Relato de Dr. Osmar de Oliveira

Fórum do Corinthians
Tópico Lendário Entenda as regras

Bryan #5.269 @bryan.iubel em 29/10/2017 às 15:22

Poderia ser uma história de palmeirense, são-paulino, flamenguista.

Em maio de 2008 o Corinthians fazia sua estreia na série B, contra o CRB, no Pacaembu. Num grupo de 20 pessoas, lá estava eu no setor laranja, bem no meio de campo, ao lado das torcidas organizadas. Assistir o jogo dali é mais emocionante que nas numeradas. Cheguei cedo, atendi inúmeros torcedores com fotos e autógrafos.

Percebo caminhando por entre as pessoas, vindo na minha direção um senhor de uns 70 anos, negro, baixo e magro. Vi que andava devagar e com alguma dificuldade. Com educação pediu um minuto da minha atenção e se acomodou ao meu lado. Não queria foto nem autógrafo.

Começou a contar sua história: ” Moro em Guaratinguetá… no ano passado (2007) tive dois enfartes no coração e quase morri… agora em março(2008) tive o terceiro enfarte e foi o pior deles… internado no hospital, teve um dia que eu estava de olhos fechados relembrando a vida e minha mulher ao lado pensou que eu estava dormindo… chegou o cardiologista, que pensou a mesma coisa e disse para minha esposa… o caso dele é grave e deste ano ele não passa… nem sei direito o que se passou na minha cabeça naquela hora, mas continuei de olhos fechados… dias depois, recebi alta para continuar o tratamento em casa… sinto-me cansado e tomo muitos remédios… ontem tomei uma decisão… pedi a meu cunhado que me trouxesse hoje aqui no Pacaembu (nesse momento começou a chorar)… e sabe o que eu vim fazer aqui, doutor? … Vim me despedir do Corinthians.”

Levantou-se. Abraçou-me e se foi, enxugando as lágrimas. Fiquei atônito por alguns minutos. Tenho essa imagem muito gravada na minha mente. Não sei se morreu, tomara que não! Tomara que tenha assistido a volta à Série A e a Libertadores. O que faz um torcedor tomar uma decisão dessas, lembrar de seu time no prenúncio da morte? Que paixão é essa? Não sei. Se tentar explicar, não vou conseguir. Penso muito naquele homem. Coloco-o sempre nas minhas orações e muitas vezes, choro, como estou chorando agora. Na sua simplicidade e humildade, mal sabe ele que me ensinou uma coisa importante: um dia vou fazer a mesma coisa!

____

O grande Doutor Osmar postou isso em sua página em 2012. Relato muito emocionante.

5.475 visualizações e 52 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhores respostas

Rodolfo Mattos #5.030 @rodolfo.mattos em 29/10/2017 às 15:51

Esse defendia o Corinthians com unhas e dentes, faltam doutores Osmar na vida do Corinthians!

Tiago Luis #884 @tiagocar79 em 30/10/2017 às 01:20

Rapaziada pega esse texto é fala pra alguém ler na concentração desses medíocres atletas do Carille, pra eles terem a noção do peso do nosso manto, na beira da morte o senhor foi ao Pacaembu assistir o Corinthians.

Emocionante, lindo demais, que saudade de você dr Osmar.

Últimas respostas

Marcio Galvão #2.612 @mgalvao1983 em 30/10/2017 às 13:53

Saudades...

Publicidade

Wilson Antunes #274 @wawawa em 30/10/2017 às 10:13

Humano e atencioso...

Foi um dos únicos da diretoria, à responder um comentário meu feito em seu blog.

Rafael Ch #3.441 @rch05 em 30/10/2017 às 10:12

F.O.D.A.

Marcos A. De Souza #7.586 @brehmer em 30/10/2017 às 09:46

Depois do doutor Osmar o Jogo aberto da Band ficou 'Fechado', com uns cidadãos que serve mais para zorra total do um programa esportivo, onde a apresentadora que sempre quando fala, principalmente do Corinthians, é modo a denegrir. Agora, percebo que com o saudoso Doutor Osmar de Oliveira, ela e eles sabia que sempre ele dava umas respostas verdadeiras, onde cobria a falta de modo deles.

Toninho Timão #7.206 @jr.ac em 30/10/2017 às 09:34

Saudades!

Valdecir Donizeti De Oliveira #6.770 @valdecir.donizeti.de em 30/10/2017 às 09:31

O time deveria ter espírito corintiano. Hora de luta e raça. Sangue nos olhos. Estou cansado de ver jogador com fone de ouvido, mascarados. E quem tá mal e sem confiança deveria pedir pra sair.

Roberto Tofanelli @roberto.tofanelli em 30/10/2017 às 09:01

Esse Dr. Osmar, além de ter sido um baita profissional na medicina era antes de tudo um Corinthiano apaixonado, quiçaz alguns desses que hoje vestem este manto sagrado, tivessem 1% deste torcedor. Foi uma perda irreparável para todos nós corinthianos a partida do Dr. Osmar.

Renato Gino #6.919 @renato.gino em 30/10/2017 às 08:12

Olá, bom dia! Verá...Força!

Reynaldo #3181 @reynaldo.perez.cano. em 30/10/2017 às 07:57

" "

Tenho 69 anos. Sei bem o significado desse depoimento, sofro de uma doença degenerativa há mais de 35 anos, porém há 8 anos vivo em uma cama, e confesso a vocês, o grande CORAINTHIANS é uma das maiores motivações (OUTRAS SÃO MEUS NETOS) que tenho para continuar vivendo, todavia, parafraseando o inesquecível FIORI GIGLIOTI, as cortinas estão se fechando e o espetáculo da vida está encerrando. E meu grande sonho, é fechar esse espetáculo com o CORINTHIANS CAMPEÃO. POR FAVOR Carille & CIA.LUTEM E ME DEEM ESSA ALEGRIA. VAI CORINTHIANS, #NUNCA FOI FÁCIL

Reynaldo Perez Cano Seniorreynaldo #3.181 @reynaldo.perez.cano. em 30/10/2017 às 07:57

Tenho 69 anos. Sei bem o significado desse depoimento, sofro de uma doença degenerativa há mais de 35 anos, porém há 8 anos vivo em uma cama, e confesso a vocês, o grande CORAINTHIANS é uma das maiores motivações (OUTRAS SÃO MEUS NETOS) que tenho para continuar vivendo, todavia, parafraseando o inesquecível FIORI GIGLIOTI, as cortinas estão se fechando e o espetáculo da vida está encerrando. E meu grande sonho, é fechar esse espetáculo com o CORINTHIANS CAMPEÃO. POR FAVOR Carille & CIA.LUTEM E ME DEEM ESSA ALEGRIA. VAI CORINTHIANS, #NUNCA FOI FÁCIL

Jack Tadeu Bahde #145 @tadeu54 em 30/10/2017 às 07:35

Inesquecível Dr. Osmar!