Diretoria do Corinthians escancara irritação com caso Romero: 'Despacito, despacito...'

Diretoria do Corinthians escancara irritação com caso Romero: 'Despacito, despacito...'

38 mil visualizações 430 comentários Comunicar erro

Romero não deve permanecer no Corinthians; diretoria irritada com agentes e o paraguaio

Romero não deve permanecer no Corinthians; diretoria irritada com agentes e o paraguaio

Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Ángel Romero e seus dois empresários (Bruno Paiva e Marcelo Goldfarb) fizeram a diretoria do Corinthians chegar ao limite da chateação. Limite esse que foi escancarado pelo presidente Andrés Sanchez na tarde desta terça-feira durante coletiva de imprensa no CT Joaquim Grava.

Questionado sobre a situação do paraguaio, o mandatário deu a seguinte declaração:

"A gente está tentando renovar há um ano. Aí ele falando ‘despacito, despacito, despacito, despacito’... e é isso: despacito!".

Despacito em espanhol é "lentamente". Ou seja, os pedidos de calma por parte do jogador, que segue sem renovar seu vínculo, elevaram o tom da diretoria, que definitivamente não suporta mais negociar ou tentar renovar o contrato do jogador - vínculo termina em julho.

Leia também:
Andrés atualiza status de negociações e fala em 'grande surpresa' se bater meta
Carille saca Marllon e define Corinthians para jogo contra Guarani

Romero segue fora da lista dos inscritos do Campeonato Paulista e não é utilizado pelo treinador em nenhum momento na equipe titular nos trabalhos com bola.

Como mostrou o Meu Timão, Romero e a OTB Sports fecharam contrato em junho do ano passado. Os responsáveis pela empresa (Bruno Paiva e Marcelo Goldfarb) seguem irredutíveis nas pedidas de luva e salário. O mesmo ocorreu com Guerrero, que foi parar no Flamengo.

A situação do paraguaio está relacionada ao ganho em dólar. Com a moeda americana em alta, Romero já tem um dos maiores salários do elenco, acima dos R$ 400 mil na conversão. Se aceitar as condições impostas pelos agentes, o salário do camisa 11 passaria a ser maior do que o teto do clube, recebido por Cássio, Fagner e Jadson.

Vale lembrar que essa é a quinta temporada de Romero no Corinthians. A cada ano que passou no clube, o jogador ganhou automaticamente um aumento de US$ 10 mil. Em 2019, o paraguaio terá esse aumento automático pela quinta vez. Por isso seus vencimentos em dólar ultrapassariam o teto.

Veja também: a saída de Romero do Corinthians

Veja mais em: Romero e Mercado da bola.

Veja Mais:

  • Corinthianismo é a religião oficial do Corinthians

    Corinthians lança religião própria; assista ao vídeo de divulgação do Corinthianismo

    ver detalhes
  • 10 mandamentos da torcida do Corinthians

    Meu Timão previu: em 2016, lançamos os 10 mandamentos da torcida do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno Méndez desembarcou no Brasil na noite desta segunda-feira

    Uruguaio Bruno Méndez chega ao Brasil e aguarda apenas exames para assinar com Corinthians

    ver detalhes
  • Sem espaço com Carille neste momento, André Luís segue a rotina de treinos fortes no Corinthians

    Sem Carille, Corinthians se reapresenta após o Majestoso; Boselli e Richard se estranham

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes