All-in, Boselli!

Jorge Freitas

Colunista esportivo do portal 'No Ângulo', este internacionalista é mais um louco do bando e busca analisar o Timão com comprometimento com a realidade e as necessidades do maior clube do planeta.

ver detalhes

All-in, Boselli!

Coluna do Jorge Freitas

Opinião de Jorge Freitas

10 mil visualizações 53 comentários Comunicar erro

All-in, Boselli!

Mauro Boselli terá chance de mostrar o seu trabalho no Corinthians

Foto: Danilo Fernandes / Meu Timão

A chegada de Tiago Nunes tem causado muito alvoroço no Timão. Depois de uma década - vencedora e história, cabe lembrar - jogando de maneira defensiva, o Corinthians inicia uma temporada com um treinador caracterizado pelo jogo ofensivo e vertical, que propõe ao invés de reagir.

Em meio a uma mudança brusca de estilo, é natural que alguns jogadores sejam privilegiados, enquanto outros percam espaço não somente no time titular, mas também no elenco.

Os casos de Ralf e Jadson chamaram, naturalmente, a atenção da imprensa e dos torcedores, que não esperavam a saída dos ídolos tão logo o início da temporada.

Mas se há aqueles que saem, há os que se valorizam e algo me diz que o nome da vez é do nosso centroavante Mauro Boselli.

O argentino, que, mesmo sem tantas chances, foi várias vezes às redes com o time pouco criativo de Carille, demonstrou alta confiança na nova forma de jogar ao confirmar que, sim, segue no Corinthians para a temporada 2020.

Boselli é um jogador que precisa de poucas chances para fazer gols. Quando contratado, no ano passado, parecia nome certo para resolver o problema da saída de Jô, mas quase passou fome num time que simplesmente não criava.

Hoje, com a forma de jogar de Tiago Nunes, o argentino se sentirá à vontade em campo para fazer o que dele esperávamos no ano passado. Vale lembrar que, para 2019, o Athlético foi buscar o também hermano Marco Rubén, que foi bem no esquema, além de ter consagrado, em 18, o agora são-paulino Pablo.

Ou seja, Nunes gosta de jogar com centroavante, mas, mais importante que isso, os centroavantes amam fazer parte do time e do esquema de jogo do treinador.

Certamente, Boselli, bem antenado como é, já percebeu que pode fazer sucesso neste ano. Brigará com Love e Gustagol, mas sairá na frente por ter uma técnica mais afinada que Gustavo, além de um porte físico mais vantajoso que Vagner.

Se contar com a ajuda do elenco, que precisa municiá-lo com qualidade (alô, Luan!), deverá deslanchar neste ano.

Enfim, se fosse poker, eu daria um all-in por Boselli, que se preparou bem durante as férias para agarrar mais está chance.

Veja mais em: Mauro Boselli, Luan e Tiago Nunes.

Coluna do Jorge Freitas

Por Jorge Freitas

Colunista esportivo do portal 'No Ângulo', este internacionalista é mais um louco do bando e busca analisar o Timão com comprometimento com a realidade e as necessidades do maior clube do planeta.

O que você achou do post do Jorge Freitas?