Ex-candidato de oposição do Corinthians publica texto e pede ações efetivas da nova diretoria

2.8 mil visualizações 31 comentários

Por Meu Timão

Felipe Ezabella foi candidato à presidênciado Corinthians e é integrante do Movimento Corinthians Grande

Felipe Ezabella foi candidato à presidênciado Corinthians e é integrante do Movimento Corinthians Grande

Larissa Lima/Meu Timão

Na manhã desta quarta-feira, o ex-candidato à presidência do Corinthians pela oposição e integrante do Movimento Corinthians Grande, Felipe Ezabella publicou um texto em suas redes sociais para se manifestar sobre o momento vivido pelo clube.

Apesar de ter apontado alguns pontos positivos cumprido pelo que chamou de "nova diretoria", Ezabella citou pontos "esquecidos" nesses primeiros seis meses de gestão.

"Do ponto de vista de controle financeiro, o departamento vem adotando medidas para aumentar a transparência do clube", escreveu Ezabella. "Com relação ao orçamento, ainda é muito cedo para ficarmos felizes. Apesar da amostra do primeiro trimestre ser positiva, sabemos que as eliminações prematuras da Copa do Brasil e da Copa Sul-Americana terão impactos importantes no próximo trimestre", completou.

Política de cortes

Apesar de ter valorizado as medidas de transparência que vêm sendo tomadas pela diretoria, Ezabella cita que a conta alvinegra ainda é "muito alta" e que o clube precisa ir além.

"Precisa revisar os contratos de prestadores de serviços, fazer revisão de cargos e salários, precisa diminuir urgentemente todas as despesas de forma agressiva", escreveu.

O ex-candidato também afirmou torcer para que o clube siga as recomendações da Falconi, empresa de consultoria financeira referência no mercado.

"Esperamos que as propagadas e renomadas empresas de consultoria contratadas estejam olhando isso com atenção e que a diretoria tenha coragem e apoio para seguir as recomendações", disse.

Marketing

Em dezembro de 2020, José Colagrossi Neto assumiu a superintendência de marketing do Corinthians antes mesmo da posse de Duilio Monteiro Alves como presidente. Apesar disso, o clube segue sem um diretor para o departamento desde fevereiro de 2019.

"Não é possível que o clube fique tanto tempo sem um responsável pela política de marketing, pela busca de novas receitas, pela área comercial do clube e também do estádio", escreveu.

Fiel Torcedor

Ezabella também se atentou ao fato de que o programa de sócios do Corinthians, o Fiel Torcedor, principal produto que liga o clube à torcida, está com o site oficial desativado há semanas.

"O Programa Fiel Torcedor, que já estava desatualizado e foi objeto de diversas propostas e estudos durante a campanha de 2020, está 'respirando por aparelhos'!", citou.

O ex-candidato também pediu para que a diretoria do clube solucione os problemas com a IBM, OMNI e outros prestadores de serviço do programa.

"A gigante IBM, que foi anunciada há alguns anos com toda a pompa, sem que fosse explicado qual seria o escopo da sua atuação, agora litiga com o clube sem sabermos os reais motivos da discórdia", afirmou.

"E a OMNI, que geria o sistema antes, que era credora (isso mesmo, credora do clube!) e recebeu (?) milhões de reais pela rescisão do contrato, como que fica?", completou antes de pedir maior participação política.

"Precisamos ampliar a participação possibilitando a votação do cônjuge, diminuir o tempo de filiação para votação, estendendo os direitos dos Associados aos membros do Fiel Torcedor para que mais corinthianos e corinthianas possam participar das escolhas políticas", concluiu.

Neo Química Arena

Por fim, Ezabella também trouxe os problemas enfrentados com o estádio do Corinthians, localizado em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo. O ex-candidato à presidência citou que nenhuma informação relevante sobre o local é publicada pelo clube.

