corinthians por entrega na final e diz que 'temporada ainda não acabou'

    ver detalhes
  • Corinthians estreia no Brasileirão na próxima quarta-feira

    O que você espera do Corinthians no Campeonato Brasileiro? Vote em enquete do Meu Timão!

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: