PÓS-JOGO - Corinthians 2 x 0 São Paulo - alguém tem alguma piada nova de freguês?

Yule Bisetto

Não dou notícia, não sei de bastidores, não faço análise tática. Sou CORINTHIANS de coração e adoro escrever sobre isso. Qualquer coisa além disso, não vai encontrar aqui.

ver detalhes

PÓS-JOGO - Corinthians 2 x 0 São Paulo - alguém tem alguma piada nova de freguês?

Coluna da Yule Bisetto

Opinião de Yule Bisetto

7.1 mil visualizações 147 comentários Comunicar erro

PÓS-JOGO - Corinthians 2 x 0 São Paulo - alguém tem alguma piada nova de freguês?

Foto: Agência Corinthians

Fala, Fiel!!!!

Nada melhor do que ganhar um "clássico" em um momento chave, que marca a transição da equipe de quinta-feira, em formação, que vem buscando entrosamento no Campeonato Paulista... para a equipe de quarta que vem, que vai estrear, fora de casa, na Libertadores da América, com força total.

Os jogadores ganham a confiança do treinador, que ganha a confiança da torcida, que ganha a confiança dos jogadores, não necessariamente nessa mesma ordem.

Eu gostei MUITO do primeiro tempo do jogo de hoje.

Confesso que, de início, achei que sentiria mais a falta do Elias. Mas o jovem Maycon superou as expectativas e fez bem a função de segundo volante.

Não foi só pelo resultado favorável ao Corinthians que o primeiro tempo foi bom. Eu vi linhas de passe, eu vi criação de jogadas, eu vi oportunidades de gol, eu vi a torcida gritando forte. Eu vi jogador dando chapéu no adversário... e foi mais de um, hein!

Instantes após o Corinthians marcar o gol, a moça do alto-falante anunciou que tinha sido do Lucca (minha conjuntivite atrapalhou e eu não tinha conseguido identificar o autor). Eu juro que juntei as duas mãos, olhei pro céu e falei: OBRIGADA, SENHOR!!!!

O segundo tempo já foi mais esquisito. Alguns jogadores pareciam um pouco cansados. O São Paulo chegou mais ao gol do Cássio e eu cheguei a agradecer algumas vezes a falta de jogadores bons na equipe adversária. OBRIGADA, SENHOR, ELES NÃO SABEM FINALIZAR!

Não entendi Willians no lugar do Maycon. Talvez alguma coisa que só os analistas mais avançados de futebol possam me explicar depois. Mas o Danilo no lugar do André deu uma cadenciada na partida. Embora eu ainda ache que la no meio da área não seja o melhor lugar para ele.

Ao contrário do que aconteceu no primeiro tempo, no segundo, não houve tanta criação nem tanto volume de jogo. Oportunidade para testar se o nosso goleiro está em boa fase. E ele está. OBRIGADA SENHOR AMADO!!!

Agora vai!!!!!!!!

VAAAAAAAAAI, CORINTHIAAAAAAAAAAAAAAANSSSSSS!!!!!

___________

Notinhas dos jogadores

Cássio - Vocês pediram no último post, comentaram que estava na hora do nosso goleiro fazer uns milagres e tal. TÁ BOM PRA VOCÊS????

Fágner - REGULAR. E não no sentido de ótimo, bom, regular ou médio. No sentido de apresentar uma regularidade impressionante em seu futebol. Fazer sempre o que se espera dele, desempenhar o seu papel sem grandes sustos.

Felipe - Eu SABIA que o Felipe seria o principal jogador da partida. Não sei se é inveja da beleza dele ou se ficaram apaixonados, mas os são paulinos estavam de olho no nosso zagueiro. Ótima partida do rapaz que mostrou qualidade, tranquilidade e maturidade durante os noventa e poucos minutos.

Yago - Emboooooooora tenha cometido um errinho que, ainda bem, o Cássio evitou que virasse gol, Yago é excelente jogador e vou falar uma coisa pra vocês: dentro das possibilidades que um escanteio oferece, foi um GOLAÇO.

Guilherme Arana - Não gosto de lateral que toma cartão no começo do jogo e tem que passar o resto da partida tomando cuidado pra não ser expulso. Estou inclinada a preferir o Uendel.

Bruno Henrique - Não foi uma partida brilhante, mas também não posso reclamar do primeiro volante em uma partida em que a defesa foi tão bem, que o cara estava empenhado na marcação e que não cometeu nenhum erro grave.

Maycon - Segundo o Tite, um Elias com 18 anos. Eu concordo, no sentido de que falta maturidade, experiência e um pouquinho de sacanagem ao rapaz. No mais, fez boa partida.

Willians AK47 - O Jon Jones do futebol brasileiro me deixa apreensiva quando está em campo. Nunca sei se espero um desarme ou um arm lock no adversário. Mas, veja bem, toda essa habilidade foi bem usada no cartão que ele levou, porque foi na hora certa para matar o contra-ataque (calma, Willians, "matar" o contra-ataque é uma expressão!!!).

Giovanni Augusto - Gostei. Joga leve, tem disposição e parece ser esperto. Mas falta aparecer.

Rodriguinho - Eu vi que muita gente está criticando o rapaz. Eu senti uma certa instabilidade nele, mas não desgosto não. Apenas acho que ele precisa jogar em uma equipe mais sólida no ataque. Prefiro aguardar.

Lucca - Eu estava torcendo pra ele jogar bem e fazer gol, afinal não gosto muito de cornetar jogador tão cedo na temporada e, com os últimos desempenhos, a torcida estava começando a pegar no pé dele. Não só foi oportunista e fez o gol, como desarmou demais, se apresentou demais.

André - Gostei, viu. Para um primeiro jogo e claramente ainda em marcha lenta, fiquei com a esperança de que teremos um bom atacante em alguns jogos. Só precisa correr (literalmente?) atrás do prejuízo, e ver se alcança o ritmo do resto da equipe.

Danilo - Não gosto do Danilo no ataque, mas entendo. Não joga o melhor do seu futebol, mas também não faz besteira e tem nome pra segurar a bronca.

Romero - Eu tenho certeza de que se a gente tivesse no Pacaembu, a galera do Tobogã ia gritar ROMERO!!! ROMERO!!! igualzinho faziam com o DE-FE-DE-RICO.

Tite - Vocês sabem que quando eu agradeço ao SENHOR, é ao Tite que estou me referindo, né?

Coluna da Yule Bisetto

Por Yule Bisetto

Não dou notícia, não sei de bastidores, não faço análise tática. Sou CORINTHIANS de coração e adoro escrever sobre isso. Qualquer coisa além disso, não vai encontrar aqui.

O que você achou do post da Yule Bisetto?