"Itaquera ainda é Marte para os corinthianos, ninguém sabe ao certo de nada. Mas falam, na verdade repetem, há muitos meses, que está tudo resolvido com a Caixa e com a Odebrecht...", escreveu Ezabella.

"Pois é, os processos estão abertos e ontem, 15 de junho, mais uma vez a Assembleia de Credores da Odebrecht adiou eventual solução amigável. O acordo com a Caixa também está em fase de negociação e de suspensão do processo há meses", concluiu.

Confira na íntegra o texto publicado por Felipe Ezabella

Prometemos, nos últimos textos, deixar em paz o período anterior do nosso Sport Club Corinthians Paulista para tratar das questões atuais.

Sabemos que é uma promessa difícil de cumprir porque muito do que acontece hoje em dia é fruto da catastrófica gestão anterior, sucedida por ela mesma. Mesmo assim, vamos tentar cumprir, pelo menos em parte, o que escrevemos.

Passados quase 7 meses da eleição e 6 meses da posse da “nova” diretoria, temos alguns avanços na parte de controle financeiro e uma estagnação completa nas demais áreas que precisam de muita atenção.

Do ponto de vista de controle financeiro, o departamento vem adotando medidas para aumentar a transparência do clube, cumprindo o Estatuto e a legislação, com a divulgação dos balancetes periódicos e o cumprimento, de uma maneira geral, do orçamento proposto.

Com relação ao orçamento, ainda é muito cedo para ficarmos felizes. Apesar da amostra do primeiro trimestre ser positiva, sabemos que as eliminações prematuras da Copa do Brasil e da Copa Sul-Americana terão impactos importantes no próximo trimestre.

A gordura prevista por conta da taxa da FAAP (não mais exigível) não será suficiente para bancar os gastos, sendo mais que do que necessária uma revisão da peça orçamentária em julho para a adequação das receitas/gastos.

A política de não contratação de atletas (principalmente de atletas em grandes quantidades dos mesmos empresários...) ajuda no resultado favorável, mas não é suficiente.

É a famosa “faca de dois gumes” – uma vez que sem um time razoavelmente forte, sucumbimos nos campeonatos, há um desânimo nos torcedores e as importantes receitas projetadas ficam para trás.

Por outro lado, o clube precisa ir além: precisa “cortar na carne”. Precisa revisar os contratos de prestadores de serviços, fazer revisão de cargos e salários, precisa diminuir urgentemente todas as despesas de forma agressiva.

A conta ainda está muito alta e o clube pode reduzir mais. Já se passaram 6 meses. Esperamos que as propagadas e renomadas empresas de consultoria contratadas estejam olhando isso com atenção e que a diretoria tenha coragem e apoio para seguir as recomendações técnicas.

Mas o que tem deixado muito a desejar, nesse início de gestão, é a busca por novas e melhores receitas. Só a redução de custos não é suficiente para lidarmos com uma dívida de mais de R$ 1 bilhão.

O clube não tem um Diretor de Marketing desde fevereiro de 2019! Por mais renomados que sejam os funcionários do departamento, não é possível que o clube fique tanto tempo sem um responsável pela política de marketing, pela busca de novas receitas, pela área comercial do clube e também do estádio.

No início da atual gestão, em pouco tempo houve um remanejamento das propriedades de camisa que rendeu frutos financeiros importantes – mas foi só!

O principal produto que interliga o clube com seus torcedores, o Programa Fiel Torcedor, está com o site DESATIVADO há semanas! O Programa Fiel Torcedor, que já estava desatualizado e foi objeto de diversas propostas e estudos durante a campanha de 2020, está “respirando por aparelhos”!

Era, e ainda é, urgente a necessidade do clube remodelar e resolver os problemas com IBM, OMNI e demais prestadores de serviço relacionados ao programa.

A gigante IBM, que foi anunciada há alguns anos com toda a pompa, sem que fosse explicado qual seria o escopo da sua atuação, agora litiga com o clube sem sabermos os reais motivos da discórdia.

