Técnico do Corinthians comenta dificuldades contra o Boca e diz que tensão cresce para jogo de volta

4.4 mil visualizações 39 comentários

Por Giovana Duarte, Vitor Chicarolli e Rodrigo Vessoni

Vítor Pereira prevê um jogo tenso contra o Boca Juniors na Bombonera

Vítor Pereira prevê um jogo tenso contra o Boca Juniors na Bombonera

Rodrigo Coca/ Agência Corinthians

O Corinthians empatou sem gols contra o Boca Juniors na última terça-feira, pelo jogo de ida das oitavas de final da Libertadores 2022. Após a igualdade em casa, o técnico Vítor Pereira avaliou as dificuldades encontradas pelo Timão dentro de campo em razão de ausências importantes.

"Olhar para os jogadores disponíveis, perceber o adversário que temos pela frente, construir ou tentar uma equipe equilibrada. No sentido de ganhar o jogo e marcar gols. Quando se olha para a dificuldade que temos em ter meias para jogar, pergunto para vocês, já tivemos várias escalações. Mas eu é que sou treinador, eu que percebo onde é que posso ganhar o equilíbrio. Há momentos em que não temos, queremos substituir e não temos", afirmou Vítor Pereira em entrevista coletiva.

"Poderíamos fazer de diferentes formas, jogar de forma diferente. Mas vocês não são treinadores, o treinador sou eu. Eu que decido quem vai jogar e arco com as consequências. Não estou aqui para agradar a ninguém, estou aqui para encontrar um equilíbrio, apresentar uma equipe competitiva e tentar sair com o resultado positivo. No próximo jogo vai ser ainda mais difícil", completou o treinador.

As principais baixas de Vítor Pereira para a partida desta terça-feira foram os volantes Cantillo e Du Queiroz. O primeiro foi punido pela Conmebol e não pôde entrar em campo, já o segundo sofreu uma edema e foi poupado.

Enquanto Du Queiroz preocupa para o jogo de volta, na Bombonera, Cantillo poderá reforçar a equipe corinthiana. Contudo, Vítor Pereira prevê uma partida tensa contra os argentinos. A conta é simples: quem vencer em Buenos Aires, na terça-feira que vem, dia 5 de julho, às 21h30, avança para as quartas de final.

"Aumenta a tensão do torcedor e a minha. Eu tenho que ver o que fazer, pegar um guardanapo e escrever, depois vou preparar o almoço e escrever, depois vou para o almoço e continuo a escrever", disse Vítor Pereira.

"Estou aqui para fazer o meu melhor, com aquilo que tenho fazer o meu melhor, isso é o que eu prometo ao torcedor e vamos fazer nosso melhor, vamos viajar para a Argentina e vamos fazer nosso melhor e é isso, essa é nossa obrigação. Agora, eu gostaria de estar aqui cheio de soluções, e toda gente recuperada, cheio de esperança, tenho que estar com os pés na terra", encerrou o treinador.

Veja mais em: Vítor Pereira, Corinthians x Boca Juniors e Libertadores da América.

Veja Mais:

  • Vítor Pereira se retratou após declaração polêmica

    Vítor Pereira se retrata e explica declaração sobre medo de demissão no Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians venceu o primeiro jogo das quartas de final do Brasileiro Feminino

    Corinthians supera o Real Brasília fora de casa e larga em vantagem nas quartas do Brasileirão

    ver detalhes
  • Corinthians já iniciou os treinos de olho no jogo com o Atlético-GO

    Corinthians se reapresenta após derrota em Dérbi e inicia preparação para decisão na Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Corinthians volta a jogar na Neo Química Arena com a partida das quartas de final do Brasileiro

    Corinthians anuncia mudança de jogo decisivo do Brasileiro Feminino para Neo Química Arena

    ver detalhes
  • Bernard falou sobre a possibilidade de jogar no Corinthians

    Bernard se pronuncia após informações de negociação com o Corinthians

    ver detalhes
  • Renato Augusto foi eleito o melhor do Corinthians na noite contra o Palmeiras

    Meia é eleito craque do Corinthians em noite de derrota em Dérbi; lateral é o pior

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x