Corinthians abre o placar, mas fica no empate com o Palmeiras em décimo Dérbi da Arena

Corinthians Corinthians 1 x 1 Palmeiras Palmeiras

Brasileiro 2019

Corinthians abre o placar, mas fica no empate com o Palmeiras em décimo Dérbi da Arena

21 mil visualizações 842 comentários Comunicar erro

Manoel subiu mais alto que todo mundo para marcar o gol alvinegro da partida

Manoel subiu mais alto que todo mundo para marcar o gol alvinegro da partida

Danilo Fernandes/ Meu Timão

De olho nas primeiras colocações do Campeonato Brasileiro, o Corinthians fez novo clássico com o Palmeiras na noite deste domingo. Com Arena lotada, a equipe alvinegra até saiu na frente, mas ficou no empate por 1 a 1 com o arquirrival - gol marcado por Manoel.

Foi o décimo Dérbi disputado na Arena e, com o resultado, o histórico agora é de cinco vitórias do Timão, três empates e duas vitórias palmeirenses.

Agenda - o próximo compromisso alvinegro está marcado para quarta-feira, às 19h15, também na Arena, contra o Goiás. O confronto, vale lembrar, é válido pela sétima rodada do Brasileirão e foi adiado pelo calendário do Timão na época.

Escalação

Mesmo com as dúvidas que a Fiel vinha nutrindo durante a semana, o técnico Fábio Carille voltou a escalar a equipe que parece ideal desde a pausa para a Copa América. O Timão, então, começou o jogo com Cássio; Fagner, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Gabriel, Júnior Urso, Pedrinho, Sornoza e Clayson; Vagner Love.

Carille não surpreendeu na escalação para o Dérbi

Meu Timão

Primeiro tempo

Com ritmo acelerado desde o início, o jogo começou pegado no meio de campo. Logo no primeiro minuto, Pedrinho deu um belo chapéu e animou a Fiel. Depois do lance, porém, foram os visitantes que tomaram conta da partida. E Cássio virou o personagem da partida.

Logo quatro minutos, o arqueiro saiu da área para dar chutão e evitar uma boa chance. Na sequência, operou duas belas defesas frente a frente com atacantes do Palmeiras, evitando que o placar fosse aberto pelo rival alvinegro.

Aos 11 minutos, porém, o Corinthians reagiu da melhor forma possível. Em arrancada pela direita, Fagner sofreu falta. Na cobrança, Sornoza colocou na cabeça de Manoel, que testou sem chances para o goleiro Weverton.

O gol incendiou a Fiel e, já no lance seguinte, Clayson cruzou com perigo em direção ao gol, quase surpreendendo o arqueiro adversário. Com a partida truncada, as chances demoraram a aparecer.

Somente aos 21 minutos o Timão chegou de novo. Em contra-ataque pela esquerda, Sornoza achou Júnior Urso livre. O volante bateu prensado e Weverton, adiantado, quase foi encoberto, mas conseguiu encaixar.

Cinco minutos depois, nova oportunidade para a equipe alvinegra. Em cobrança de falta de Sornoza, Gil e Vagner Love tentaram empurrar a bola para dentro. No bate-rebate, a defesa do Palmeiras conseguiu afastar. O árbitro, porém, foi chamado pelo VAR para checar um eventual pênalti no lance, mas acabou confirmando escanteio.

A partir daí, o Corinthians aproximou suas linhas e tentou aproveitar jogadas de contra-ataque. Em uma escapada, porém, Deyverson saiu cara a cara com Cássio, que fez nova grande defesa. A jogada, porém, foi anulada por impedimento.

Os últimos minutos da primeira etapa eram de muita briga e pouca inspiração. A melhor chance alvinegra veio aos 47, em cobrança de falta de Sornoza, que Weverton encaixou sem dificuldades.

Segundo tempo

A etapa final começou com Pedrinho chamando a responsabilidade. No contra-ataque, porém, Dudu foi derrubado. Na falta, Deyverson recebeu livre no segundo pau e cruzou para Felipe Melo entrar livre, cabeceando sem chances para Cássio.

Assim que o gol saiu, a Fiel aumentou o volume e passou a apoiar ainda mais o Timão. Com isso, a equipe se manteve com a bola, rondando a área adversária. Pedrinho, aos oito, arriscou de longe, mas sem força.

Sete minutos depois, Carille fez sua primeira troca: colocou Mateus Vital no lugar de Sornoza, autor da assistência para o gol corinthiano.

A troca não surtiu efeito de imediato e o jogo ficou cerca de dez minutos bastante truncado, com pouco espaço para criação de oportunidades das duas equipes. Os dois ataques se apoiaram muito em bolas aéreas, mas as defesas levaram a melhor.

Aos 27 minutos, o técnico Fábio Carille fez outra alteração. Desta vez, tirou Gabriel e colocou Matheus Jesus, lançando o Corinthians ao ataque - o volante vinha sendo pedido até mesmo entre os titulares pela Fiel.

O lance seguinte à substituição, no entanto, foi protagonizado por Cássio. Livre de marcação, Gustavo Gomez cabeceou para mais um milagre do camisa 12. No rebote, outra intervenção para evitar a virada.

Pouco depois, outra boa chance para o Palmeiras. Zé Rafael, cara a cara com o Cássio, bateu na trave. O jogo já estava parado por impedimento.

O Corinthians só voltou a criar uma chance aos 39. Em falta, Fagner rolou para Danilo Avelar, que bateu com firmeza para boa defesa de Weverton.

No último lance da partida, Cássio ainda fez um milagre, impedindo gol de Deyverson, que cabeceou livre de marcação. Noite de herói do camisa 12!

Veja mais em: Dérbi e Campeonato Brasileiro.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a notícia: