Libertadores 2018 - Millonarios 0 x 0 Corinthians

Libertadores 2018 - Millonarios 0 x 0 Corinthians

https://www.meutimao.com.br/jogo/28-02-2018/libertadores_2018/millonarios-0-x-0-corinthians

02:00

2018-02-28T21:45:00

Corinthians Corinthians 0 x 0 Millonarios Millonarios

Libertadores 2018

Sobre a Partida

Corinthiano Dutra entrou no segundo tempo, mas não conseguiu tirar o zero do placar

Corinthians empata na altitude da Colômbia em jogo de estreia na Libertadores-2018

Para os mais pessimistas, não venceu. Para os otimistas, não perdeu. E a verdade é que o Corinthians ficou no empate de 0 a 0 com o Millonarios, na altitude de Bogotá, na Colômbia, no estádio El Campín, na noite desta quarta-feira, no jogo de estreia de ambas as equipes na atual edição da Copa Libertadores da América. O destaque para os comandados de Fábio Carille foi a evolução mostrada no segundo tempo em relação aos 45 minutos iniciais.

Com o resultado, Corinthians e Millonarios dividem a liderança do Grupo 7, com um ponto cada um. Vale lembrar que o Deportivo Lara recebe o argentino Independiente em solo venezuelano na noite desta quinta-feira, encerrando assim a primeira rodada da chave.

Em relação à equipe titular da vitória de 2 a 0 sobre o Palmeiras, no Dérbi do último sábado, o Corinthians somente contou com uma modificação: a entrada de Mateus Vital no lugar do suspenso Rodriguinho. Assim, Carille mandou a campo: Cássio, Fagner, Balbuena (capitão), Henrique e Maycon; Gabriel e Renê Júnior; Ángel Romero, Jadson, Mateus Vital e Clayson.

Em tempo: o próximo duelo do Corinthians é mais uma clássico pelo Campeonato Paulista. No domingo, às 17h, no Pacaembu, o Timão visita o Santos, pela décima rodada. Pela Libertadores, a equipe do Parque São Jorge volta a campo daqui a duas semanas, contra o Deportivo Lara, da Venezuela, na Arena, em Itaquera.

Primeiro tempo

Se os torcedores do Timão achavam que o primeiro desafio da equipe na Libertadores seria fácil, caíram do cavalo. O Millonarios começou o jogo ditando o ritmo de forma aguda e envolvente nas chegadas ao ataque. Muitos dribles e enfiadas de bola pós-triangulações, resultando também em marcações de impedimento graças ao bom posicionamento da defesa corinthiana. Com 13 minutos, Del Valle balançou as redes, impedido, e o lance foi anulado.

Nas tentativas, não muito bem arquitetadas, de ataque do Corinthians, os comandados de Carille sofreram com o excesso de faltas cometidas pelos fortes jogadores da equipe colombiana. Ademais, os adversários se mostraram mais rápidos nos momentos de dar o bote, talvez privilegiados por já estarem acostumados aos mais de 2,6 mil metros de altitude.

Aos 31 minutos, a primeira grande jogada de ataque do jogo. Clayson fez fila no campo defensivo para se livrar dos marcadores. Jadson saiu em velocidade e lançou Romero com precisão, já na entrada da área. O paraguaio avançou pela esquerda e nas proximidades da pequena área, já prestes a ser desarmado pela zaga, bateu cruzado e rasteiro em cima do goleiro Fariñez. Vital aparecia em velocidade (e liberdade) pela direita, mas não recebeu o passe do camisa 11.

Nos últimos cinco minutos do primeiro tempo, o fôlego dos jogadores corinthianos pareceu ter acabado. Os colombianos deram um gás final e incomodaram a defesa do Timão ao menos três vezes com venenosos cruzamentos. No fim das contas, porém, nada que exigisse defesas de Cássio.

Segundo tempo

A conversa nos vestiários com o técnico Fábio Carille pareceu ter surtido efeito entre os jogadores do Corinthians. Logo no primeiro lance da etapa complementar, Fagner avançou pela direita e cruzou bola fechada com efeito, obrigando Fariñez a dar um esquisito tapa na pelota para afastar o perigo. Na sequência, Jadson apareceu em velocidade, e justamente por isso encontrou dificuldade em decidir o que fazer na jogada. De toda forma, tratava-se de uma espécie de presságio de que o Timão é quem melhor atuaria nos 45 minutos finais.

Não demorou para o Millonarios, porém, dar a resposta. E levando muito perigo ao gol de Cássio! David Silva se infiltrou com bom gingado entre os defensores corinthianos e, ao ficar cara a cara com o goleiro, deu belo passe de calcanhar para Huérfano. O jovem colombiano, então, mesmo com o gol livre em sua frente, bateu forte e sem direção, isolando a bola.

Logo aos 11 minutos, Carille percebeu que sua equipe voltava a se atrapalhar para criar jogadas de ataque. E então Júnior Dutra foi chamado no banco de reservas. O camisa 9, de acordo com a numeração do clube na Libertadores, entrou na vaga de Clayson.

Aos 17 minutos, o Corinthians chegou com perigo mais uma vez. E com direito a bola na trave! Após cobrança de escanteio, Dutra dividiu de cabeça com zaga colombiana e viu a sobra cair nos pés do zagueiro corinthiano Henrique. O camisa 3 então, de costas para o gol, girou e bateu de perna direita carimbando o travessão do Millonarios.

Um pouco depois, Carille decidiu mexer de novo no ataque de sua equipe. Sacou Mateus Vital, que de fato caiu de produção após o intervalo, e colocou "velho novo" sangue em campo: Emerson Sheik, herói do título de 2012 do Corinthians na Libertadores.

Sheik tumultuou o sistema defensivo do Millonarios - não à toa foi somente ele quem provocou o primeiro cartão amarelo da equipe colombiana na partida. Mas o veterano de 39 anos de idade não produziu efetivamente chances de gol. Tais oportunidades, aliás, não foram mais construídas por nenhum corinthiano - nem Lucca, que entrou nos minutos finais no lugar de Romero como última cartada de Carille. E foi assim que o Timão ficou no empate de 0 a 0 em seu jogo de estreia na Libertadores-2018.

Vida que segue e um pontinho na bagagem na viagem de volta ao Brasil.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida: Millonarios 0 x 0 Corinthians

  • 1000 caracteres restantes