Carille na Arábia e Tite no Timão: uma hipótese que poderia ser realidade

Julia Raya

Estagiária do Meu Timão e estudante de Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo-SP. Tem 17 anos e é corinthiana há 18. Sempre viveu com o Corinthians e agora trabalha com ele também.

ver detalhes

Carille na Arábia e Tite no Timão: uma hipótese que poderia ser realidade

Coluna da Julia Raya

Opinião de Julia Raya

3.3 mil visualizações 49 comentários Comunicar erro

Carille na Arábia e Tite no Timão: uma hipótese que poderia ser realidade

Tite e Carille trabalharam juntos no Timão de 2010 a 2013 e de 2015 a 2016.

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Há algumas semanas, rumores sobre uma suposta saída de Carille para a Arábia vieram à tona. O técnico desmentiu, mas com certeza muitos torcedores continuam com a pulga atrás da orelha.

Ainda essa semana, outros rumores surgiram, dessa vez a respeito do técnico Tite. O que circula pela imprensa é que o treinador deixaria a Seleção após o fim da Copa América por N motivos, entre eles a perda de dois integrantes da comissão técnica – Silvinho e Edu Gaspar.

E se os dois rumores ultrapassassem os limites da hipótese e fossem realidade?

Por conta da atual conjuntura, no meu mundo ideal isso aconteceria.

Recentemente estava conversando com os meus colegas aqui do Meu Timão e nós entramos na discussão Tite vs. Carille. Para mim a resposta é fácil: Tite.

É inegável que Carille é um bom treinador e provou isso em sua primeira passagem como técnico do Timão. Quando ele decidiu seguir carreira na Arábia eu fui uma das pessoas que pediu sua permanência, mas talvez isso não acontecesse mais uma vez (caso Tite viesse para assumir o cargo). Carille tem muito a oferecer como treinador, mas a evoluir também. Muitas vezes ele parece se limitar e se acomodar ao que o elenco apresenta, parece ter receio de testar novas peças e talvez o principal: parece ter perdido a confiança e o apoio de parte da Fiel.

Quando aceitou comandar a Seleção, Tite impôs a condição de trabalhar com uma comissão técnica fixa e não uma que fosse formada apenas para os torneios que o país viesse a disputar. Um dos rumores sobre a saída de Tite diz que a CBF agora cogita voltar ao formato anterior, o que explicaria uma possível saída de Tite.

Como todo corinthiano, eu admiro o trabalho de Tite e sinto falta do bons tempos que o Timão viveu sob seu comando. E se tempos como aqueles voltassem? Eu ficaria feliz.

E para você, torcedor? Deixe nos comentários sua opinião: Tite ou Carille?

Veja mais em: Fábio Carille e Tite.

Coluna da Julia Raya

Por Julia Raya

Estagiária do Meu Timão e estudante de Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo-SP. Tem 17 anos e é corinthiana há 18. Sempre viveu com o Corinthians e agora trabalha com ele também.

O que você achou do post da Julia Raya?