Técnico do Sub-17 fala ao Meu Timão sobre preparação para final, relação com Carille e CT da base

Técnico do Sub-17 fala ao Meu Timão sobre preparação para final, relação com Carille e CT da base

5.3 mil visualizações 44 comentários Comunicar erro

Gustavo Almeida conversou com a reportagem do Meu Timão antes de decisão do Brasileiro Sub-17

Gustavo Almeida conversou com a reportagem do Meu Timão antes de decisão do Brasileiro Sub-17

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Em sua primeira temporada como técnico do Corinthians, Gustavo Almeida teve um desempenho convincente à frente da equipe Sub-17. Além de boa campanha no Campeonato Paulista, o Timãozinho tem a chance de conquistar o título inédito do Brasileirão da categoria.

Neste sábado, às 11h, os jovens corinthianos enfrentam o Flamengo, no Estádio Kleber Andrade, em Cariacica, no Espírito Santo, pelo segundo jogo da final do Brasileiro Sub-17. Para ficar com a taça nacional no tempo regulamentar, os garotos precisam vencer por dois gols de diferença. Uma vitória simples do Corinthians, vale lembrar, leva a decisão para as penalidades - o Timão perdeu por 4 a 3 no duelo de ida, realizado no Pacaembu, no último fim de semana.

“É o momento mais importante da temporada para nós. Usamos os jogos do Paulistão para chegar mais preparados nessa decisão. Todos os jogadores se mostraram muito preocupados com os detalhes da preparação para essa final. Desde os treinos até a parte de alimentação e descanso. Essa preparação havia começado há um tempo. Criamos ferramentas para que nosso time consiga jogar partidas como essa”, analisou, em entrevista exclusiva ao Meu Timão.

“Sempre pedimos para que os jogadores pensem na próxima bola. Isso faz com que você chegue ao final do jogo dando seu melhor. Da mesma forma foi essa fase de preparação até a decisão. Pensar na alimentação, no próximo treino e principalmente no próximo dia. Fazendo essas tarefas bem, deixa nosso time mais leve e preparado para encarar o Flamengo”, completou.

No Pacaembu, Corinthians foi superado pelo Flamengo (4x3) no primeiro jogo da decisão

No Pacaembu, Corinthians foi superado pelo Flamengo (4x3) no primeiro jogo da decisão

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Leia também: Time Sub-17 do Corinthians é recepcionado com festa da torcida no Espírito Santo; veja vídeo

De acordo com o treinador, o Corinthians foi ganhando força na competição nacional ao longo do ano. Com bons resultados conquistados diante de grandes equipes brasileiras, os garotos começaram a acreditar que seria possível levantar uma taça ainda em 2019. Gustavo Almeida, então, admitiu que um triunfo sobre o São Paulo, pelo Brasileiro, mudou o patamar do Timão, que entrou na fase decisiva do campeonato mais confiante.

“Teve alguns momentos bem importantes. Um grande momento foi um jogos que fizemos no Parque São Jorge contra o São Paulo, que ainda era processo de construção e adaptação a ideia da comissão e também dos jogadores. Conseguimos uma bela vitoria, jogando muito bem. Isso fez com que a gente entendesse que poderíamos jogar de igual para igual com qualquer um. A partir dai o time cresceu e começou a fazer seu trabalho no dia dia para almejar sempre melhorar. Outro momento foi o mata-mata, os duelos com Fluminense e Grêmio, que foram momentos que precisamos amadurecer e entender como se joga confrontos importantes. Passamos muito bem por isso e precisamos dar um passo maior para conquistar o título”, expôs.

Confira entrevista exclusiva com Gustavo Almeida, técnico do Sub-17 do Corinthians

Centro de Treinamento das categorias de base

O Centro de Treinamento da base está próximo de ser inaugurado oficialmente. Localizado ao lado do CT Joaquim Grava, usado diariamente pelo profissional, no Parque Ecológico do Tietê, as categorias inferiores do Timão já treinam no novo espaço. Gustavo Almeida fez questão de elogiar o local.

