Seja lá de onde você vem ou no que você acredita, seja Corinthians

Sarah Tonon

Trabalhou na ESPN e já tem duas Copas do Mundo no currículo. Atualmente produtora do Meu Timão que marcou o amor incondicional pelo Corinthians na pele!

ver detalhes

Seja lá de onde você vem ou no que você acredita, seja Corinthians

Coluna da Sarah Tonon

Opinião de Sarah Tonon

34 mil visualizações 131 comentários Comunicar erro

Seja lá de onde você vem ou no que você acredita, seja Corinthians

O que significa a palavra Corinthians?

Foto: Bruno Teixeira

Você sabe o que significa a palavra CORINTHIANS?

Para os gregos, 'corinthian' significa alguém que é natural da cidade de Corinto, na própria Grécia. Uma cidade-estado que era uma das pólis helênicas no istmo de Corinto. Um local de luxo célebre, onde aconteciam os Jogos Ístmicos entre atletas gregos que aconteciam a cada 4 anos, isso tudo até 581 a.C. Os jogos tinham ligação com o requinte de sua aristocracia, o que inspirou os cavalheiros esportistas do século XVIII e início do XIX a se denominarem Corinthians.

Já no período d.C., a cidade de Corinto foi evangelizada por São Paulo (curioso...), o pregador Paulo de Tarso. Responsável por fundar a igreja cristã de Corinto. Posteriormente, escreveu uma célebre epístola dirigidas aos tais "coríntios/corinthians" que se refere ao amor.

Na primeira década do século passado, um time inglês chamado Corinthian (o atual Corinthian-Casuals) veio ao Brasil e inspirou a fundação do nosso Sport Club Corinthians Paulista. Os ingleses usaram a expressão Corinthian que há muitos anos tinha saído de moda, uma expressão que revivia a história dos esportistas gregos.

O time inglês Corinthian durante vinda ao Brasil em 1910

O time inglês Corinthian durante vinda ao Brasil em 1910

Reprodução

A palavra Corinthians, para aqueles que não o são, muitas vezes é escrita de maneira errada ou mal pronunciada. Um nome que tem relação direta com uma cidade grega distante e que designou há muitos anos os aristocratas esportivos.

Hoje o nosso Corinthians é visto como diferente. Excêntrico. Já nos rotularam tantas vezes. Os loucos do bando, doentes infectados pela locospirose, religiosos fervorosos do corinthianismo, maloqueiros, sofredores e por aí vai.

Mas esse conjunto cheio de excentricidades, sentimentos, amor, religião, devoção, esporte, significados e povos, formou os torcedores dos Corinthians, os corinthianos.

E não importa a metáfora que usem para nos explicar ou nomear. Somos corinthianos. Esse é o maior e mais importante denominador que podem nos dar. É o principal elemento de nossas características, da nossa história. Religião, doença, origem ou adjetivo algum se comparam ao fato de sermos CORINTHIANOS.

Seja lá de onde você for, de onde você vem, quanto dinheiro você tem na sua conta, o setor do estádio que você vai, o seu tipo sanguíneo, o idioma que você fala, no que você acredita, a cor da sua pele, dos seus olhos ou cabelos, somos todos corinthianos. E o nosso time precisa de nós. Precisa que sejamos resistência contra as críticas e os desacreditados, precisa que apoiemos por mais que 90 minutos - antes, durante e depois da partida - não importa o resultado, precisa que nossas vozes ecoem Itaquera, São Paulo, Bahia, Zona Leste, Nordeste, Amazônia, Brasil, Américas, mundo afora. Nossas vozes, nossos gritos, nossos cantos, nossos choros precisam se unir e ecoar em uma única onda sonora. Precisamos mostrar a todos o que significa o Corinthians.

Corinthiano

Bruno Teixeira

Agora, eu volto a te perguntar: você sabe o que significa a palavra Corinthians?

Eu, Sarah, não sei explicar. Não sei como mensurar ou colocar em palavras o que significa pra mim. Para os gregos, ingleses, cristãos, até sei. Mas para mim, faltam palavras. Apenas sinto, apenas vivo, apenas respiro.Corinthians.

E pra você, corinthiano? O que significa?

Veja mais em: História do Corinthians.

Coluna da Sarah Tonon

Por Sarah Tonon

Trabalhou na ESPN e já tem duas Copas do Mundo no currículo. Atualmente produtora do Meu Timão que marcou o amor incondicional pelo Corinthians na pele!

O que você achou do post da Sarah Tonon?