Recuperar forças: a Sul-Americana e o Brasileirão ainda estão aí!

Jorge Freitas

Colunista esportivo do portal 'No Ângulo', este internacionalista é mais um louco do bando e busca analisar o Timão com comprometimento com a realidade e as necessidades do maior clube do planeta.

ver detalhes

Recuperar forças: a Sul-Americana e o Brasileirão ainda estão aí!

Coluna do Jorge Freitas

Opinião de Jorge Freitas

2.3 mil visualizações 23 comentários Comunicar erro

Recuperar forças: a Sul-Americana e o Brasileirão ainda estão aí!

Flamengo x Corinthians - Copa do Brasil 2019 (04/06/19)

Foto: © Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

É sempre triste quando se é eliminado com o goleiro rival sendo praticamente o melhor homem da partida. No entanto, uma decisão de Copa do Brasil se faz em 180 minutos e fomos inofensivos e incapazes de produzir o resultado quando jogamos, há três semanas, em nossos próprios domínios.

Vendo um resultado como esse, é covardia dizer que a eliminação se deu por ausência de algum jogador ou por erro do técnico. Se Carille tem sido criticado por ter jogado com Fagner na Venezuela, imagine, você, que desastre seria para a sequência da temporada tê-lo poupado sem nenhuma indicação de possível lesão e ver o time ser eliminado para um fraquíssimo Deportivo Lara sem seu principal homem em campo?

Era difícil perder? Sim.

Era impossível? Não.

Vale lembrar que nosso lateral estava presente no péssimo jogo de ida, quando, além de não termos feito gols, ainda tomamos um numa bola alçada na área exatamente quando ele estava na marcação.

Ou seja, é impossível - e até ingênuo - dizer que se Fagner estivesse em campo ontem, o Corinthians teria sorte melhor. Certeza apenas é que, quando quando dois gigantes se encontram, não há favoritos. A eliminação para o Flamengo é um resultado bastante normal, como também seria se tivéssemos nos classificados.

Felizmente, a tão desejada parada para a Copa América está aí, o que dará ao professor Carille seu esperado momento de recuperar os jogadores e treiná-los dignamente, já que, até aqui, semanas livres foram raras.

Por isso, ressalto que, embora seja difícil perder, ter um campeonato a menos para disputar parece bastante positivo para o Corinthians, pois o elenco ainda é limitado e poderia comprometer o desempenho na reta final da temporada, quando, assim espero, estaremos em momentos de decisões tanto na Sul-Americana quanto no Brasileirão (vide 2017).

O que quero dizer com tudo isso é que dessa vez não é hora de achar culpados por uma eliminação, mas sim, recuperar forças para o importante segundo semestre que virá e aproveitar ao máximo as janelas de descanso e treinamento que as datas da Copa do Brasil se transformarão. O Corinthians parece em evolução, o que é plausível para um time com tantos reforços e que veio de um fim de 2018 não somente improdutivo, mas, principalmente, retrocedente.

Ainda há muito em jogo na temporada e, vale lembrar, para quem quiser criticar, que só um time grande foi campeão em São Paulo neste ano: o Timão.

(( Quer argumentar, criticar, elogiar, rebater o texto ou simplesmente gritar 'Vai Corinthians?' Corre pro Twitter! ))

Veja mais em: Copa Sul-Americana e Campeonato Brasileiro.

Coluna do Jorge Freitas

Por Jorge Freitas

Colunista esportivo do portal 'No Ângulo', este internacionalista é mais um louco do bando e busca analisar o Timão com comprometimento com a realidade e as necessidades do maior clube do planeta.

O que você achou do post do Jorge Freitas?