Viradas corinthianas com dois gols depois dos 40 do segundo tempo

Pergunte ao almanaque

Celso Dario Unzelte, jornalista e pesquisador, é comentarista das televisões por assinatura ESPN/ESPN Brasil, do programa Cartão Verde (TV Cultura) e professor de Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero

ver detalhes

Viradas corinthianas com dois gols depois dos 40 do segundo tempo

Viradas corinthianas com dois gols depois dos 40 do segundo tempo

Em 2106, aos 50 do segundo, Uendel sobe no meio da zaga do Coritiba para fazer 2 a 1: a última das grandes viradas corinthianas

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O Rafael Guarda quer saber mais sobre jogos que o Corinthians virou depois de estar perdendo até os 40 minutos do segundo tempo.

Faça como ele! Nós, aqui, vamos continuar esclarecendo as dúvidas dos internautas do site Meu Timão sobre história, estatísticas ou qualquer outro tipo de curiosidade ligada ao Corinthians, como essa. A base para as respostas será sempre o Almanaque do Timão, trabalho que desenvolvo há mais de 20 anos sobre todos os jogos, jogadores e técnicos do nosso time desde 1910. Ele virou livro em 2000, foi reeditado em 2005 e agora existe na forma do APLICATIVO ALMANAQUE DO TIMÃO, para smartphones e tablets, que pode ser baixado (de graça!!!) via Apple Store ou Google Play. Nos dias (e noites) de jogos, esse aplicativo oficial do Corinthians continua sendo atualizado online.

O APLICATIVO ALMANAQUE DO TIMÃO também traz o GAME DO TIMÃO, uma plataforma de questões de múltipla escolha em que acertos e velocidade de resposta somarão pontos para um ranking geral de usuários cadastrados. Os mais bem ranqueados receberão prêmios periódicos (semanais, mensais, semestrais e anual), como réplicas de camisas antigas, camisas oficiais, camisetas, relógios, bijuterias, bonés e livros, além de visitas acompanhadas ao Memorial do Clube, no Parque São Jorge, e até ingressos de cortesia para jogos na Arena Corinthians.

CELSO UNZELTE
Celso, parabéns pelo post. Realmente é a memória viva do Timão.
Posso estar enganado, mas me lembro quando era criança de alguns jogos que o Corinthians virou o jogo após os 40 minutos do segundo tempo (perdia até então). Você possui informações sobre jogos que viramos após os 40?
Rafael Guarda
@rafael.guarda

Possuo, sim, Rafael. Até a década de 1940 não são todas as partidas em que temos o registro dos tempos dos gols. O certo é que os jogos em que um único gol, o da vitória do Corinthians, saiu depois dos 40 minutos do segundo tempo são muitos, e também podem ser objeto de uma futura coluna, se alguém se interessar em fazer essa pergunta.

Dois ou mais gols marcados quando o Corinthians perdia até faltarem cinco minutos para o final, como você descreve, são mais raros. Tanto que aconteceram apenas quatro vezes ao longo desses mais de 107 anos de história:

Corinthians 2 x 1 Coritiba (na Arena, pelo Brasileiro, em 4/6/2016): Foi a última vez que isso aconteceu. Negueba, aos 47 do primeiro tempo, havia feito Coritiba 1 a 0. André só foi empatar aos 44 do segundo. Uendel, de cabeça, fez o gol da vitória já nos acréscimos, aos 50.

Santos 1 x 2 Corinthians (no Morumbi, pelo Brasileiro, em 8/12/1993): Era a última rodada da fase semifinal do Brasileiro daquele ano, em que oito times divididos em dois grupos de quatro disputavam as duas vagas na decisão. No Grupo F, o classificado foi o Palmeiras, enfrentando São Paulo, Guarani e Remo-PA. O Corinthians disputava a vaga do Grupo E, mas naquela noite de quarta-feira tinha que ganhar do Santos e torcer para o Vitória perder do Flamengo, no Rio.

Até os 40 do segundo tempo, o Santos vencia por 1 a 0, gol de Almir, marcado aos 9. Aos 30, para piorar a situação corinthiana, o goleiro Ronaldo foi expulso. Como o Timão já havia feito as duas substituições que eram permitidas na época. o lateral-esquerdo Elias, de apenas 1,70 metro, teve que ir para o gol. Mesmo assim, ainda deu tempo para o Timão virar aquele jogo para 2 a 1, gols de Rivaldo, aos 40, e Viola, aos 43. Pena que no Rio o jogo do Flamengo terminou 1 a 1 e o Vitória acabou indo para a decisão.

Corinthians 2 x 1 Palmeiras (no Pacaembu, pelo Paulista, em 10/3/1968): Apenas quatro dias antes, em uma Quarta-Feira de Cinzas, o Corinthians havia acabado com o tabu de mais de dez anos sem vencer o Santos de Pelé pelo Campeonato Paulista: 2 a 0, gols de Paulo Borges e Flávio. No domingo, o adversário era o Palmeiras, que saiu na frente com um gol de Tupãzinho aos 38 minutos do primeiro tempo. No segundo, o zagueiro corinthiano Ditão empatou, de cabeça, já aos 41. Aos 44, Benê (que havia entrado apenas 16 minutos antes, no lugar de Buião) virou para 2 a 1.

Portuguesa 1 x 2 Corinthians (no antigo Parque Antarctica, pelo Troféu Fasanelo, em 1º/12/1938): Decisão de um torneio noturno para arrecadar fundos (“Campanha da Tábua”) para a construção do estádio do Ypiranga, na Rua dos Sorocabanos, no bairro de mesmo nome. Na semana anterior, a Lusa havia eliminado o próprio Ypiranga (1 a 0) e o Timão havia passado pelo São Paulo (3 a 1). Naquela final, a Portuguesa ganhava por 1 a 0, gol de Charuto, desde os 30 minutos do primeiro tempo. O ponta-esquerda Wilson, que havia entrado no lugar de Carlito, empatou aos 41 do segundo, e Carlinhos, também ponta-esquerda, aos 44, fez o gol da vitória por 2 a 1, que valeu também a conquista daquela taça.

Veja mais em: História do Corinthians.

Game do Timão

Coluna do Celso Dario Unzelte

Por Celso Dario Unzelte

Celso Dario Unzelte, jornalista e pesquisador, é comentarista das televisões por assinatura ESPN/ESPN Brasil, do programa Cartão Verde (TV Cultura) e professor de Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero

O que você achou do post do Celso Unzelte?

  • 1000 caracteres restantes