Jogadores do ex-time de vôlei do Corinthians denunciam calote; clube se posiciona e critica parceria

17 mil visualizações 127 comentários

Por Meu Timão

Atletas que defenderam Corinthians/Guarulhos denunciam calote

Atletas que defenderam Corinthians/Guarulhos denunciam calote

Divulgação/Corinthians

Os jogadores que defenderam o Corinthians/Guarulhos na última edição da Superliga Masculina de Vôlei publicaram na noite da última segunda-feira uma nota de repúdio contra as partes envolvidas na agora extinta parceria. Os atletas alegam não terem recebido seus salários.

A publicação foi feita no perfil do central Sidão no Instagram e recebeu apoio de inúmeros craques do vôlei brasileiro - veja abaixo. Nomes como Dani Lins, Maurício, Gustavo e Wallace deixaram comentários de repúdio contra o calote e de apoio aos jogadores que defenderam o Timão na última temporada.

No entendimento dos atletas, há responsabilidade não só por parte dos envolvidos na parceria como também da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), que permitiu a inscrição do AAESB/Montes Claros na edição de 2019/20 da Superliga.

A vaga do Corinthians na Superliga de 2018/19 era na verdade do Montes Claros, que a "alugou" ao Timão. Em parceria com a Prefeitura de Guarulhos e a Associação Social Esportiva Índios Guarus, o clube do Parque São Jorge então disputou a elite do vôlei nacional.

"Embora nenhuma das partes envolvidas tenha honrado com os pagamentos, a CBV autorizou a inscrição da equipe devedora para a Superliga 2019/20, contrariando a 'regra de ouro' do Fair Play prevista no regulamento de competição", escreveram os atletas.

"Toda a parceira foi beneficiada pelo trabalho dos atletas, que agora estão carregando o prejuízo sozinhos (...) Esta é uma prática que não pode ser aceita pela CBV e por toda a comunidade do voleibol nacional", finalizou a nota de repúdio.

O Montes Claros alega não ser responsável pelos salários justamente por ter "alugado" a vaga. Em contato com o Meu Timão, o Corinthians esclarece que não era responsável pelos pagamentos aos jogadores e ainda reforçou os motivos que fizeram o clube romper a parceria.

"O Sport Club Corinthians Paulista informa que não é e nem nunca foi o responsável financeiro pela parceria com o time de vôlei Corinthians Guarulhos. A agremiação possui apenas um contrato de licenciamento de marca para que a associação conseguisse patrocinadores junto ao mercado o que era de conhecimento do mercado, comissão técnica e atletas", disse o clube, por meio de sua assessoria de imprensa.

"Vale ressaltar que durante momentos de crise, o clube contribuiu financeiramente para a parceria por liberalidade e compromisso social com o esporte, no entanto, o contrato foi encerrado em 06 de maio de 2019, devido à falta de capacidade de investimento prevista em contrato e não demonstrada pelo parceiro na prática", completou.

Quase rebaixado ao término da Superliga, o Corinthians/Guarulhos foi extinto. A parceria chegou ao fim e, segundo apuração do Meu Timão, o clube alvinegro estudava a criação de uma equipe independente, algo que não avançou nos últimos meses no Parque São Jorge.

Os jogadores do Corinthians, naquela ocasião do fim do campeonato, já haviam se pronunciado criticando a disparidade de investimento entre sua equipe e os principais times da Superliga. O veterano Serginho chegou a falar que "é muito complicado, não tem como".

Confira abaixo a publicação dos atletas do ex-time do Corinthians


Nota de redação: A matéria foi atualizada às 11h30, do dia 13 de agosto, após o Corinthians enviar uma declaração oficial sobre o ocorrido. O pedido já havia sido feito pela reportagem do Meu Timão desde o início da manhã.

Veja mais em: Vôlei do Corinthians.

Veja Mais:

  • Corinthians realiza penúltimo treino antes de encarar Atlético-GO

    Corinthians trabalha organização ofensiva antes de enfrentar Atlético-GO; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Cazares já pode estrear com a camisa 10 do Corinthians

    Cazares aparece no BID da CBF e fica liberado para estrear com a camisa do Corinthians

    ver detalhes
  • Os laterais Sidcley e Michel no treino do Corinthians desta segunda-feira, no CT Dr. Joaquim Grava

    Corinthians é cobrado na Fifa por dívida envolvendo Sidcley, mas diz já ter pagamento acertado

    ver detalhes
  • Otero e Cazares atuaram juntos por quatro anos no Atlético. O último jogo junto da dupla foi no dia 7 de março deste ano, contra o Cruzeiro, pelo Campeonato Mineiro

    Hoje no Corinthians, Otero e Cazares registraram bom aproveitamento jogando juntos no Atlético

    ver detalhes
  • Mário Gobbi fez reunião com uma das chapinhas candidatas ao Conselho e, questionado sobre a contratação de Pato, bateu boca com associado

    Eleições no Corinthians: Gobbi é cobrado por trazer Pato e discute no Parque São Jorge; veja vídeo

    ver detalhes
  • Juan Cazares é o décimo reforço do Corinthians em 2020; apenas dois têm status de titular absoluto da equipe

    Corinthians chega a dez reforços em 2020 com Cazares; só dois são titulares absolutos

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: