Corinthians precisa discutir o futuro de Xavier

Luis Fabiani

Estudante de Jornalismo no Mackenzie. Desde janeiro de 2020, estagiário do Meu Timão. Estou também diariamente na Rádio Mackenzie.

ver detalhes

Corinthians precisa discutir o futuro de Xavier

Coluna do Luis Fabiani

Opinião de Luis Fabiani

52 mil visualizações 230 comentários Comunicar erro

Corinthians precisa discutir o futuro de Xavier

Xavier, um dos volantes mais promissores do país

Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

O Corinthians, sem maiores explicações, deixou Xavier de fora da relação de jogadores para o duelo contra a Inter de Limeira, pelo Campeonato Paulista. As boas atuações do volante, contra Ferroviária e Ituano, pesaram menos que 45 minutos abaixo da régua, contra o River Plate-PAR. Da estreia na Sul-Americana em diante, o volante não chegou a jogar por nenhum minuto sequer.

A prática vai contra o discurso repetitivo de dirigentes e comissão, que constantemente afirmam que 2021 será um ano de maior espaço para os garotos da base. As declarações, por vezes até demagógicas, dão lugar a uma postura covarde de tirar espaço daquele que talvez seja o jogador mais promissor do atual elenco.

As atuações do Xavier, ao meu ver, foram mais convincentes que as de Roni, volante em ascensão no Corinthians. De janeiro em diante, jogou mais que Gabriel, titularíssimo com Mancini. Tecnicamente, e defensivamente, agrega mais que Ramiro. A pouca idade o colocaria a frente em uma disputa com Camacho. A boa atuação (improvisada) do Mandaca, não deveria colocá-lo a frente de Xavier em uma lista de relacionados

É fato que pode (e deve!) doer, mas é momento do Corinthians começar a discutir o que fará com Xavier. Na minha opinião, o clube toma a pior decisão possível, de desvalorizar seu atleta, deixando-o de lado sem grandes explicações. Nas atuais circunstâncias, um empréstimo para outro clube da Série A seria mais benéfico que mantê-lo no Corinthians.

E isso vale para os tantos outros jogadores que o clube deixa de lado. Araos, por mais longe que esteja de pedir passagem entre os titulares, ainda possui bastante moral no mercado Sul-Americano. É certo que teria espaço em algum clube de ponta em um país vizinho ao Brasil, onde seria mais valorizado que nos bancos de reserva da Neo Química Arena.

Por mais que pareça que vá mudar, o mesmo acontecia com Gabriel Pereira. Sua subutilização, em uma das posições mais carentes do atual elenco, com certeza é menos interessante que uma sequência de jogos em times como Ceará, Bragantino e Athletico, onde certamente teria mais espaço.

O discurso não pode distar da prática, e deve ser fiscalizado constantemente pela torcida. É duro, mas nas atuais circunstâncias, talvez seja melhor abrir mão (temporariamente) de um excelente jogador

Veja mais em: Xavier e Mercado da bola.

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Meu Timão.

Coluna do Luis Fabiani

Por Luis Fabiani

Estudante de Jornalismo no Mackenzie e entusiasta das categorias de base do Corinthians. Desde 2020, estagiário do Meu Timão.

O que você achou do post do Luis Fabiani?

x