E a OMNI, que geria o sistema antes, que era credora (isso mesmo, credora do clube!) e recebeu (?) milhões de reais pela rescisão do contrato, como que fica?

O Movimento Corinthians Grande fez um estudo gigantesco e apresentou uma série de propostas de remodelação do Fiel Torcedor e a criação da Plataforma Corinthians.
Isso está publicado e foi entregue pessoalmente no clube. Outros grupos políticos também apresentaram propostas. Tudo foi feito para o clube, entregue ao clube.

Se não gostaram e não concordam com as propostas, sem problema algum, mas por que não deixar a política de lado e ao menos ouvir, ler ou estudar o que foi sugerido? Já são quase 7 meses da eleição e conseguimos regredir de lá para cá! O Corinthians tem pressa. Estamos sangrando. Não temos tempo a perder.

Com relação ao estádio, à Neo Química Arena, ainda estamos na gestão passada...
Nenhuma informação relevante é publicada, não se tem balancetes, prestação de contas, ABSOLUTAMENTE nada.

Itaquera ainda é Marte para os corinthianos, ninguém sabe ao certo de nada. Mas falam, na verdade repetem, há muitos meses, que está tudo resolvido com a Caixa e com a Odebrecht...

Pois é, os processos estão abertos e ontem, 15 de junho, mais uma vez a Assembleia de Credores da Odebrecht adiou eventual solução amigável. O acordo com a Caixa também está em fase de negociação e de suspensão do processo há meses.

O Conselho, depois da corajosa reprovação das contas de 2019, também precisa atuar dentro das suas atribuições. A parte de governança institucional, mais precisamente, do Estatuto, precisa ser urgentemente revista.

A Comissão de Reforma Estatutária nomeada ontem precisa colocar em debate as mudanças que o clube necessita. E o clube precisa de mudanças na sua forma de administração, de controle, de fiscalização e, principalmente, na forma de participação nos poderes políticos.

Precisamos ampliar a participação possibilitando a votação do cônjuge, diminuir o tempo de filiação para votação, estendendo os direitos dos Associados aos membros do Fiel Torcedor para que mais corinthianos e corinthianas possam participar das escolhas políticas.

Dentro de campo, a fiel torcida vai sempre apoiar o time, mas para entender e abraçar a situação financeira que o clube passa, precisa que sejam dadas respostas sérias e verdadeiras para a reversão do atual cenário. Infelizmente, nesses primeiros 6 meses, isto não está acontecendo.

Vai Corinthians!
Felipe Ezabella

Veja mais em: Diretoria do Corinthians.

Veja Mais:

  • Claudinho. hoje no Bragantino, nada tem a ver com o processo iniciado pelo ex-empresário contra o Corinthians; acordo já foi homologado na Justiça

    Corinthians faz acordo na Justiça e quitará dívida com ex-agente de Claudinho em 20 parcelas

    ver detalhes
  • Se nenhuma intercorrência acontecer até domingo, Gabriel se tornará o sexto jogador do Corinthians a completar 100 jogos na Neo Química Arena

    Gabriel se tornará o sexto jogador a completar 100 jogos na Neo Química Arena: 'Sonho realizado'

    ver detalhes
  • Corinthians e Fortaleza ficaram no 0 a 0 na Fazendinha

    Corinthians e Fortaleza empatam sem gols pelo Campeonato Brasileiro de Aspirantes

    ver detalhes
  • Giuliano mais uma vez treinou no gramado com os companheiros e fica perto do seu melhor condicionamento

    Corinthians treina com volta de garoto e evolução de reforços em busca da estreia

    ver detalhes
  • Diego Figueredo é o mais novo reforço do Corinthians

    Corinthians anuncia contratação de armador argentino após a saída de Fuller

    ver detalhes
  • Raul Gustavo sentiu o joelho direito e fez trabalho na parte interna do CT

    Dupla do Corinthians sente incômodos e faz trabalho interno no CT Joaquim Grava

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x