“Trabalhar no CT da base nos oferece todas as condições. Você tem campos de nível top. Isso faz com que você tenha as melhores condições de trabalho. A estrutura de campo está pronta há algum tempo. Desde que cheguei treinamos lá. Por questão de proximidade de jogos, também treinamos na Fazendinha de vez em quando. Podemos usufruir da qualidade dos campos lá do CT, que são muitos bons. Isso nos da qualidade, é primordial para desenvolver o nosso melhor nas partidas. A estrutura de departamento a gente ainda usa aqui no Parque São Jorge.”

Relação das categorias de base com Fábio Carille e importância de dirigentes

Gustavo Almeida aproveitou para falar sobre sua relação com Fábio Carille, treinador do profissional. Antes, porém, enalteceu o trabalho da coordenação e também ressaltou a importância que os dirigentes Emerson Sheik, Fernando Yamada e Vilson tem na rotina dos garotos do Timão.

“É um processo maior do que apenas a comunicação entre jogador. O Corinthians tem tanto a coordenação de base quanto a coordenação de profissional, representados pelo Vilson, Emerson Sheik e Yamada, que conseguem conduzir muito bem essas situações. A gente sabe da intensidade que é o futebol profissional, não da para conversar o tempo todo. Mas já aconteceu do Carille ir acompanhar nossos treinos e se apresentar aos jogadores. Foi uma atitude bem legal por parte dele. Também temos a liberdade de acompanhar o treino do profissional. Toda essa questão de transição entre base e profissional acontece porque a coordenação se comunica muito bem.”

Adaptação ao clube

Antes de ser anunciado pelo Corinthians, Gustavo comandava o Red Bull Brasil. Ele permaneceu na agremiação campineira por sete anos e até foi alçado ao Sub-20 do clube. O treinador, no entanto, detalhou as principais diferenças que sentiu em sua adaptação ao clube do Parque São Jorge.

“Cheguei num clube de grandeza de nível nacional e mundial. Acho que essa é uma diferença grande. Senti isso no número de pessoas que trabalham diariamente. No clube empresa você acaba tendo uma gestão mais enxuta, de pessoas, umas estrutura mais compacta. Aqui há muitas pessoas trabalhando todos os dias, oferecendo uma qualidade maior ao trabalho. Num primeiro momento isso foi o mais impactante quando cheguei aqui. É muita gente buscando o melhor dos meninos."

Gustavo Almeida comandou o RB Brasil antes de assumir o Timão

Gustavo Almeida comandou o RB Brasil antes de assumir o Timão

Divulgação

Planejamento no início da temporada

Por fim, o treinador também revelou o planejamento da categoria Sub-17 do Corinthians no início do ano. De acordo com Gustavo, antes de levantar taças, o foco principal era obter um bom desempenho dentro de campo.

“Sempre que você está no Corinthians, a expectativa é de conquistas. Não que seja o foco principal, mas um time que investe na base como o Corinthians tem que brigar por títulos. Não que tenha sido um planejamento desde o inicio, mas foi uma construção durante o ano, que permitiu que chegássemos até aqui. Mas se eu falar que tínhamos a obrigação de chegar nessa final e conquistar o titulo, não tínhamos. Porém, temos a obrigação de dar o nosso melhor diariamente e isso nos fez chegar até aqui".

Veja mais em: Corinthians Sub-17, Base do Corinthians e Parque São Jorge.

Veja Mais:

  • Fagner pode ser novamente convocado; Michel Macedo é o reserva

    Corinthians pode perder até quatro titulares em convocações da Seleção nesta sexta

    ver detalhes
  • Fábio Carille não pensa em mudar a postura do Corinthians para o duelo com o Bahia

    Carille descarta mudanças no Corinthians contra o Bahia e nega que time tenha postura retrancada

    ver detalhes
  • Janderson foi o jogador mais jovem a atuar na Arena Corinthians nesta quarta-feira

    Meninos? Média de idade do Corinthians é muito acima do Del Valle; confira levantamento

    ver detalhes
  • Corinthians de Fábio Carille não goleou um jogo sequer em 2019

    Corinthians não venceu nenhum jogo por três gols de diferença em 2019

    ver detalhes

Comente a notícia: