Ídolo do Corinthians, Neto explica motivos que lhe fizeram desistir da presidência do clube

Ídolo do Corinthians, Neto explica motivos que lhe fizeram desistir da presidência do clube

Por Meu Timão

21 mil visualizações 48 comentários Comunicar erro

Neto explicou motivos que lhe fizeram desistir de candidatura à presidência do Corinthians

Neto explicou motivos que lhe fizeram desistir de candidatura à presidência do Corinthians

Foto: Divulgação / Corinthians

Ex-jogador e ídolo do Corinthians, Neto nunca deixou de lado a sua intenção de concorrer à presidência do Corinthians. Entretanto, o atual apresentador acabou revelando que desistiu da ideia e falou sobre os motivos que lhe fizeram abandonar o desejo da candidatura pelo cargo mais importante do clube do Parque São Jorge. O assunto foi comentado durante sua participação no programa Resenha, da ESPN, na última sexta-feira.

“Eu poderia me candidatar à presidência do Corinthians pelos meus dois mandatos como conselheiros, mas irrevogavelmente, eu peguei meu advogado e também deixei de ser sócio (do clube), que sempre fui há mais de 15 anos, e deixei de ser Fiel Torcedor", revelou.

Leia também:
Vampeta faz alerta ao Corinthians diante dos três rivais: 'Termina 2018 no maior prejuízo'
Marcelinho 'cogita' jogador de basquete centroavante do Corinthians; ex-são-paulino é cornetado
Dinei relembra importância de Rincón no Corinthians entre 98 e 2000: 'Nosso time era ele'

Embora pense que ganharia a eleição em caso de candidatura, o ídolo corinthiano explicou que não teria competência para "aguentar" os imbróglios que envolvem a construção da Arena Corinthians.

“Vamos lá, por quê eu desisti de lutar pela presidência do Corinthians – e eu acho até que ganharia? Porque eu acho que eu não tenho competência e nem estômago para aguentar a Lava-Jato, a Odebrecht, o Lula, o Zé Dirceu, o estádio… eu não tenho estômago e nem competência para isso", exclamou.

Caso se tornasse presidente, Neto acredita que deveria cuidar apenas do futebol, pois o apresentador diz não saber o suficiente dos outros assuntos envolvendo o Corinthians, seja extracampo ou nos demais esportes.

"Eu deveria ser o presidente de futebol. Eu não posso ser presidente da piscina, do tênis ou do tênis de mesa porque eu não sei. Agora, eu posso discutir e dialogar, eu sou um cara que aprendi a ser sábio, mas aí quando veio tudo isso eu deixei de ser”, explicou.

Veja mais em: Ídolos do Corinthians e Ex-jogadores do Corinthians.

Veja Mais:

  • Pedrinho deve jogar aberto nesta noite; meia tem quatro gols em 52 jogos em 2018

    Com novidades na escalação, pressionado Corinthians revê Cruzeiro no Mineirão; saiba tudo

    ver detalhes
  • Jair conta com Romero para surpreender Cruzeiro fora de casa; time viaja à noite

    Jair preserva titulares, e Corinthians não tem treino tático antes de pegar Cruzeiro

    ver detalhes
  • Livre de incômodo, Douglas deve ser novidade no time titular do Corinthians

    Com retorno de volante, Corinthians relaciona 22 para viagem a Belo Horizonte

    ver detalhes
  • Andrés (à dir.) ao lado do diretor de futebol Duílio Monteiro

    Presidente do Corinthians viaja à Europa em busca de contratações

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes