Andrés cobra jogadores e não descarta chegada de reforços no Corinthians: 'Situação ridícula'

30 mil visualizações 380 comentários

Por Meu Timão

Andrés Sanchez chamou de "ridícula" a situação do Corinthians

Andrés Sanchez chamou de "ridícula" a situação do Corinthians

Rodrigo Coca / Agência Corinthians

O presidente Andrés Sanchez centralizou suas críticas nos jogadores do Corinthians após a derrota por 2 a 1 para o Ceará, na noite deste domingo, no Castelão. De acordo com o mandatário, é necessário que o grupo de atletas mostre um desempenho bem melhor do que o apresentando, independentemente de quem assumir o cargo de treinador.

"Deixar claro que, independente do treinador, os jogadores têm que saber da sua responsabilidade. Temos que trabalhar todo mundo junto e cada um saber onde toca o calo. Não dá pra ficar na situação que tá", afirmou o dirigente

O dirigente havia pouco antes confirmado o nome de Vagner Mancini para o cargo de técnico, em negociação que deve ser concluída nesta segunda-feira, com assinatura do contrato e o profissional já comandando o treino da equipe no CT Joaquim Grava.

"Toda vez que o resultado não chega, o planejamento para vocês tá errado. Nós sabemos que não é o melhor elenco do Brasil, mas precisamos melhorar. O novo treinador precisa fazer os jogadores jogarem mais, os jogadores terem consciência de que tem que jogar mais porque a situação em que estamos é ridícula", bradou Andrés, traçando o objetivo final.

"Faltam 23 rodadas e temos que trabalhar para sair dessa situação. Planejamento às vezes dá certo ou não, mas jogador, independente de ser barato ou caro, jogador bom é o que dá certo. Mas acreditamos nos jogadores, tem uns que demoram mais que outros", observou.

Depois de contratar Otero e Cazares, dois meias que estavam no Atlético-MG, o presidente deixou aberta a possibilidade de trazer novos reforços para o grupo de atletas, principalmente pela tensão causada com a possibilidade de queda.

"Não dá nem tempo, mas óbvio que estamos abertos no mercado. Chegando um novo treinador, se tivermos a oportunidade de contratar um novo jogador, vamos analisar. Confiamos no que temos. Estão num momento ruim, numa fase péssima, mas eles têm consciência disso para melhorar em breve", contou, antes de finalizar refutando trocas na diretoria.

"Sheik não era gerente, era o Vilson. Não vou mudar ninguém. Tenho mais dois meses de contrato, depois o novo presidente decide o que vai fazer, mas nós temos que estar atento, mandar energia positiva. Os jogadores precisam ter ciência de que precisa dar um pouco mais", concluiu.

Veja mais em: Andrés Sanchez e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Mancini fechou a escalação que achou mais adequada para o clássico

    Corinthians fecha preparação para encarar o Palmeiras no Allianz; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Palpites do Meu Timão: Palmeiras x Corinthians - Campeonato Brasileiro 2020

    VÍDEO: Palpites do Meu Timão: Palmeiras x Corinthians - Campeonato Brasileiro 2020

    ver detalhes
  • Primeira brasileira vacinada é corinthiana

    Enfermeira corinthiana é primeira brasileira a receber vacina contra o coronavírus; clube comemora

    ver detalhes
  • Corinthians e Palmeiras se enfrentam pelo Campeonato Brasileiro

    Corinthians chega motivado para enfrentar o Palmeiras, mas rival é favorito em casas de apostas

    ver detalhes
  • Otero segue como desfalque do Corinthians por ter testado positivo para a Covid-19

    Corinthians chega a décimo jogo desfalcado por Otero; time tem melhor aproveitamento sem o meia

    ver detalhes
  • Corinthians pode chegar a cinco vitórias seguidas nesta segunda-feira

    Corinthians tenta sequência inédita de vitórias na temporada diante do Palmeiras

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: