A Lava-Jato e o Corinthians

Marco Bello

Setorista do Corinthians desde 2009 pela Rádio Transamérica, Marco Bello acompanha o dia a dia do clube

ver detalhes

A Lava-Jato e o Corinthians

Coluna do Marco Bello

Opinião de Marco Bello

63 mil visualizações 208 comentários Comunicar erro

A Lava-Jato e o Corinthians

Lula e Andrés Sanchez durante a construção da Arena Corinthians

Foto: Divulgação

Pra começar este texto, quero deixar uma coisa clara: o Corinthians (instituição) é vítima de qualquer possível caso de corrupção envolvendo seus dirigentes, ex-dirigentes e entes públicos.

O clube não comprou campeonato, não pagou arbitragem, não ganhou ilegalmente nenhuma partida.

O estádio não foi doado, como querem dizer alguns. Não existe presente que você tem que pagar.

Então o torcedor do Corinthians pode ficar tranquilo, que tudo o que vier da investigação será positivo PARA O CLUBE.

Deixando isto bem claro, passemos ao caso em si:

O ano era 2010 e o então presidente do Corinthians Andrés Sanchez foi até a África do Sul como chefe da delegação da seleção brasileira naquela Copa.

Quatro anos mais tarde, a competição aconteceria no Brasil.

A cidade de São Paulo, a mais importante do país, tinha um estádio principal: o Morumbi.

O Corinthians não tinha estádio, o Pacaembu era menor e sempre teve o problema do tombamento (não se pode reformar), o Palmeiras tinha o Parque Antártica, com pouca capacidade de público.

O mais lógico (e imagino que serei xingado aqui por aqueles que colocam o coração antes da razão, mas mesmo assim escreverei) seria reformar o Morumbi e transformá-lo em sede paulista da Copa 2014.

Mas Andrés, sempre muito esperto, se aproximou de Ricardo Teixeira, então presidente da CBF. Havia já uma proximidade muito grande entre ele e o então presidente Lula. E um terceiro personagem importante na história, Ronaldo Fenômeno, com capacidade de atrair investimentos milionários.

Juntaram a “fome com a vontade de comer”.

Pra que usar um estádio já pronto, se poderiam construir outro? Mais caro. Envolvendo dinheiro público. Empreiteiras ligadas ao governo. Empréstimos gigantescos.Todos ganhariam.

E, claro, o Corinthians também. O sonho do estádio próprio sairia do papel.

Esta foi a manobra puramente política para tirar o Morumbi da Copa e colocar o futuro estádio do Timão. Não há nada de ilegal nisso.

Mas como todos sabemos, e peço novamente que você leitor pense menos com o coração corinthiano e mais com a razão, toda e qualquer construção envolvendo empreiteiras e dinheiro público neste país envolve esquemas, propinas, caixa 2, caixa 3, etc.

Que seja uma gorjetinha para o café. Um cala a boca para um contrato mal feito. Uma ajudinha para um amigo. Um "faz me rir" aqui e ali.

E de grão em grão, chegamos a um estádio de mais de 1 BILHÃO DE REAIS.

O estádio é lindo. A Arena Corinthians é linda. Mas, pensando com a razão, era preciso gastar mais de 1 BILHÃO DE REAIS??

Era preciso mármore? Televisão no banheiro? Camarotes caríssimos que hoje ficam vazios? Espaços imensos inúteis que andam às moscas? (Vamos fazer um shopping! Vamos fazer um salão de buffet!)

O estádio era preciso. Os luxos inúteis, não.

Você, leitor, acha que teve algum tipo de superfaturamento em tudo isso?

Se teve, que devolvam ao clube. Que devolvam ao país. Que devolvam.

A Arena é do Corinthians. Ninguém vai tirar. Por contrato, o Corinthians pode perder o controle do estádio. Mas quem vai querer tirar o Corinthians de lá? Ninguém.

Nenhuma empresa teria interesse em administrar aquele gigante sem o Corinthians jogando lá.

Por isso, repito: para o clube, é importantíssimo que se investigue tudo.

A auditoria contratada pelo Corinthians, como já adiantado aqui nesse espaço, começou toda a briga entre clube e Odebrecht.

O Corinthians quer baratear o custo total. Sabe que não tem dinheiro para pagar o que, somando juros, já ultrapassa R$ 1,2 bilhões.

A empresa, claro, quer cobrar o que está em contrato.

Antes da crise, estava tudo às mil maravilhas.

Mas o castelo formado pelas pessoas que comandavam a política e a economia do país há 6 anos está desmoronando.

As contas estão aparecendo. E para o Corinthians, a conta é enorme. Muito, muito, muito alta.

Conta de um estádio luxuoso feito depois de uma costura política que beneficiou muita gente.

Agora, a realidade é a Lava-jato.

Quem tiver que pagar, que pague. Quem tiver que ir preso, que vá.

O Corinthians, instituição, precisa disso para seguir sua história limpa e cheia de glórias.

Coluna do Marco Bello

Por Marco Bello

Marco Bello é jornalista, apresentador e repórter da Rede Transamérica de Rádio, setorista do Corinthians desde 2009

O que você achou do post do Marco Bello?

  • Comentários mais curtidos

    Foto do perfil de Beto

    Ranking: 477º

    Beto 1943 comentários

    por @beto.silva12

    Concordo. Tem que investigar e punir os culpados. E se tiverem provas que prendam a todos, independente de que partido são. Nós, cidadãos, não aguentamos mais. Agora, a mídia está massacrando. Quer acabar com o Corinthians. Por essas e outras eu não assisto a mais nenhum programa de TV nem de rádio. Chega.

  • Foto do perfil de Luiz

    Luiz 24 comentários

    por @juneka

    Texto f*da, Bello! Concordo em 100%

  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Antonio

    Ranking: 531º

    Antonio 1798 comentários

    208º. por @sergiobenetti

    é isso aí,.

  • Foto do perfil de Jairo

    Jairo 28 comentários

    207º. por @jairo.jose.manoel

    É deste tipo de fonte que necessitamos.
    A profundidade dos fatos é muito esclarecedora.
    A inteligência é notável.
    Parabéns ao texto Marcelo.

  • Foto do perfil de Silvio

    Ranking: 8379º

    Silvio 104 comentários

    206º. por @silviochiozini

    Que separem o trigo do joio.

  • Foto do perfil de Thiago

    Ranking: 507º

    Thiago 1859 comentários

    205º. por @thiago.silva133

    Concordo com o que você disse irmão.
    Mas teria jeito sim... Mais entraria muito menos no bolso da galera.

    Foto do perfil de Marcelo

    Marcelo 382 comentários

    16/11/2016 às 12h45 por @markmelo

    Marco Bello, concordo com quase tudo que está escrito. Há algumas variáveis que você "esqueceu" de incluir na sua equação política para o estádio da Copa na cidade de São Paulo. O estádio que você citou (Morumbi) não tem a infraestrutura de transporte público que já existia em Itaquera antes mesmo da construção da Arena. Além disso, será que a sociedade do bairro onde fica o Morumbi apoiaria a construção de transporte público na porta da casa deles? Ou agiriam como a "gente diferenciada" de Hygyenópolys ou da USP com relação ao metrô? E quanto custariam essas obras de transporte público? Porque não foram realizadas ainda? Quanto teria custado a obra de modernização do Morumbi? Lá não haveria desvios? E se custaria tão barato assim, por que o proprietário do estádio ainda não fez? Talvez meus argumentos sejam fruto da minha paixão e apenas com esse contra-argumento - paixão - seja fácil desqualificá-lo sem ao menos tentar buscar resposta para os questionamentos.

  • Foto do perfil de Pedro

    Ranking: 283º

    Pedro 2855 comentários

    204º. por @pedro.kayky.teodoro1

    Também voto no lulao, assim como votei na dilma em 14

  • Foto do perfil de Pedro

    Ranking: 283º

    Pedro 2855 comentários

    203º. por @pedro.kayky.teodoro1

    Lava-jato e uma bosta. Daltan dalangnol:" não tenho provas, tenho CONVICCAO"

  • Foto do perfil de Itamar

    Ranking: 156º

    Itamar 4099 comentários

    202º. por @sr.fulano

    Ainda você esta falando da mídia? Cara você realmente tem problema com interpretação de texto. Mas deixa quieto, cada um fica na sua e pronto.

  • Foto do perfil de Itamar

    Ranking: 156º

    Itamar 4099 comentários

    201º. por @sr.fulano

    Você além de se achar superior aos outros tem uma tremenda dificuldade de interpretação de texto. Sempre disse a respeito de valer a pena por questão de problemas de a arena captar receita pelo motivo dos problemas com a lava a jato e o envolvimento da construtora com corrupção, mas você esta cego w surdo com a ideia da mídia. Ou você tem uma limitação intelectual e não consegue compreende o que as pessoas querem dizer, ou é daqueles que não conseguem ter uma conversa civilizada com aqueles que debatem um ponto de vista diferente. Se você é daqueles que acham que só por que a pessoa levanta um ponto diferente a pessoa se leva pelos outros que se deixa se levar pela mídia, me desculpe, mas acho que você que não tem personalidade pra ter ponto de vista próprio e acha que todos se deixa levar e são manipulados. Só lamentos pra você.

  • Foto do perfil de Itamar

    Ranking: 156º

    Itamar 4099 comentários

    200º. por @sr.fulano

    Bosta quem fala é você meu amigo. Se você não tem maturidade pra ouvir o que a pessoa fala e discutir de forma civilizada a culpa não é minha. A maior arma dos ignorantes é ofender os outros. Se acha mais que os outros e se mostrou menor. Que pena!

  • Foto do perfil de Marcelo

    Ranking: 3134º

    Marcelo 382 comentários

    199º. por @markmelo

    Marco Bello, concordo com quase tudo que está escrito. Há algumas variáveis que você "esqueceu" de incluir na sua equação política para o estádio da Copa na cidade de São Paulo. O estádio que você citou (Morumbi) não tem a infraestrutura de transporte público que já existia em Itaquera antes mesmo da construção da Arena. Além disso, será que a sociedade do bairro onde fica o Morumbi apoiaria a construção de transporte público na porta da casa deles? Ou agiriam como a "gente diferenciada" de Hygyenópolys ou da USP com relação ao metrô? E quanto custariam essas obras de transporte público? Porque não foram realizadas ainda? Quanto teria custado a obra de modernização do Morumbi? Lá não haveria desvios? E se custaria tão barato assim, por que o proprietário do estádio ainda não fez? Talvez meus argumentos sejam fruto da minha paixão e apenas com esse contra-argumento - paixão - seja fácil desqualificá-lo sem ao menos tentar buscar resposta para os questionamentos.