Após derrota, Sheik pede para Corinthians 'fazer diferente' em final da Copa do Brasil

Após derrota, Sheik pede para Corinthians 'fazer diferente' em final da Copa do Brasil

Por Thaina Barros e Rodrigo Vessoni

3.3 mil visualizações 58 comentários Comunicar erro

Emerson Sheik foi titular na derrota de 1 a 0 para o Santos, deste sábado

Emerson Sheik foi titular na derrota de 1 a 0 para o Santos, deste sábado

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Emerson Sheik não ficou satisfeito com o desempenho do Corinthians no clássico contra o Santos deste sábado, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. Titular na escalação alternativa de Jair Ventura, o atacante indicou que faltou eficiência para a equipe alvinegra contra o rival e que a derrota de 1 a 0 deve ser levada como lição. Para ele, o Timão precisa "fazer diferente" na final da Copa do Brasil desta quarta-feira, contra o Cruzeiro.

"Mais uma vez não fizemos (o gol). Na sequência, eles tiveram a oportunidade deles e fizeram o gol. Sentimos um pouco, eles adiantaram a marcação, começaram a jogar no nosso campo. E tomaram conta do jogo naquele momento. O primeiro tempo terminou com eles sendo superiores, voltamos no segundo com mais posse de bola. Mas faltou talvez o último passe, finalizar mais. O que nós estamos fazendo não está sendo o suficiente. Temos que pensar um pouco mais, melhorar mais e fazer mais também para conseguir as vitórias novamente", analisou Sheik.

Leia também:
Jair não vê Corinthians dominado pelo Santos, mas admite ameaça do Z4
Léo Santos revela desconforto muscular e pedido por saída pensando em final do Corinthians

De fato, o ataque é uma preocupação para o elenco do Corinthians. A equipe não acerta a rede a 381 minutos, e já embalou três derrotas consecutivas neste período. Além do Santos, o grupo de Jair Ventura também foi derrotado pelo Flamengo por 3 a 0, no Brasileirão, e pelo próprio Cruzeiro, com o placar de 1 a 0 no jogo de ida da final da Copa do Brasil.

A finalíssima contra o Cruzeiro acontece às 21h45 (de Brasília) desta quarta-feira, na Arena Corinthians. Por ter perdido o jogo de ida, o Timão precisa de uma vitória por ao menos dois gols de diferença para levar o título - sem a necessidade de pênaltis. Um empate dá a taça para o adversário.

"Na final de 180, os primeiros 90 saímos atrás. Para erguer a taça, precisamos de dois gols. Os jogadores sabem disso, a importância da eficiência na parte ofensiva. É um jogo que é único, não tem mais minutos após esse jogo. Ou seja: é ser eficiente, fazer diferente, porque assim consegue levar o título. Tenho certeza que para esse jogo as coisas vão ser diferentes, a busca pelo gol, que tem importância em uma partida como essa. Vamos focados para o jogo buscando sim, o título", garantiu o camisa 47.

Vale destacar que, o clássico deste sábado, teve um sabor especial para Sheik. Prestes a pendurar as chuteiras, o atacante teve a chance de pisar novamente no Pacaembu, onde liderou o Corinthians na conquista do título inédito da Libertadores da América de 2012. O veterano foi responsável pelos dois gols do Timão na vitória sobre o Boca Juniors, da Argentina.

Segundo ele, a derrota deste final de semana não muda os momentos que teve no estádio. "Não só eu, mas o Corinthians, a história do clube. Os atletas que puderam disputar partidas aqui, partidas importantes, que ficaram para a história. Para quem saiu também, tem boas lembranças. Talvez tenha sido meu último momento aqui, e com certeza a derrota de hoje não apaga toda a história do clube e a minha história aqui dentro do Pacaembu. Deixo o estádio triste hoje, pela derrota, mas com momentos incríveis vividos aqui. Então, o balanço é super positivo", finalizou.

Veja mais em: Emerson Sheik, Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil.

Veja Mais:

  • Jair conta com Romero para surpreender Cruzeiro fora de casa; time viaja à noite

    Jair preserva titulares, e Corinthians não tem treino tático antes de pegar Cruzeiro

    ver detalhes
  • Livre de incômodo, Douglas deve ser novidade no time titular do Corinthians

    Com retorno de volante, Corinthians relaciona 22 para viagem a Belo Horizonte

    ver detalhes
  • Andrés (à dir.) ao lado do diretor de futebol Duílio Monteiro

    Presidente do Corinthians viaja à Europa em busca de contratações

    ver detalhes
  • Gabriel pode deixar o Corinthians ao fim da atual temporada

    Gabriel volta a ter saída cogitada para o futebol europeu; agente do volante está na Itália

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes