Ralf, quatro letras que cobrem um campo inteiro

Roberto Gomes Zanin

Jornalista, diretor da RZ Assessoria, Bicampeão do mundo. Não sou ligado a nenhuma corrente política do clube. Quero apenas o melhor para o Timão. Discorde à vontade, mas com o respeito aos irmãos

ver detalhes

Ralf, quatro letras que cobrem um campo inteiro

4.0 mil visualizações 127 comentários Comunicar erro

Ralf, quatro letras que cobrem um campo inteiro

Esse aí não é um volante qualquer

Foto: Danilo Augusto Jr. Agência Corinthians.

Amigos e amigas fiéis:

Jogamos muita bola.

Jogamos com raça.

Jogamos com técnica.

Jogamos como Corinthians.

Teria muito a falar do jogo.

Citar a boa atuação de Sidcley, que lembrou os bons tempos de Arana.

Exaltar a ótima atuação de Clayson, que não pipoca quando o jogo é decisivo.

Poderia ressaltar a classe e a dinâmica de jogo do garoto Vital.

Mas quero falar de Ralf.

Ainda vou escrever um artigo dedicado só a ele.

Mas hoje quero apenas dizer: Ralf é um monstro!

Bendito o dia em que ele foi contratado pela primeira vez para o Timão.

Como não lembrar dos desarmes precisos e da marcação implacável, sempre sem cometer faltas.

Em tantos e tantos jogos, era dele o pé salvador, que aliviava nossas penas e causava suspiros de alívio.

Se dependesse de mim, ele nunca teria saído.

Se dependesse de mim, teria voltado, como voltou.

E teve alguns Nutellas que criticaram a contratação do Monstro.

Mais um volante?

Não, antas!

Não é mais um volante.

É Ralf, o doutrinador da cabeça da área!

O consagrador de zagueiros sob sua proteção.

O motor que injeta sangue nas veias dos outros 10 jogadores.

O torcedor com uniforme e chuteiras nos pés.

Quatro letras que preenchem o campo inteiro!

Veja mais em: Ralf.

Coluna do Roberto Gomes Zanin

Por Roberto Gomes Zanin

Jornalista, diretor da RZ Assessoria de imprensa, bicampeão do mundo. Não sou ligado a nenhuma corrente política do clube. Quero apenas o melhor para o Timão. Discorde à vontade, mas com o respeito.

O que você achou do post do Roberto Zanin?