Corinthians pode pagar até R$ 25 milhões em ações perdidas para Jucilei e clube paranaense

22 mil visualizações 309 comentários

Por Mayara Munhoz e Rodrigo Vessoni

Na última quarta-feira, o noticiário do Corinthians ficou marcado por informações envolvendo o clube e uma dívida em relação ao volante Jucilei na casa de R$ 14 milhões. Mas o valor é ainda maior. O Meu Timão teve acesso aos três processos (sim, três!) que envolvem o volante e o clube - dois tendo o atleta apenas como causa e um como parte. O valor total das indenizações deve alcançar algo em torno de R$ 26 milhões.

Para entender melhor essa situação, é preciso separar os três processos que envolvem Corinthians e Jucilei, que contam ainda com a participação do J. Malucelli-PR (ex-Corinthians paranaense) e o volante Ronaldo Tres, desconhecido da Fiel. São eles:

  1. Processo do J. Malucelli contra o Corinthians por valores da transferência de Jucilei com o Anzhi, da Rússia, em 2011;
  2. Processo trabalhista movido por Jucilei contra o Corinthians.
  3. Processo do J. Malucelli contra o Corinthians por valores da aquisição do volante Ronaldo Tres, que nunca atuou pelo clube, em 2009;

Veja os detalhes de cada um dos processos

1) J. Malucelli X Corinthians - caso já perdido na Justiça

Jucilei foi vendido ao Anzhi pelo Corinthians

Divulgação

O processo mais complexo e com o maior valor envolve o Corinthians e o J. Malucelli (ex-Corinthians paranaense). A situação se arrasta desde 2015, quando o clube paranaense entrou na Justiça para contestar os valores não recebidos pela negociação de Jucilei com o Anzhi Makhachkala, da Rússia, em 2011, quando o clube era presidido por Andrés Sanchez. Nessa ação, a condenação do Corinthians é de R$ 23.053.579,81.

Em maio de 2009, o Corinthians pagou R$ 2 milhões para adquirir Jucilei do J. Malucelli. O Timão, então, passou a ser dono de 50% dos direitos econômicos do jogador, deixando a outra metade com a equipe paranaense. Em 28 de fevereiro de 2011, o Corinthians o vendeu à Russia por 10 milhões de euros (na cotação da época, R$ 22.936.000,00).

A ação indenizatória por parte do J. Malucelli não se dá apenas pela falta de pagamento. O clube também alega má-fé por parte do Corinthians, além de uma série de descumprimentos de cláusulas contratuais. Que serão explicadas em três partes:

1- Indenização por ilícito contratual: no contrato de compra de Jucilei, o Corinthians concordou que qualquer transferência do jogador só seria validada com aprovação dos dois donos dos direitos econômicos. Isso, segundo os paranaenses, não aconteceu.

No contrato entre Corinthians e Anzhi, o Timão se coloca como “único e legítimo titular de todos os direitos contratuais (vínculo desportivo) sobre o jogador, sendo titular do direito pela indenização proveniente da cessão advinda destes direitos”. Além de pedir para que a integridade da venda dos 100% dos direitos fosse depositada em sua conta.

2 - Indenização por valor: o J. Malucelli ainda pede uma indenização em relação ao próprio valor da venda de Jucilei. Também no contrato entre os dois clubes brasileiros, uma multa de 40 milhões de reais foi colocada para futuras transferências ao exterior. O atleta até poderia ser negociado por um valor abaixo, desde que os dois clubes concordassem. O time paranaense, mais uma vez, alega não ter sido consultado sobre a negociação com os russos.

"Bem resumido, a integralidade dos direitos (incluindo os do autor) arbitrados pelos contratos coligados entre autor e réu, em R$ 40.000.000,00, o réu, unilateralmente, ignorando a sua obrigação da cláusula quinta e o seu parágrafo quarto, cedeu por R$ 22.936.000,00, com uma diferença de R$ 17.064.000,00", diz o processo.

E aqui que começam a se somar os valores da ação.

O J. Malucelli diz ter direito a receber R$ 20 milhões por 50% se a multa fosse aplicada. O clube recebeu R$ 9.942.925,00 até hoje (explicação abaixo) e, por isso, pede uma diferença de R$ 10.057.075,00.

3 - Indenização por retenção indevida de dinheiro e pagamento incompleto: o clube paranaense ainda cobra indenização pela demora do Corinthians em transferir os valores recebidos, além de um valor pendente. Segundo o processo, o Timão recebeu a totalidade do valor em duas parcelas. Na primeira, recebeu pouco mais de R$ 11 milhões e transferiu ao J. Malucelli R$ 5.042.925,00 com quarenta dias de atraso - o valor de R$ 711.075,00 ficou pendente. Na segunda, o Corinthians, além de ter pago em três parcelas - e novamente com atraso - , deixou pendente mais R$ 914.000,00. Na soma, então, o clube paranaense deixou de receber R$ 1.625.075,00. Com juros, o valor atualizado é de R$ 2.832.423,98.

O caso foi julgado e o Corinthians foi derrotado. Foi, então, firmado um acordo com os valores corrigidos: R$ 8.128.048,11 de indenização corrigida; R$ 3.982.743,57 de juros desde fevereiro de 2011; R$ 3.728,49 de custas; e R$ 1.816.618,75 de honorários. Com juros, o acordo ficou no total R$ 14.437.000,00, que seria pago em 13 parcelas.

O Corinthians, porém, mais uma vez não cumpriu com o combinado.

O J. Malucelli, então, entrou com uma intimação para receber o valor, inclusive pedindo a penhora e/ou o bloqueio de cotas da Globo e da Confederação Brasileira de Futebol. Importante ressaltar: o valor que era de pouco mais de R$ 14 milhões foi recalculado com juros, multas e somado aos custos advocatícios e, agora, é de R$ 23.053.579,81.

2) Jucilei X Corinthians - caso já perdido na Justiça

Jucilei ganhou processo trabalhista contra o Corinthians

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O único dos processos que é movido diretamente por Jucilei. A ação trabalhista teve sua sentença final divulgada nessa semana. O jogador, atualmente sem clube, entrou com ação contra o Corinthians em julho de 2014, na 83ª Vara do Trabalho de São Paulo.

O volante pediu indenização alegando que não recebeu os valores devidos em relação à rescisão de contrato (em 2011), 13º salário e vencimentos proporcionais. O jogador ainda cobrava uma diferença em relação ao que foi pago pelo direito de arena (parte dos contratos de TV). Apesar de já ter ganho a causa, a ação retornou à Justiça do Trabalho de São Paulo para um cálculo de quanto Jucilei receberá do Corinthians. Indenização deve ficar entre R$ 1 milhão e R$ 2 milhões.

3) J. Malucelli X Corinthians - caso em julgamento

Ronaldo Tres nunca atuou como jogador profissional do Corinthians

Reprodução

Mais um processo do J. Malucelli contra o Corinthians. Desta vez, pela negociação do volante Ronaldo Tres, que pertencia ao clube paranaense. Andrés Sanchez era o presidente na época e Mário Gobbi Filho, o diretor de futebol. Esse é o único dos três processos que ainda não tem uma decisão final da Justiça.

O torcedor corinthiano nem deve se recordar de Ronaldo Henrique Silva Tres, o Ronaldo Tres, que foi contratado em 27 de abril de 2010. O volante nunca atuou na equipe profissional alvinegra, mas custou R$ 650 mil (50% dos direitos econômicos).

No processo, o J. Malucelli pede o valor de R$ 1.350.322,60. No montante está incluído esse valor de R$ 650 mil pela compra dos 50% de Ronaldo, além dos juros e correções monetárias desde 2010. No acordo firmado pelos clubes, o Corinthians pagaria o valor inicial em três parcelas de R$ 216.067,00 com o vencimento da última em 15 de outubro de 2010.

O time paranaense alega que nada dessa quantia foi paga até hoje. Ronaldo Tres foi emprestado a Guarani, Bragantino, Figueirense e Ipatinga nos quatro anos que permaneceu sob contrato com o Corinthians. Atualmente, está no Cruzeiro, do Rio Grande do Sul. Na ação, o clube do Parque São Jorge se defende dizendo que o pagamento foi feito em 2012 junto de um valor de R$ 3.250.000,00 que envolvia também o volante Jucilei.

O processo, como dito acima, ainda será julgado.

E mais: o que realmente pode acontecer com o Corinthians hoje?

Veja mais em: Ex-jogadores do Corinthians e Processos do Corinthians.

Veja Mais:

  • Danilo Avelar deve deixar o Corinthians em 2022

    Danilo Avelar recebe propostas e pode deixar o Corinthians em 2022

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians na arquibancada: Os vinte minutos finais da Fiel em Corinthians 1x1 Grêmio

    VÍDEO: Torcida do Corinthians na arquibancada: Os vinte minutos finais da Fiel em Corinthians 1x1 Grêmio

    ver detalhes
  • Neto afirmou que Sylvinho não tem formado uma equipe competitiva mesmo com os reforços

    Neto critica escolhas de Sylvinho após empate contra o Grêmio e pede saída do técnico do Corinthians

    ver detalhes
  • Em transição, Cantillo participou da primeira parte do treino do Corinthians nesta segunda-feira

    Corinthians se reapresenta e inicia preparação para última rodada do BR-2021; Cantillo faz transição

    ver detalhes
  • Com a volta da Fiel, Sylvinho deixa lanterna e ultrapassa quatro treinadores na Neo Química Arena

    Sylvinho melhora aproveitamento e ultrapassa quatro ex-técnicos do Corinthians na Neo Química Arena

    ver detalhes
  • Elenco do Corinthians inicia última preparação da temporada nesta segunda-feira pela manhã

    Última rodada do Brasileirão, final do Paulista Feminino e basquete marcam agenda do Corinthians

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x