Grupo político de Andrés Sanchez repete com Duílio estratégia utilizada nas cinco vitórias seguidas

8.9 mil visualizações 107 comentários

Andrés Sanchez, Mário Gobbi Filho e Roberto de Andrade foram diretores de futebol antes de ocupar o cargo de presidente do Corinthians; Duílio Monteiro Alves (primeiro da foto) tentará seguir o mesmo caminho

Andrés Sanchez, Mário Gobbi Filho e Roberto de Andrade foram diretores de futebol antes de ocupar o cargo de presidente do Corinthians; Duílio Monteiro Alves (primeiro da foto) tentará seguir o mesmo caminho

Meu Timão

Duílio Monteiro Alves anunciou a saída do cargo de diretor de futebol para iniciar sua campanha à presidência do Corinthians. Deixar o cargo diretivo de maior visibilidade para tentar ocupar a cadeira mais importante do clube é uma velha estratégia do grupo Renovação & Transparência.

Desde quando o Corinthians precisou definir o substituto de Alberto Dualib, em novembro de 2007, todos os presidentes eleitos foram oriundos do departamento de futebol profissional. Foram nada menos do que cinco triunfos seguidos com essa mesma estratégia. A saber:

  • 2007 (mandato tampão) - foi necessário que o Conselho Deliberativo escolhesse o substituto de Alberto Dualib, que sofrera impeachment dias antes, para um mandato tampão até início de 2009. Ex-diretor de futebol, Andrés Sanchez foi eleito com 175 votos, contra 158 de Paulo Garcia - Osmar Stábile somou apenas 14 votos;
  • 2009 - na primeira eleição da história com votação dos associados, o mesmo Andrés Sanchez obteve 66,9% dos votos, e não deu chances a Paulo Garcia e Osmar Stábile;
  • 2012 - Mário Gobbi Filho, diretor de futebol entre os anos de 2008 e 2010, foi eleito presidente do Corinthians ao bater Paulo Garcia;
  • 2015 - Roberto de Andrade, diretor de futebol do Corinthians entre os anos de 2010 e 2013, foi eleito ao bater Antonio Roque Citadini;
  • 2018 - Andrés Sanchez, que já havia sido diretor de futebol e presidente, voltou à cadeira mais importante do clube ao bater Paulo Garcia, Antônio Roque Citadini, Felipe Ezabella e Romeu Tuma Júnior.
Mário Gobbi, que hoje é candidato de oposição, era o presidente do Corinthians quando Duílio e Roberto de Andrade eram diretores de futebol

Mário Gobbi, que hoje é candidato de oposição, era o presidente do Corinthians quando Duílio e Roberto de Andrade eram diretores de futebol; Gobbi também foi diretor de futebol, mas de Andrés

Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Como é possível ver acima, a chapa Renovação & Transparente teve um modus operandi nos últimos 13 anos. Ou seja, o diretor ligado ao futebol profissional adquiriu conhecimento da rotina do principal departamento do clube, na sequência se afastou para trabalhar a candidatura e, meses depois, assumiu a principal cadeira do clube.

Em relação a Duílio, a única diferença foi a antecedência da saída do cargo de diretor de futebol. O último, que irá disputar o pleito de novembro, deixou o cargo há menos de três meses das urnas. Os anteriores deixaram o posto cerca de um ano antes da eleição.

Em tempo: além da situação financeira do clube e do noticiário negativo, um terceiro motivo levou Duílio Monteiro Alves a demorar para iniciar sua campanha eleitoral: o temor que seu afastamento do departamento de futebol profissional tivesse um impacto negativo na condução da rotina no CT.

Veja mais em: Eleições no Corinthians, Parque São Jorge, Duílio Monteiro Alves, Roberto de Andrade e Andrés Sanchez.

Veja Mais:

  • Coelho pode contar com Jô e Luan contra o Sport

    Corinthians faz trabalho em campo reduzido em penúltimo treino antes do Sport; veja provável time

    ver detalhes
  • Arena Neo Química vai receber a Seleção de Tite no começo de outubro

    Conmebol confirma dia e horário de jogo da Seleção Brasileira na Neo Química Arena

    ver detalhes
  • Presidente do Corinthians ainda não procurou técnico para substituir Coelho

    [Marco Bello] Presidente do Corinthians ainda não procurou técnico para substituir Coelho

    ver detalhes
  • Corinthians Feminino joga duas vezes nesta semana

    Brasileirão, Feminino, Sub-20 e Futsal: Corinthians tem agenda cheia na semana; veja tudo

    ver detalhes
  • Emprestado ao Sport até o fim do ano, atacante Marquinhos tem contrato com o Corinthians até 31 de dezembro 2022

    Corinthians veta participação de atacante emprestado ao Sport no duelo desta quarta

    ver detalhes
  • Dyego Coelho já usou 22 dos 35 jogadores disponíveis no elenco principal do Corinthians

    Coelho já usou quase 65% do elenco do Corinthians em dois jogos no comando da equipe; veja um a um

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: