Mancini vê Corinthians sem concentração e defende rodízio: 'É uma necessidade'

3.3 mil visualizações 129 comentários

Por Meu Timão

Mancini tentou buscar explicações para a atuação da equipe

Mancini tentou buscar explicações para a atuação da equipe

Rodrigo Coca/Agência Corinthians

O técnico Vagner Mancini fez uma avaliação do desempenho do Corinthians na noite desta sexta-feira, contra o São Bento, e avisou que precisaria de uma lista para elencá-los. Começando, deixou claro que faltou principalmente concentração para os seus atletas no empate por 1 a 1.

"Uma lista de problemas, erros. Estamos atentos a isso, hoje faltou concentração, aquele gol não podemos tomar. Ele saiu de trás do meio de campo e finalizou na frente da área. Quando os erros assim são vistos é por falta de concentração, ele entrou fácil", começou, lembrando do gol de Gabriel, passando por seis adversários.

"Mas vi outras coisas, erros de passes, jogadas simplificadas, ate por falta de confiança. A gente tem que readquirir a convicção, confiança, para jogar o que sabemos. Foram dois tempos diferentes, no primeiro tivemos mais espaço, no segundo menos, eles dificultaram nossa entrada. No primeiro tempo tivemos atletas abaixo e isso dificultou. Empatamos, tivemos chance de virar, mas não tivemos futebol para fazer isso", continuou.

Mancini ainda deixou claro que não consegue manter a equipe no atual momento por causa da dura sequência de jogos que encontrou na retomada da temporada. Até domingo, serão quatro jogos em um espaço de oito dias.

"Rodízio é uma necessidade, nenhum atleta suportaria essa sequência de jogos. É fundamental que a gente equilibre o tempo de cada um, sem jogar fora o planejamento. Precisamos de calma, queremos vencer, mas nem sempre acontece, sempre tem outra equipe do outro lado. Temos que respeitar, para não tornar a temporada mais difícil, perdendo gente por lesão", lembrou, antes de tecer uma última crítica.

"Hoje faltou imposição, não tivemos no começo do jogo, não pressionamos, demos espaço. Tomamos o gol cedo, o que traz pressão em cima dos mais jovens principalmente, ai ficam muitos toques laterais, você para de ser agressivo. Acho que no primeiro tempo tivemos espaço nas laterais, mas depois eles corrigiram isso, e quando a gente tinha o espaço não soubemos aproveitar. Tivemos lances interessantes, mas pouco em relação ao espaço", concluiu.

Veja mais em: Vagner Mancini e Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Boca Juniors vai pagar menos por casos de racismo do que Corinthians por infração a artigo que trata de propaganda no banco de reservas

    Conmebol multa Boca por racismo; valor é menor que pena ao Corinthians por propaganda no banco

    ver detalhes
  • Fagner correu ao redor do gramado nesta segunda-feira, no CT Joaquim Grava

    Fagner inicia transição e elenco do Corinthians faz treino em casa após empate no Majestoso

    ver detalhes
  • Torcedor do Corinthians precisa parar de procurar problema onde não tem

    [Mayara Munhoz] Torcedor do Corinthians precisa parar de procurar problema onde não tem

    ver detalhes
  • Cássio precisou deixar o jogo contra o São Paulo nos minutos finais

    Exames não apontam lesão grave em Cássio, mas goleiro segue como dúvida contra o Always Ready

    ver detalhes
  • Nos últimos 630 minutos de bola rolando do Corinthians, Vítor Pereira utilizou Róger Guedes em apenas 27% do período

    Róger Guedes perde espaço com Vítor Pereira e atua apenas 27% dos minutos do Corinthians em maio

    ver detalhes
  • O Corinthians entra em campo nesta quinta-feira, contra o Always Ready, atrás de uma classificação para as oitavas de final da Libertadores

    Corinthians tem semana com jogo decisivo na Libertadores, Brasileiro, feminino, base e futsal; veja

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x