Fischer comenta vitória e fala sobre a confiança da equipe do Corinthians: 'A gente estava abalado'

750 visualizações 13 comentários Comunicar erro

Por Giovana Duarte e Tomás Rosolino

Ricardo Fischer foi o destaque corinthiano na noite desta terça-feira, no Parque São Jorge

Ricardo Fischer foi o destaque corinthiano na noite desta terça-feira, no Parque São Jorge

Beto Miller/Ag. Corinthians

Na última terça-feira, o Corinthians conquistou a segunda vitória seguida pelo NBB. O Timão derrotou o Mogi, em casa, por 78 a 70. Ao fim do duelo, o armador Ricardo Fischer, que marcou 23 pontos, conversou com a reportagem do Meu Timão. Mesmo sendo o principal destaque da partida, Fischer buscou ressaltar o coletivo na vitória da equipe.

"Primeiro vou falar da vitória, que é mais importante do que a minha ação individual. É isso que a gente tava precisando. É isso que a gente tava buscando e trabalhando, e a gente sabia que, cada jogo a gente tinha que ganhar, todo jogo a gente tem que ganhar, mas aqueles jogos chaves a gente tava perdendo. E era nos detalhes, na última bola, no finalzinho", explicou.

"Então esse era um jogo que eu falei para todo mundo no vestiário que a gente precisava estar 40 minutos concentrados pra gente sair com a vitória. É um momento muito importante pra nós essas vitórias, a gente vai ter dois jogos em casa que, se a gente ganhar também a gente pode subir pra sexto, colar no quinto... Além disso, na classificação, a gente tá com a confiança para os playoffs, que é o mais importante", completou o armador.

Além dos 23 pontos, Fischer anotou cinco rebotes, quatro assistências, uma roubada de bola e um toco no duelo contra o Mogi. O corinthiano afirmou estar sempre buscando o melhor dentro de quadra e comemorou os feitos na partida.

"Todo jogo eu tento ajudar minha equipe da melhor maneira possível. Eu, como armador, e o Bruno, a gente conversa muito e hoje fui mais agressivo, consegui encontrar os pontos fracos da defesa do Mogi e, felizmente, fiz muitos pontos, mas o que vale é a vitória", disse.

Ao ser questionado sobre a confiança do elenco, Fischer admitiu que o insucesso na Sul-Americana, no final do ano passado, contra o Botafogo, acabou pegando a equipe de surpresa. Além disso, as derrotas por placares com diferenças mínimas também contribuiu para abalar a equipe na sequência do NBB.

"A confiança no trabalho não estava quebrada, mas a gente estava abalado. A gente montou um time com o objetivo de chegar às finais. Paulista a gente chegou na final, mas a gente tava se conhecendo ainda, a gente pegou um poderosíssimo Franca. A gente jogou bem, mas não conseguiu, a gente sabia que precisava de um tijolo a mais. Mas a Sul-Americana, a gente tava num momento tão bom jogando, a gente saiu do Rio de Janeiro com 1 a 0, dos jogos aqui, ginásio lotado, a gente queria tanto esse projeto que foi uma frustração muito grande, né", contou.

"A gente queria muito esse título e é claro que, uma derrota dessa, duas em casa, com o ginásio lotado, a gente se abalou. E depois de uma queda dessa (na Sul-Americana), você se reconstruir e voltar a trabalhar todo dia, e a gente tava indo bem. E várias derrotas por um ponto, então isso vai abalando um pouco. Mas a gente confia no nosso trabalho. Ninguém sabe que a gente vem aqui duas vezes por dia, trabalha, trabalha, trabalha, pra gente conseguir sair com essa vitória. Então acho que hoje essa vitória vai para o grupo, para o clube, para gente entrar nos playoffs bem", concluiu.

Fischer ainda aproveitou para agradecer a presença da torcida nos jogos do Timão. O armador, inclusive, fez um convite à Fiel para o próximo sábado, quando a equipe recebe o Minas, às 12h50, no Parque São Jorge.

"É o nosso sexto jogador, né. É diferente. O ginásio é muito grande, se vem mil, duas mil pessoas, faz uma diferença para nós. E assim, é um jogo que, pra mim, era um confronto direto porque, se a gente ganhar, a gente sobe pra sexto, fica colado com o Minas ali, com dois três jogos ainda de diferença, mas que eles podem perder, a gente pode subir. Então é um jogo importantíssimo, quem puder vir, venha. Meio-dia no sábado, depois para almoçar. Mas vamos trabalhar a semana inteira, descansar bem amanhã, para gente estar bem contra o Minas", finalizou.

Veja mais em: Basquete.

Veja Mais:

  • Arena Corinthians já registrou 200 jogos do Timão em sua história

    Confira se você sabe tudo da história dos jogadores na Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Casuals terminou o torneio na 19ª colocação, um ponto acima da zona de rebaixamento

    Corinthian-Casuals se 'salva' do rebaixamento na sétima divisão inglesa por causa do coronavírus

    ver detalhes
  • Multicampeão pelo Corinthians, Sheik se aposentou em 2018

    Sheik relembra final da Libertadores e admite erro em polêmica com Dudu: 'Passei do limite'

    ver detalhes
  • A reviravolta na possível contratação de Felipe Prior pelo Corinthians

    VÍDEO: A reviravolta na possível contratação de Felipe Prior pelo Corinthians

    ver detalhes
  • Rael era um dos nomes mais utilizados no Sub-20 do Corinthians

    Contrato de lateral chega ao fim, mas Corinthians mantém conversas por renovação; pandemia atrapalha

    ver detalhes
  • Zagueiro ainda não teve chance em jogo oficial do Corinthians

    Zagueiro emprestado pelo Corinthians fala de possibilidade de retorno e admite ansiedade por estreia

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: